Olá amigos e amigas que acompanham sempre as publicações do Boa Viagem, tudo bem com vocês?! Espero que sim! Hoje estamos aqui para falar sobre um destino que está no sonho de qualquer viajante internacional: a ilha de Bora Bora na Polinésia Francesa.

Quero aqui compartilhar algumas informações simples e relevantes sobre este que é o destino com capa de caderno de escola. Quando você fecha o olho e imagina praias com água super transparente, mar calminho e repleto de vida marinha, praias exclusivas e regiões repletas de bangalôs sobre as águas é impossível não lembrar de Bora Bora.

Bora Bora

De todos os lugares que já visitei no mundo, apenas consegui ver bangalôs construídos sobre as águas nas Maldivas e na Polinésia Francesa. Apesar deste tipo de construção não ser o mais ecologicamente correto, acredito que pode ser uma boa tirar uns dias de riqueza em uma ilha dessa desfrutando de diárias acima dos um mil dólares, afinal de contas a cotação tá barata né (kkk).

Bora Bora, ilha paradisíaca na Polinésia Francesa

Eu conheci Bora Bora alguns anos atrás, quando tive a oportunidade de aproveitar um ticket SUPER promocional da American Airlines que me tirou de Goiânia e me colocou em Maupiti Paradise, uma das ilhotas mais incríveis que já visitei na vida e que fica justamente localizada ao lado de Bora Bora. Mas você deve estar se perguntando: onde fica Bora Bora?! O que é essa ilha? Como fazer pra chegar até lá?! Pois bem, vou escrever agora como os pilotos de avião: “Seat back, relax and enjoy your flight!” (Sente-se, relaxe e aproveite o voo!)

Onde fica Bora Bora

A ilha de Bora Bora fica localizada no Oceano Pacífico Sul, no arquipélago conhecido por Ilhas da Sociedade no Tahiti, Polinésia Francesa. Pra chegar lá não é nada fácil, quem sabe isso faz com que o destino seja ainda mais exclusivo. No meu caso, consegui visitar a Polinésia via Los Angeles. Fui com a American Airlines de São Paulo a Los Angeles, onde peguei uma conexão com a Air Tahiti Nui, a cia local que serve as ilhas da Polinésia.

Outra forma de visitar essas ilhas espetaculares seria viajando com a Air France, para isso é preciso pegar um voo para Paris e de lá seguir viagem para a Polinésia com a cia aérea francesa. Pode ser possível chegar lá desde a Austrália ou Nova Zelândia, contudo como pode perceber é um destino que não é fácil ou barato para ser alcançado.

Mesmo depois de chegar até Papeete, a ilha considerada capital da Polinésia Francesa, ainda será necessário embarcar em outro voo “local” com a Air Tahiti Nui, desde que todos os voos internacionais precisam obrigatoriamente fazer conexão no aeroporto do Tahiti, localizado ainda a cerca de 45 minutos de voo (em bimotores) da ilha de Bora Bora.

Hotel em Bora Bora - Foto Aérea

Desta forma veja como pode ser complicado chegar em Bora Bora:

  • Precisamos de um voo saindo da nossa cidade de origem no Brasil para o aeroporto brasileiro internacional que nos levará ao principal hub da viagem (Estados Unidos ou França).
  • Se você for sair do Rio ou Guarulhos então conte a pernada até o hub principal;
  • E mais o voo entre o hub principal e as ilhas da Polinésia;
  • Some ao itinerário o voo entre Papeete e Bora Bora e você terá a itinerário completo da viagem em mãos.

É fácil viajar pra Bora Bora Luiz?! Não, não é mole! Eu demorei mais de 40 horas entre voos e conexões para conseguir chegar no meu destino final, entretanto valeu CADA CENTAVO INVESTIDO. Uma vez no destino eu consegui fazer uma viagem super econômica e desfrutei ao máximo de tudo que me estava à disposição sem estourar com os limites do meu cartão de crédito.

O que fazer em Bora Bora

Eu realizei várias atividades em Bora Bora, algumas delas inclusive eu já até deixei registradas aqui no blog, vamos ver o que eu fiz por lá!? Confira a seguir um pouco do que já foi documentado:

Só que eu fiz muito mais do que isso! Eu vivi a vida como um local e não como um turista endinheirado desfrutando de bangalôs construídos sobre os corais.Fiquei hospedado em um hotel na região de Vaitape onde tinha meu próprio banheiro ao ar livre, cama de solteiro, mini cozinha e um anfitrião suuuper gente fina (tudo por cerca de 100 reais a diária!)

o que fazer em Bora Bora

Eu rodei pela ilha principal de bicicleta por quase todas as praias, corri dos cachorros querendo morder a minha perna ao pedalar, fiz trilhas, conheci vários locais, fiz compras e cozinhei com ingredientes regionais, foi muito mais do que um passeio simples, de fato foi uma experiência de vida!

Dicas para quem está planejando uma viagem para o Tahiti

Uma dica que eu posso frisar logo de cara: NÃO DESISTA DO SEU SONHO! Pode ser difícil, demorado de conseguir, repleto de planejamentos e investimentos financeiros, mas QUAL SONHO NÃO É?! Pois se tem algo que eu poderia deixar aqui como a melhor recomendação possível é justamente essa frase, nunca desista dos seus sonhos, trabalhe duro e faça acontecer!

Agora existem dicas básicas e corriqueiras que você aplica em qualquer destino de viagem e que neste também não seria diferente, tal como optar pelas suas alternativas de hospedagem o quanto antes, ter um planejamento estratégico para não deixar de aproveitar um segundo sequer nesse lugar tão difícil de ser alcançado. Pode ser fundamental fazer um roteirinho com tudo que quer fazer, também recomendaria deixar uns dias livres pra não fazer nada e ir pra praia dormir um pouco 😀

Bangalôs na Polinésia Francesa

Se tem uma coisa que eu jamais deixaria de fazer ao visitar a Polinésia é aproveitar o oceano! A topografia das ilhas do Tahiti é muito singular, por conta disso é fácil encontrar animais de grande porte em qualquer mergulho. Afinal de contas em qual lugar do mundo que você consegue encontrar um atol que abraça a ilha principal e forma uma lagoa com um canal aberto ao oceano? É de fato um dos lugares mais incríveis que consegui visitar e sem dúvidas quando eu tiver uma nova oportunidade de voltar não vou pensar duas vezes ao mandar ver novamente pra esse destino incrível.

E você?! Já conhece Bora Bora?! Tem vontade de conhecer?! Tá planejando alguma viagem pra lá no futuro? Conta aí nos comentários o que você pensa sobre esse destino fantástico vai! Abração e até a próxima!


Autor
Luiz Jr. Fernandes
Sou um analista de sistemas, fotógrafo, autor deste blog e viajante profissional. Já conheci mais de 70 países em todos os continentes do mundo. As minhas matérias são 100% exclusivas, inspiradas em experiências reais adquiridas nos destinos que visito. Obrigado por ler e acompanhar o meu trabalho.
Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *