Antes de ir direto ao ponto e conhecermos as Cataratas Vitória através das matérias aqui do blog, eu gostaria de relatar algumas das atividades que realizamos nessa região de fronteira entre o Zimbábue e a Zâmbia. Acontece que este é uma lugar altamente turístico no sudeste africano, sendo que as pessoas que optam por visitar essa parte do planeta possuem diversas alternativas de passeios, tours, visitas guiadas, restaurantes e hotéis de vários níveis à disposição. Parece que fronteiras com cataratas trazem bastante desenvolvimento para as cidades que estão em seu entorno, assim como é em Foz do Iguaçu ou ainda nas Niagara Falls.

Acontece que estamos aqui lidando com uma cidade africana, contudo devemos compreender que é comum caminhar por suas ruas sem iluminação pública durante a noite, ou sem transporte coletivo municipal, uma realidade comum em boa parte da África. Especificamente na cidade zimbabueana de Victoria Falls é comum encontrar animais selvagens andando livremente na praça do centro, por exemplo! Ou ainda voltar tarde da noite de um passeio e se deparar com uma família de búfalos selvagens africanos no meio do caminho de volta pro hotel.

Entre todas as atividades que realizamos, uma das mais interessantes foi o passeio que fizemos logo depois de conhecer as Vic Falls (que será tema de uma matéria exclusiva aqui no blog). Ainda molhados pela chuva da rainforest, fomos direto para uma fazenda de crocodilos.

Croc Farm em Victoria Falls - Zimbábue
Croc Farm em Victoria Falls – Zimbábue

E não é de ver que chegamos para o almoço! Os crocodilos estavam sendo alimentados com pedaços de peixe iscados, proporcionando um verdadeiro espetáculo a todos que estavam ali presentes…

Alimentando crocodilos no Zimbábue
Alimentando crocodilos no Zimbábue

Que bocão, não é mesmo!? Confesso que foi sensacional ver eles dando esses saltos quando o funcionário da fazenda puchava a isca fazendo os grandes crocodilos disputarem o alimento.

A bela arcada dentária de um dos crocodilos desta fazenda em Vic Falls
A bela arcada dentária de um dos crocodilos desta fazenda em Vic Falls

E esses dentes? Que arcada dentária mais tenebrosa, né não?! Pois se você planeja visitar esse lugar, saiba que as horas de alimentação são devidamente cronometradas, acontecendo apenas duas vezes ao dia, na parte da manhã das 10:15 às 10:30 e no turno vespertino das 15:45 às 16:00 diariamente. Estando na região de fronteira entre Zimbábue e Zâmbia, certifique-se de não perder este espetáculo da natureza! Tenha certeza que ali você poderá ver vários tipos de crocodilo em um vasto santuário natural, que manterá você entretido e intrigado durante todo o tempo que estiver por lá.

O olho de um dos crocodilos da Croc Farm
O olho de um dos crocodilos da Croc Farm

Caminhamos por algumas horas entre os grandes tanques com crocodilos de pequeno, médio e os gigantões das fotos anteriores. Eles também possuem uma área na qual os visitantes são convidados a descobrir mais informações sobre os animais e podem até segurar com as mãos pequenos filhotes de crocodilos. Eles também possuem alguns leões e leoas expostos aos visitantes e o ápice do passeio pode ser também acompanhar o momento de alimentá-los.

Crocodilos, leões, leoas e vários animais na Croc Farm
Crocodilos, leões, leoas e vários animais na Croc Farm

Serviço

O ZTA (Zimbabwe Tourism Authority) e a Croc Farm proveram todo suporte necessário para a realização dessa atividade (tal como transfers e a admissão).

Autor
Luiz Jr. Fernandes
Sou um analista de sistemas, fotógrafo, autor deste blog e viajante profissional. Já conheci mais de 70 países em todos os continentes do mundo. As minhas matérias são 100% exclusivas, inspiradas em experiências reais adquiridas nos destinos que visito. Obrigado por ler e acompanhar o meu trabalho.
Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *