Passeio de barco pelo Lago Malawi em Cape Maclear [parte 1 de 2]

Nosso último dia no Malawi antes de começar rompendo rumo à Tanzânia em uma roadtrip com mais de 2.000 quilômetros de distância, aproveitamos para carregar ao máximo nossas energias descansando em uma ilha paradisíaca próxima a Cape Maclear no Malawi.

A noite caiu rapidamente em Cape Maclear logo depois dos tanques de mergulho que esvaziamos ao explorar o fundo do Lago Malawi, era hora de repouso para aproveitar ao máximo o dia seguinte. Ainda teríamos mais 24 horas de exploração desta região da África Oriental antes de partir rumo ao próximo país dessa expedição de 4 semanas: a Tanzânia de Zanzibar, Kilimanjaro e o Parque Serengeti.

Como teríamos tempo suficiente para encontrar alguma coisa legal pra fazer durante o dia, ficamos de bobeira quase que toda a parte da manhã, aproveitando as redes e o visual da praia bem em frente ao hostel que nos acolheu em Cape Maclear, o Guecko Lodge. E nessas redes fiquei por um bom tempo apenas sentindo a brisa que vinha refrigerando o intenso calor que já fazia nas primeiras horas da manhã. Sinceramente não tinhamos programação nenhuma pro dia até que encontrei com o Isaac, o cara que se transformaria em nosso guia por um dia nas explorações ao Parque Nacional Lake Malawi.

Crianças e nativos de Cape Maclear
Crianças e nativos de Cape Maclear

Como vocês já sabem, Cape Maclear é um vilarejo constituido apenas por uma rua de areia principal sendo considerado um dos principais destinos turísticos do Malawi. Nós utilizamos esse lugar como uma parada para podermos nos reestruturar do rush das viagens rodoviárias na África e de quebra ter a oportunidade de conhecer um pouco mais das maravilhas que fizeram com que o Lago Malawi fosse considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. E eis que estava lá bem balançando na minha rede quando escutei um assobio lá na praia. Era Isaac me chamando para apresentar seus serviços.

Ele disse que era o cara que conhecia os melhores lugares nas redondezas para apreciar as belezas locais, interagir com a vida animal, fazer snorkel, mergulhar e ainda por cima era um excelente cozinheiro. Ele nos ofereceu um passeio no qual navegaríamos até uma das ilhas mais próximas de Cape Maclear para passar o dia, descansar, divertir em águas cristalinas e comer um bom peixe assado na fogueira que ele mesmo iria preparar. O custo dessa brincadeira? 80 dólares para 3 pessoas. E na moral? Foi muito barato, além do que um grande auxílio para a família do Isaac, desde que o turismo realmente estava muito parado nesta oportunidade.

Isaac, o guia dos bichos em Cape Maclear
Isaac, o guia dos bichos em Cape Maclear

E ele nos levou até uma ilhazinha localizada a apenas pouco mais de 20 minutos de Cape Maclear, só que antes ele nos falou que nos mostraria os gaviões africanos que residem nas copas dos baobás em matas fechadas às margens do lago. Ele levou alguns pedaços de peixe e estacionou a embarcação bem no meio do caminho. Assoviava alto e jogava o peixe. Era um espetáculo sensacional logo para o começo do passeio, concorda?!

Pássaro, Lago Malawi - África
Rasantes nas águas do Lago Malawi

Registramos várias fotos incríveis as rasantes dos gaviões, antes de partimos para a melhor parte: mergulho livre no Lago Malawi!

Lago Malawi em Cape Maclear - África
Lago Malawi em Cape Maclear - África

E enquanto eu tratava de mergulhar e me divertir naquelas águas transparentes, eis que nosso amigo Isaac tentou fazer uma apresentação do estilo malawiano de pescar com as mãos. Sentado às margens da ilha onde iríamos almoçar, mergulhou suas mãos fechadas com pedacinhos de pão e instantâneamente centenas de peixinhos coloridos começaram a arriscar a sorte grande de conseguir sua refeição. Isaac estava compenetrado enquanto eu, com minha GoPro, tentava registrar da melhor forma possível aquele momento espetacular de contato direto com a natureza local. Não demorou sequer um minuto para que Isaac levantasse as duas mãos fechadas para o céu, gritando compulsivamente a expressão: "I got a BIG ONE!" (eu peguei um grandão!!)

Pescando com as mãos no Lago Malawi
Pescando com as mãos no Lago Malawi

Foi espetacular esse momento em que nos divertimos antes de partir para a refeição preparada por Isaac, um grande peixe assado na brasa de lenha colhida ali no local mesmo, arroz e um escaldado de batatas. Fiz vista grossa quando observei que o nosso guia-cozinheiro pegava água do lago para fever o arroz e preparar o molho de batatas, com certeza qualquer tipo de gringo (e até muitos brasileiros) não teriam coragem de comer aquele tipo de comida, mas para mim, estava tão saboroso que cheguei a repetir outras duas vezes. Depois de muito divertir por ali, a gente ainda teria outros momentos intensos nesse passeio: era hora de pular bem alto de umas pedras e assistir ao espetáculo musical de uma bandinha local às margens do lago, assunto este do próximo post dessa série incrível sobre o Malawi.

Confira alguns vídeos sobre essa matéria


Navegando pelas águas do Lago Malawi


Snorkel no Lago Malawi


Pescando com as mãos no Lago Malawi


Cape Maclear e o Lago Maláui


Mergulho com snorkel no Lago Malawi

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias