De táxi rumo aos Moray e Salinas Marasal em Cuzco - Peru - Parte 1 de 3

Viajar no Peru é fantástico, ainda mais ao custo dos táxis por lá! Para conhecer as Salinas Marasal e os Moray, nos arredores de Cuzco, eu consegui locar um taxista por R$ 50,00 e fiz uns dos passeios mais incríveis e econômicos de minha estada no Peru.

Ao chegar em Cuzco você é logo assaltado por várias opções de passeios, lugares a serem visitados, opções de turismo que atendem literalmente a gregos e troianos. Existem aqueles que optam por badalar (e Cuzco possuí sim, as melhores baladas do Peru), ou mesmo para conhecer Machu Picchu, mais há aqueles como eu, desesperados por ver absolutamente tudo! Eu sou assim! Um guia peruano me chamou de turista, disse que tenho atitudes como as de um verdadeiro turista, e eu ri muito! Realmente eu penso como um turista fanático! Ainda mais por ter o Blog Boa Viagem sobre meu comando. Eu me sinto na obrigação de conseguir o melhor, de ver sempre o máximo de cada destino, e publicar tudo aqui nos mínimos detalhes para a posteridade!

Então optei por conhecer absolutamente tudo que meus seis dias em Cuzco me permitissem. Cheguei em uma manhã de segunda-feira e fui embora de no fim da semana, na noite do sábado. Sendo assim tive um tempo considerável o que me permitiu conhecer os principais sítios arqueológicos peruanos, para agora ter a liberdade de compartilhar tudo aqui com vocês. Eu poderia começar essa nova fase do Boa Viagem falando da América Central, voltando o foco às viagens que já foram citadas por aqui, mais sinceramente, um mês após a minha volta do Peru, essa viagem ainda está mechendo com as minhas memórias, me fazendo refletir diariamente sobre tudo que vi e sobre a forma na qual tudo isso tem impactado no meu viver.

No meu último dia, já depois de ter visitado tudo em Cuzco, tive uma idéia muito interessante, e vou começar relatando como tudo isso aconteceu. Eu já havia visitado os principais sítios arqueológicos, Machu Picchu, Ollantaytambo e todos os museus da cidade. Me faltavam os Moray e as Salinas Marasal. E vou começar o relato da minha história de seis dias em Cuzco de trás pra frente literalmente. Hoje começo a compartilhar com vocês do meu último dia em Cuzco, visitando de táxi, sozinho, as Salinas Marasal e os Moray. E como foi interessante ter feito esse passeio sozinho e de taxi!

Quando me dei conta que já haviam passado seis dias desde a minha chegada em Cuzco e que ainda não tinha visitado os Moray (que tanto queria...) acabei optando por uma decisão drástica - sem tempo e com soles peruanos sobrando no meu bolso, resolvi parar, no sábado ao meio dia no meio da rua na Plaza de Armas e chamar o primeiro taxista que vi. Logo questionei-o sobre o custo de uma corrida até os Moray, passando pelas Salinas na volta, e que fosse algo realmente econômico, pois estaria sozinho, não teria como compartilhar o preço com ninguém, e que ainda daria uma certa propina para ele por tirar algumas fotos e me explicar os detalhes de tudo por ali. Mais que instantâneamente o taxista me assaltou com o valor de $ 150,00 soles. Veja bem! Isso é mais ou menos R$ 90,00! Eu achei muito caro, mesmo sendo uma corrida do tamanho da que estava propondo a ele! Mais isso já é de praxe em Cuzco. Os taxistas sempre vão lhe cobrar 150 soles para fazer isso que estou relatando aqui. Como bom brasileiro que sou, comecei delicadamente a regatiar exigindo um preço mais barato. Eu tinha que ir, já tinha minha passagem de ônibus para a noite rumo a Puno, não tinha mais minha reserva para a noite de sexta no albergue e se não visitasse dessa forma, acabaria voltando do Peru sem conhecer os Moray.

Negociando, o taxista conseguiu me fazer o valor mínimo dele: 80 soles. Sim! Cerca de 50 reais, e para um tour desses que chegaria a cerca de 150 kilômetros (ida-volta), eu concordei que seria um custo realmente interessante. HEy, foi muito barato! Você não consegue ir de Congonhas a Guarulhos em São Paulo por esse preço! Muito menos do aeroporto de Goiânia até a rodoviária! Então, vamos!! Combinei com o taxista e ainda o questionei se conhecia o real, moeda brasileña! Quando saquei a nota de 50 que tinha dentro de meu porta-dólar, automaticamente ele pegou, observou por alguns minutos e perguntou se eu poderia pagá-lo com aquela nota! E mais que automaticamente eu também disse que já era dele! Sendo assim, corrida de taxi, de Cuzco até os Moray, voltando com parada nas Salinas Marasal um passeio que durou das 12 até as 18hs me custou R$ 50,00, e a felicidade reinou!

Como essa publicação ficaria realmente gigantesca se eu fosse falar tudo de uma vez só, vou dividi-la em três posts. Neste vocês estão sendo introduzidos ao passeio, e nos próximos dois vou falar especificamente dos Moray e das Salinas. E veja bem que eu tenho meus motivos para "picar" os posts! São várias fotos, vídeos e uma galeria de fotos exclusiva. Confira um pouco do visual que você vai desfrutar se optar por fazer o mesmo que fiz!

Saindo de Cuzco a paísagem começa a se transformar
Saindo de Cuzco a paísagem começa a se transformar

É notória a mudança da paisagem nas redondezas de Cuzco. Já ao sair da cidade, alguns kilômetros depois você começará a inundar sua visão com esses vales nevados e com maravilhosos campos cultivados pelos camponeses que vivem aos redores de Cuzco. Realmente foi incrível ter a oportunidade de ver e poder parar sempre que quisesse com meu "taxi exclusivo"

Visual simplesmente fantástico!
Visual simplesmente fantástico!

Simplesmente fantástico! E no meio do caminho eu encontrei uns camponeses vendendo um artesanato e roupas típicas por um preço muito mais econômico do que o praticado na cidade. E comprar artesanato típico peruano com essa vista fantástica a um preço muito barato é tão prazeroso quanto comer chocolate :D

Camponeses comerciantes no meio do caminho
Camponeses comerciantes no meio do caminho

O melhor mesmo foi a vista que havia por ali. Tinha um par de burros contrastando com o visual dos vales nevados que merecia milhares de fotos, e que eu com certeza não teria contemplado se tivesse optado por fazer esse passeio em um tour por algum das várias agências de Cuzco. O taxi fora a escolha mais certa!

Cuzco, indo para os Moray
Visual que eu comprei por R$ 50,00

Era um momento tão fantástico estar ali ao redor daqueles vales nevados, com uma vista tão típica do Peru, que não resisti e me juntei aos burrinhos!

Visual impressionante com os nevados ao fundo
Visual impressionante com os nevados ao fundo

Contemplar os vales nevados nos arredores de Cuzco em pleno verão na América do Sul não tem preço. E um passeio com paisagens tão maravilhosas como essas se torna realmente muito econômico ao preço negociado. Vejam bem!, sem o taxi eu não teria nenhuma dessas fotos!

Vales nevados nos arredores de Cuzco
Vales nevados nos arredores de Cuzco

Ver os camponeses na sua luta diária e rotineira em um ambiente onde o visual não é nada comum na minha rotina foi algo sensacional. Não há palavras que conseguem descrever as belezas dos cenários que podem ser observados em um passeio como esse.

Camponeses trabalhando em Cuzco
Camponeses na lida diária em um cenário espetacular!

E por fim, nesse caminho rumo aos Moray no Peru, o que sempre mais me impressionou, e creio que é algo que sempre me impressionará enquanto viaje - as pessoas. Tirei as duas fotos abaixo em um povoado muito humilde antes de chegar aos Moray.

Beleza do povo peruano
Beleza do povo peruano

De taxi rumo aos Moray

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias