O que podemos fazer em Mendoza?! Escaladas de montanhas, alguns dias experimentando os mais finos vinhos produzidos na Argentina, caminhar pelas ruas que se conectam a 5 praças principais, com lojas, restaurantes, sorveterias! Há de tudo em Mendoza! A noite agitada com as pubs e boates invadem a madrugada e proporcionam ao turista uma experiência única, comprovando que a Argentina definitivamente não é somente Buenos Aires.

Boate em Mendoza

Vida noturna agitada em Mendoza

Mendoza produz não só 70% de todo o vinho da Argentina como também possui várias opções de turismo de aventura externa. Alguns dos passeios que podem ser feitos é o Travels Wines, são passeios pré combinados de bicicleta pelas bodegas mais tradicionais da cidade. Os passeios são feitos por pacotes. Você pode optar por vários tipos de pacotes. Existem pacotes de 7 horas de duração no qual visita-se uma média de 4 bodegas (as principais são López, Museo Giol, Baudron, Cecchin e Fábrica Delicatesen Pasrai) além de mapa, agua ou gatorade, as bicicletas com capacete, piscina, banheiros com duxas e até uma “parrilla” em algumas delas. Para entrar em contato com o pessoal da Travels Wines, se está em Mendoza procure por Sarmiento 675 – ciudad Rawson 9450 – Luzuriaga – Maipú. Telefone e email são: 54 (261) 423-1951 / [email protected]

 

Plantações de Uvas em Mendoza

Plantações de uvas ao redor de Mendoza

O interessante em Mendoza e que achamos válido foi o preço do material para montanhismo. Como são baratas as mochilas lá! Encontramos mochilas de 80 litros, da marca Montagne por preços realmente incríveis. Por estar próxima da Cordilheira e do próprio Aconcágua em si, Mendoza oferece muitas variedades em todo o material para montanhismo e escalada profissional. Vale a pena conferir isso lá. Encontramos mochilas por preços iniciando a R$ 250,00! O endereço é Peatonal Sarmiento 244, TEl: 0261 4380080 ([email protected]). No estoque deles constam mercadorias do tipo de jaquetas, calças, camisas, calçados, barracas, mochilões, sacos de dormir, acessórios em geral.

Mendoza é linda! Cidade muito bem arborizada, e sem as árvores talvés lá seria igual ao inferno, já que o clima lá é bastante árido e a região recebe poucas chuvas durante todo o ano. A cidade dista 1050km a oeste da cidade de Buenos Aires (17 horas em um auto-bus), direto cortando a plana rodovia nacional 7 através dos pampas argentinos. Mendoza fica a apenas 340km de Santiago de Chile, onde encontra a fronteira a mais de 3.000 de altitude, no meio da Cordilheira dos Andes o complexo fronteíristico de Los Libertadores.

Cerros nos arredores de Mendoza

Cerros nos arredores de Mendoza

O que não faltam são opções de atividades para se entreter. Mendoza é famosa por ser a cidade que abriga o teto das Americas, o Cerro Aconcagua, mais ela é a apenas o início da conversa quando falamos em escalada e montanhismo aqui. Existe também o Cordón del Plata com picos alcançando cerca de 5.000 a 6.000 metros de alitude, existindo assim as três áreas de escalada: Los Arenales, El Salto e Chiguido.

Depois de se esbanjar pelas bodegas da cidade e experimentar e se empanturrar do famoso Malbec, Você pode procurar algumas das agências especializadas em escalada/montanhismo para visitar o Aconcagua:

  • Aconcagua Experience (423-1806 – www.aconcagua-xperience.com.ar)
  • Aymará Turismo (420-2064 – 9 de julio 1023)
  • Betancourt Rafting (429-9965 – www.betancourt.com.ar)
  • Campo Base Travel (425-5511 – www.cerroaconcagua.com)

Após passarmos dois dias na cidade de Mendoza, partimos rumo a cidade de Viña del Mar, com a empresa chilena TAS-CHOAPA. Posteriormente vou publicar um post resumo dos custos de todo o intinerário dessa viagem, bem como citando as empresas que utilizamos para cumprir com esses 15 dias até a Patagônia e correndo para não perder a volta ao Brasil de Buenos Aires. Foi fundamental encontrar vôos economicos dentro do Chile e da Argentina, senão teriamos perdido a passagem da TAM Airlines de volta.

O caminho que liga o Chile a Argentina através da Cordilheira dos Andes é sensacional. Passamos ao lado da famosa “puente del inca”, miramos os cerros, o Aconcágua e fomos parar a mais de 3.900 metros de altitude no famoso paso Los Libertadores. As viagens de ônibus são fundamentais nessa região. A riqueza de paisagens faz a viagem ficar perfeita. O tratamento dentro do ônibus é muito bom para as 7 horas de viagem. Teremos também um post exclusivo para falar sobre a aduana chilena, detalhes e observações em geral e nossa chegada a Viña del Mar para o ano novo, com a maior queima de fogos da America Latina.

 Sanduiche de Miga na Viagem a Viña del Mar

Sanduiche de Miga na Viagem a Viña del Mar

Visual da rodovia que liga Mendoza ao Chile

Visual da rodovia que liga Mendoza ao Chile

Complexo Fronterístico Los Libertadores

Complexo Fronterístico Los Libertadores

Então já sabem né!? Próximo post sobre essa viagem são as dicas pra não ter problemas na fronteira do Chile, e nosso fim de ano em Viña del Mar e Valparaíso, “caminando siempre por las calles chilenas”.

Autor
Luiz Jr. Fernandes
Luiz Jr. Fernandes
Sou um analista de sistemas, fotógrafo, autor deste blog e viajante profissional. Já conheci mais de 70 países em todos os continentes do mundo. As minhas matérias são 100% exclusivas, inspiradas em experiências reais adquiridas nos destinos que visito. Obrigado por ler e acompanhar o meu trabalho.
Comentários do Facebook
7 comentários publicados
  1. Olá. Parabéns pelo Blog! Vou com meu marido passar o carnaval 2011 em Buenos Aires e, como estaremos de férias, aproveitaremos para ir até Mendoza e depois para Santiago. Suas dicas estão ótimas! Gostaria de pedir, se não for abusar muito, os nomes das empresas de ônibus pois ouvimos dizer que algumas não são muito confiáveis, e também gostaríamos de saber se podemos entrar no Chile com bebidas (será impossível não levar alguns vinhos de Mendoza!) ou onde podemos encontrar todas essas informações para não ter nenhum imprevisto durante a viagem. Muito obrigada desde já! Um abraço! 🙂

    1. Olá Nataly, tudo joia com vc?!

      Pois bem, agradeço por seu comentário, por visitar e gostar do conteúdo compartilhado por nós aqui no Boa Viagem. Vale muito a pena visitar o Chile se você estiver em Mendoza visite mesmo o CHILE. A fronteira LOS LIBERTADORES é lindíssima, bem no meio da Cordilheira dos Andes! Visite o link anterior para conhecer um pouco mais sobre essa fronteira. Você poderá ainda verificar nos sites a seguir os detalhes para não ter problemas ao atravessar a fronteira: 

      Sobre os ônibus que fazem o trajeto, existem vários confiáveis! Não se esqueça que esta é uma viagem internacional, então não é qualquer ônibus que vai atravessando a fronteira. Eu fui de Chevallier, mas existem também ótimas outras cias, tais como: Andesmar, Flecha Bus ou ainda a CATA

  2. Leitores dizer-lhes que viajou com dois amigos para Mendoza de 10 a 12 de Maio e passou alguns dias incríveis:
    O primeiro dia em que visitou a vinícola Zuccardi com almoço e passeio de bicicleta pelas vinhas.
    O segundo dia em que visitou vinícolas no Vale do Uco, Pulenta Estate, Salentein e almoçamos na vinícola La Azul.
    O último dia fizemos um passeio nas montanhas e conheceu “El Aconcagua” e “Puente del Inca”.
    Estas viagens que fizemos com Mendoza Wine Tours, eu realmente recomendo a essas pessoas e os lugares que visitou, o motorista foi muito simpática e nos guiou muito bem, bem, vale a pena viajar
    Finalmente eu digo que os valores dos passeios são acessíveis.

    Deixo os dados se quiserem contratar os seus serviços:

    [email protected]
    https://www.facebook.com/pages/Mendoza-Wine-Tours/123777181021794
    Telefone: 00-54-9-261-3397371

  3. Quem procura um excelente guia / motorista em Mendoza, pode procurar a – DAMIAN ALMEIDA- [email protected] que não vai se arrepender. Absolutamente impecável em todo os sentidos.. Solicitei um roteiro personalizado nas vinícolas que eu queria e aconteceu tudo melhor que esperado! Damian tem muito bom gosto, é simpático, educado, enfim: TOP em todos os sentidos.. visitamos vinicolas impecavel almoçamos em lugares especialíssimos – . Pode ir de olhos fechados – Pessoa de confiança. Recomendo a todos!

  4. Que excelente matéria! Parabéns! Me fez recordar a minha viagem a Mendoza. Eu estou tentando aprender sobre vinhos e lá tive uma experiência inesquecível. Quando fui eu já tinha algumas vinícolas em mente..Catena, PulentaÂ…enfim, as mais conhecidas, mas por indicação da agencia de turismo também conheci algumas vinícolas que ainda não exportam vinhos para Brasil e amei. Como sou estudante de sommelier pedi para a agencia agendar visitas mais técnicas e pude desfrutar de experiências mais intensas com degustações em mãos de enólogos e dos donos das vinícolas. Como era a primeira vez, eu não preferi arriscar e fui nas bodegas com uma agencia de turismo especializada. Se me permitem fazer uma sugestão para quem ainda não foi, eu recomendo a empresa de turismo Mendoza Holidays (http://www.mendozaholidays.com), planejei a minha viagem por Skype com a Andréa, que é brasileira e assessora em vinhos e que me atendeu e também me acompanhou. Quero voltar e conhecer as vinícolas que por falta de tempo não pude ir. Boa viagem a todos! Carol

  5. Onde você poderia ver que caminha pode ser feito em Mendoza. Carros com motoristas. – +54 9 261 3263187

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.