Olá amigos(as), tudo joia com vocês?! Eu espero que sim! Hoje estou aqui para compartilhar um pouco mais das minhas experiências viajando nas Maldivas com vocês. Mais especificamente hoje vamos falar um pouco sobre o que fazer em Mahibadhoo, a capital do Atol de Ari do Sul, portão de entrada para algumas das ilhas mais incríveis das Maldivas, localizadas ao sul da ilha principal – Malé – lugar onde chegam os principais voos internacionais.

Eu estive por alguns dias explorando algumas das ilhas mais incríveis que já consegui visitar na minha vida e o primeiro destino que acabei conhecendo nesta oportunidade foi a ilha de Mahibadhoo. Eu sequer sabia o nome desse lugar antes de pegar um “slow ferry” para chegar até lá. Eu sequer sabia de onde o ferry sairia, eu também não conseguia pronunciar o nome da ilha até passar algumas horas por lá. Mas tudo aconteceu muito bem, foi tudo super tranquilo e hoje eu quero deixar aqui o meu registro para se um dia você decidir explorar as ilhas do Atol de Ari do Sul, que você também consiga fazer isso com a maior tranquilidade possível.

Inclusive antes que você siga adiante explorando os conteúdos desta matéria, eu recomendo bastante que você leia primeiro os outros posts que eu já publiquei sobre as Maldivas: Maldivas Barato, Fotos das Maldivas e Ilhas baratas nas Maldivas. Sem dúvidas essas matérias trazem um bom conteúdo introdutório antes de mergulhar individualmente em cada uma das ilhas que eu visitei nesta oportunidade.

Mahibadhoo nas Maldivas
Mahibadhoo nas Maldivas

Como chegar em Mahibadhoo

Essa é a parte mais complicada desta matéria: como chegar em Mahibadhoo…, isso pode ser um verdadeiro caos para quem não fez a tarefa de casa direitinho.

Chegar a Mahibadhoo não é tarefa fácil, ao menos se você quiser fazer do jeito mais barato. Eu fiz do jeito mais barato e cheguei a Malé sem saber de onde partiam os barcos lentos. Não sabia também quanto era, ou qual o horário. Mas eu aprendi e agora estou aqui para te contar como é que faz sem sofrimento.

Você pode optar por contratar um “speed boat”, barco mais moderno e confortável, com até 4 motores de popa que vão te levar a Mahibadhoo com uma hora de navegação. O custo vai ficar entre 100 e 200 dólares por pessoa, valor este que pode extrapolar o orçamento de qualquer um nas Maldivas.

Deslocamento de Ferry entre as ilhas das Maldivas
Deslocamento de Ferry entre as ilhas das Maldivas

Agora se você for “roots” como eu, vai querer pagar o mais barato possível né! Pois então não tem segredo: ao chegar a Malé, não fica perdendo tempo não. Você vai ficar meio perdido, afinal de contas é um dos lugares com a maior densidade populacional do planeta! Se você chegar muito cedo poderá partir para Mahibadhoo ainda pela manhã. O lugar que você deve ir chama-se Villingili Ferry Terminal. ele fica localizado na ponta Sul da Ilha, próximo a um gigantesco campo de Cricket. Eu paguei 5 dólares pela viagem de ida e o percurso demorou cerca de 4 horas. Se você tem problemas com navegação pode ser interessante evitar comer qualquer coisa antes de fazer a viagem.

No barco é possível comprar alguns snacks, água e refrigerante. Aqui eu vou deixar também o site da empresa que faz o serviço de ferry: MTCC ferry company. Você deve pegar a rota 307. Eu parti por volta das 9 horas da manhã (sempre nesse horário na Segunda, Terça e Sábado) e cheguei em Mahibadhoo depois das 13:00hs da tarde. Para fazer o sentido contrário, de Mahibadhoo para Malé o ferry parte às 10:30 da manhã sempre às Terças, Quintas e Domingos. Como você pode perceber, é preciso ter o planejamento muito bem organizado para evitar qualquer problema com os horários do ferry lento e ter que acabar pagando uma bagatela bem maior para conseguir chegar ao seu destino final.

O que fazer em Mahibadhoo

A pergunta que não quer calar: o que é que tem pra fazer em Mahibadhoo?! Bom, se você é um amante dos oceanos, você vai ter plenitude para explorar o mar das Maldivas e conhecer bancos de areia, fazer passeios de barco e gastar muito tempo explorando cada uma das praias desta ilha. Não é um dos maiores destinos das Maldivas, pouca gente conhece ou quer ir até Mahibadhoo por conta própria, acontece que essa é a ilha considerada a capital do Atol de Ari do Sul e uma vez neste lugar é possível visitar vários outros destinos paradisíacos, tais como Dhigurah, Mandhoo, Dhangethi entre outros destinos incríveis.

Das ilhas que eu conheci no Atol de Ari do Sul esta foi a mais desenvolvida. Ali tinha banco, mas sem caixa eletrônico. Foi possível trocar dólares ou euros pela moeda das Maldivas sem muito esforço. Também encontramos alguns restaurantes populares a custo bem acessível, uma meia dúzia de alternativas de hospedagem, um estaleiro e algumas praias paradisíacas.

O que fazer em Mahibadhoo
O que fazer em Mahibadhoo

O cais do porto principal fica bem no centro da ilha. Ali é onde chegam e saem os barcos das outras ilhas, quase sempre em serviços diários. Existem algumas praias que podem ser desfrutadas por todos os visitantes contudo não existe uma “bikini beach” ou praia propícia para turistas tomarem banho com biquíni.

Sempre que você for visitar as Maldivas é importante ter em mente que apesar dessas ilhas serem as donas de algumas das praias mais lindas do mundo, a religião predominante é a mulçumana, então não vai ser possível encontrar bebida alcoolica ou andar pelos vilarejos em trajes de banho mais ousados, isso é uma ofensa muito grave não somente à religião, mais principalmente ao povo nativo.

Passeios em Mahibadhoo

Uma das principais atrações desta ilha é visitar um banco de areia que fica bem próximo. Nós fizemos esse passeio da maneira mais “roots” possível. Esperamos no calçadão do porto por um barco de pescadores, nos aproximamos com educação para questionar se eles poderiam nos levar até o banco de areia próximo de Mahibadhoo e nos buscar algumas horas depois.

No banco de areia com Mahibadhoo ao fundo
No banco de areia com Mahibadhoo ao fundo

Não poderíamos ter acertado de uma forma mais certeira. Acontece que pela ilha ser muito pequena, pode ser possível contratar esse tipo de passeio diretamente pelo hotel ou pousada que você estiver hospedado, contudo você vai ter que pagar certamente uma comissão para quem está fazendo o contato para o passeio. Como nós não gostamos muito de intermediários, fomos direto ao ponto e conseguimos contratar o passeio e também comprar peixe para nosso jantar.

Brincando no banco de areia em Mahibadhoo
Brincando no banco de areia em Mahibadhoo

Uma dica que eu deixo frisada aqui: sempre negocie TUDO antes de contratar algo. Se atenha aos detalhes, pois você pode acabar pagando bem mais caro por algo que não foi explicitamente negociado anteriormente. Combinamos com esse mesmo pessoal que nos levou até ao banco de areia para realizar um passeio no dia seguinte. Como eles eram pescadores e donos do barco, acreditamos que esta seria a melhor forma de pagar o mínimo possível para conseguir realizar passeios partindo desde Mahibadhoo. Nesta oportunidade nós contratamos um passeio para ver arraias manta no dia seguinte, mas isso não foi uma decisão muito sábia pois nos tomou várias horas de navegação, desde que o lugar era um pouco distante.

Arraias Manta nas Maldivas
Arraias Manta nas Maldivas

Mas em Mahibadhoo você vai conseguir fazer várias atividades. Se você gosta de mergulhar ou praticar snorkel, é possível contratar um passeio diretamente na agência principal de mergulhos da ilha, que fica localizada no hotel Liberty Guest House, lugar no qual ficamos hospedados. Vou falar um pouco mais sobre alternativas de hospedagem mais abaixo. Ali também é possível contratar outros tipos de passeio com embarcações.  No mais amigo(a) é procurar um lugar à sombra e relaxar vendo a vida passar lentamente. Não tem muito o que fazer…, você pode até dar uma volta na ilha em menos de 20 minutos. Também é possível mergulhar em outras praias que encontrar no meio do caminho, conversar com os locais (poucos falam inglês), ou ainda fazer observação de pessoas (“people watching”).

Onde ficar em Mahibadhoo – hospedagem na capital do Atol de Ari do Sul

Agora vem a parte mais interessante: onde se hospedar em Mahibadhoo?! Pois bem, te garanto que aqui não existem bangalôs em construídos em cima de corais tampouco redes de hotéis de luxo com preços exorbitantes. Eu fiquei hospedado na Liberty Guest House, uma pousadinha pé na areia que custou cerca de 80 dólares a diária em um quarto de casal. Essa foi de longe a melhor alternativa de hospedagem que a gente conseguiu encontrar disponível nesta ilha, que só possui 6 opções listadas no Booking.com

Praia do Hotel em Mahibadhoo
Praia do Hotel em Mahibadhoo

A gente foi bem maluco pois não reservamos nada antecipadamente, desde que não sabíamos qual seria o destino final antes de chegar na ilha…, eu não recomendo de jeito nenhum que você faça como eu. Sabe aquele ditado: faça o que eu falo, não faça o que eu faço?! Pois é! Cabe bem para essa realidade aqui das Maldivas. Acontece que as alternativas de hospedagem podem simplesmente lotar de um dia pro outro, e você não vai querer passar férias nas Maldivas dormindo na sarjeta né não?! Então faça a sua lição de casa corretamente: pesquise o dia da viagem, reserve a hospedagem antecipadamente, ainda antes de chegar nas Maldivas. O custo do preço no balcão da recepção do hotel era exatamente idêntico ao preço listado no booking.com, então não vale a pena ficar com aquele sentimento ruim “será que a minha hospedagem vai dar certo!?”

Quintal do nosso hotel em Mahibadhoo
Quintal do nosso hotel em Mahibadhoo

O hotel era bem simples, mas muito limpinho. Tinha ar condicionado nos quartos e a vista ahhhhh, que vista espetacular! A gente saia do quarto, largava os chinelos e já se lançava na praia. Eles também se ofereceram para fornecer alimentação pra gente. Claro que eu combinei antes o valor dessa alimentação. Em alguns casos valia a pena, como no dia que chegamos, exaustos e super famintos, contudo depois com o tempo, nós caminhamos bastante e percebemos que existiam alternativas ainda mais simples e econômicas para nos alimentar sem precisar ficar dependendo do cozinheiro do hotel.

Liberty Guest House em Mahibadhoo
Liberty Guest House em Mahibadhoo

O próprio pessoal do hotel disse que nós poderíamos comprar peixes que eles preparariam pra gente. Mas é importante, friso mais uma vez: combinar o preço ANTES de mandar fazer o serviço. O custo pode se transformar em um grande problema na hora de pagar a conta se você não combinar primeiro. Na primeira noite no hotel, nós compramos peixes dos pescadores que nos levaram para o banco de areia e eles se encarregaram da preparação. Ficou muito bom, tudo que a gente precisava: peixe frito com arroz branco…, só faltou a cervejinha gelada heheh.

O caminho para as ilhas do Atol de Ari do Sul nas Maldivas

O que eu posso te afirmar é que essa ilha não é exatamente o paraíso que a gente espera ver nas Maldivas, mas ela com certeza dá uma introdução espetacular para o que pode vir pela frente, caso você opte por conhecer outros lugares no Atol de Ari do Sul. Eu não marcaria uma viagem para esse destino apenas, contudo faz-se necessário passar duas vezes por Mahibadhoo caso você opte por visitar este atol a um preço mais em conta. Pagar 10 dólares apenas para ir e voltar de Malé é um valor de fato muito econômico para conseguir se deslocar pelas ilhas sem estourar os limites dos cartões de crédito né!?

Acontece que mesmo sendo uma ilha com poucos atrativos, Mahibadhoo ainda impressona pela beleza do oceano, pela simplicidade das pessoas e pela forma na qual a vida local é levada lentamente. É aquele tipo de lugar que você não quer ficar por uma semana inteira, mas que vai aproveitar cada segundo para poder explorar todos os cantinhos e apreciar a forma de viver a vida desse povo. Mesmo não tendo uma “bikini beach” é possível ir até o banco de areia que fica próximo do vilarejo por um preço bem acessível e ali sim, quando não existem outras pessoas, você poderá ficar à vontade e obter esse sentimento incrível de que está sozinho no mundo em um lugar mega paradisíaco.

mahibadhoo

Encarei esta ilha como o portão de entrada para as outras maravilhosas atrações que existem neste arquipélago. Em um país com mais de mil ilhas, você há de convir comigo que pode ser bastante complicado encontrar um lugar para conseguir aproveitar a vida numa boa né não?! Eu fiquei em dúvida, queria conhecer quase todas as ilhas daquele atol, mas infelizmente meu tempo era super restrito e não tive como aproveitar para conhecer mais lugares.

Depois de visitar a capital do Atol Ari do Sul, quais opções para seguir viajando nas Maldivas?!

Se Mahibadhoo é o portão de entrada, então prepare-se para o que vem pela frente! Existem outros destinos espetaculares que podem ser visitados a uma distância curta de Mahibadhoo. Gostaria eu de ter ficado só neste atol por um mês, dedicando entre 4 e 5 dias para conhecer vagarosamente cada uma das ilhas que são acessíveis desde a capital. O transfer entre as ilhas não dura mais do que uma hora para as ilhas mais distantes. É preciso ter em mente que será necessário ter o dobro de planejamento investido para conseguir ter tudo planejado antes de chegar até a primeira ilha.

Perdido nas Maldivas
Perdido nas Maldivas

Em alguns casos os arranjos com hotel e transporte entre as ilhas deverá ser feito desde a ilha em que se está hospedado. Como um coletivo que liga uma cidade do interior e uma capital de estado, os ferries também fazem esse trabalho conectando as ilhas menores à capital do Atol. Então o planejamento pode ficar furado, ser incerto, ou as condições climáticas podem fazer com que o barco simplesmente não saia como previsto. Por esses e outros motivos pode ser interessante também tratar de reservar sua hospedagem antes de partir para a ilha que escolheu, mas essa atitude deve ser tomada com bastante cautela, pois você pode chegar na ilha e simplesmente não encontrar um lugar para dormir pois tudo que existe está lotado (e acredite: isso aconteceu comigo em Mandhoo).

Concluindo…

Não há palavras ou imagens que possam descrever o quão maravilhoso é a possibilidade de explorar essas ilhas paradisíacas das Maldivas. Não tem como mesmo! O cheiro do mar, as cores explosivas de turquesa do oceano em alguns lugares, as praias que contrastam lindamente com a areia branca e o azul da água. A explosão de vida dos corais, ainda tão preservados: viajar nas Maldivas é um previlegio para poucas pessoas. Quanto mais coragem para ir além, maiores serão os benefícios, sempre com paisagens memoráveis e experiências que não vão sair da sua mente nem quando a idade mais avançada chegar.

Por do sol em Mahibadhoo nas Maldivas
Por do sol em Mahibadhoo nas Maldivas

Se um dia eu tiver a oportunidade de voltar para as Maldivas, uma coisa será certa: eu vou querer muito mais tempo. Visitei 6 ilhas com 10 dias. Com certeza vou largar mais do que um mês! Além de ser uma desintoxicação do álcool, tão comum na nossa sociedade, é mais do que uma premiação para quem trabalha tanto e merece desfrutar do melhor dessa Terra.

E você?! Já visitou essa ilha?! Conhece Mahibadhoo e tem alguma experiência incrível que merece ser documentada por aqui?! Não perde tempo não, deixa um comentário bem legal para colaborar com quem está procurando por informações sobre esse destino nas Maldivas.

Agora se você ficou encantado e já quer conhecer, mas ainda tem alguma dúvida sobre como fazer a viagem se transformar em realidade, pois sinta-se convidado a também deixar as suas dúvidas nos comentários que virão logo a seguir, vai ser um grande prazer continuar conversando com você sobre este lugar maravilhoso. Um grande abraço e até a próxima!


Autor
Luiz Jr. Fernandes
Sou um analista de sistemas, fotógrafo, autor deste blog e viajante profissional. Já conheci mais de 70 países em todos os continentes do mundo. As minhas matérias são 100% exclusivas, inspiradas em experiências reais adquiridas nos destinos que visito. Obrigado por ler e acompanhar o meu trabalho.
Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *