Antes de ir direto ao ponto e relatarmos tudo o que conhecemos em Bulawayo, a segunda maior cidade do Zimbábue, gostaria muito de introduzir essa região do Sudeste Africano relatando inicialmente uma visita técnica que realizamos a um dos lugares mais bonitos do país – as Colinas de Matobo, distantes apenas 50 kilômetros de Bulawayo, este é um reduto ecológico excepcional que possui uma solução luxosa perfeita para aqueles que desejam explorar a região e fazer um Safari Camping de altíssimo nível: o Camp Amalinda, localizado no coração das Matobo (lugar perfeito pra lua de mel!).

Estamos aqui dissertando sobre uma das principais atrações do Zimbábue. As Colinas de Matobo são mencionadas como um Patrimônio Mundial da UNESCO desde o ano de 2003 e o Parque Nacional que as consiste é o mais antigo de todo território zimbábueno (estabelecido no ano de 1926).

Matobo Hills próximo a Bulawayo
Matobo Hills próximo a Bulawayo

Este gigantesco complexo de pedras de granito está estratégicamente localizado no caminho que os visitantes devem percorrer para conseguir chegar até as Cataratas Victoria, sem dúvidas o grande objetivo de boa parte dos turistas que desembarcam na capital Harare. Essas colinas foram formadas há mais de 2 bilhões de anos atrás, quando as modificações em nosso planeta fizeram com esses grandes rochedos fossem projetados para fora da terra, transformando-se atualmente na residência de espéceis selvagens ameaçadas de extinção, tal como a águia negra ou o leopardo e exemplares de rinocerontes brancos/negros.

Descarte as suas idéias sobre acampamento de luxo antes de continuar com a leitura. Definitivamente o Camp Amalinda é um exemplo a parte quando tratamos de discutir sobre hospedagens em safaris distantes das cidades. Para ser bem sincero com você, eu não chegaria a classifcar Amalinda como um camping, e sim um mega resort imerso em meio às paisagens exôticas das Colinas de Matobo. A seguir você pode conferir a bela paisagem das gigantescas pedras de granito às quais os hóspedes do Amalinda são brindados enquanto se divertem na piscina esculpida na rocha com bordas infinitas.

Colinas de Matobo no Zimbábue
Colinas de Matobo no Zimbábue

Os apartamentos (não pensou que os hóspedes dormiriam em barracas, não é!?), ou lodges são construidos de forma harmônica em meio aos grandes pedregulhos de granito. As paredes, o teto e toda a estrutura interna de cada um das suítes foi planejado de forma excepcional e proporcionam a seus hóspedes uma sensacional imersão no ambiente dessas colinas. São 9 aposentos compreendidos por 3 suites (com camas queen size em cada), 3 quartos familiares (com 2 camas de casal em cada), 3 quartos duplos com camas queen size e um quarto individual, com duas camas para solteiros.

Amalinda Safari Lodge em Matobo Hills - Zimbabwe
Amalinda Safari Lodge em Matobo no Zimbábue

Aos turistas que optam pela hospedagem do Amalinda são oferecidas várias alternativas de passeios e atividades que proporcionam imersão na vida selvagem das Matobo Hills, tais como Game Drive no interior do Parque Nacional, devidamente acompanhado de staff/guias profissionais; trilhas históricas para apreciação do pôr do sol direto do topo das pedras; caminhada até cavernas com pinturas rupestres; tratamentos e massagens em spa entre tantas outras atividades (todas devidamente cobradas a parte da hospedagem).

Serviço

Camp Amalinda nas Colinas Matobo
site. campamalinda.com / email. reservations@amalindacollection.co.zw
Telefones: +263 9 243954 | 246430

O ZTA (Zimbabwe Tourism Authority) e o Camp Amalinda nos deram o suporte necessário para a realização dessa atividade (tal como transfers/tour guiado).

Veja alguns vídeos gravados em Matobo Hills


Matobo Hills – Zimbabwe


Amalinda Safari Lodge – Matobo Hills – Zimbabwe


Autor
Luiz Jr. Fernandes
Sou um analista de sistemas, fotógrafo, autor deste blog e viajante profissional. Já conheci mais de 70 países em todos os continentes do mundo. As minhas matérias são 100% exclusivas, inspiradas em experiências reais adquiridas nos destinos que visito. Obrigado por ler e acompanhar o meu trabalho.
Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *