Nesta matéria eu compartilho informações valiosas para quem quer fazer uma viagem para Fernando de Noronha barato, mas beeeem barato mesmo hein! Finalzinho de 2012 eu tinha uma empreitada prevista e inusitada para ser superada: viver o reveillon 2012 – 2013 no arquipélago de Fernando de Noronha sem estourar o limite do meu cartão de crédito ou sem ficar completamente quebrado por passar alguns dias em um dos destinos mais caros do Brasil.

Queria ter conhecido Noronha na baixa temporada, mas como missão dada é missão cumprida topei a parada e viajei com a GOL, através do uso de milhas smiles adquiridas ao longo do ano anterior. As dicas começam antes da viagem ter acontecido: as passagens nacionais mais caras são as que levam o destino final a sigla FEN.

Noronha Barato

Já cheguei a ver amigos comprando passagens de mais de R$ 2.000,00 pra esse destino, o que na nossa atualidade compra passagens até mesmo viagens para outros destinos mais longínquos (e paradisíacos também a propósito). Mas Noronha é sim esse paraíso todo e recomendo bastante que você siga um pouco das minhas dicas para que consiga desfrutar da forma mais simples e intensa possível das experiências que este destino oferece a seus visitantes.

Definitivamente a primeira das dicas mais importantes sobre esse tema é justamente a compra do ticket. É impossível viver Noronha no modo extraeconômico pagando valores estratosféricos assim como os que você vai encontrar de última hora em qualquer cia aérea.

Estamos aqui falando do destino mais exclusivo do Brasil, e justamente por isso você pode começar a acreditar que dinheiro é um ponto determinante e divisor de águas – o poder aquisitivo pode transformar o rumo da viagem SIM, mas ele não é o principal mecanismo propulsor da tão buscada felicidade! Mas convenhamos que poder gastar em um lugar como Noronha é algo que não vai fazer você deixar de conhecer e aproveitar intensamente as maravilhas dessa ilha.

Eu posso afirmar com toda a certeza que as experiências mais marcantes nesses meus 6 dias nesse arquipélago não requeriam dinheiro, e acredite: a felicidade está nas pequenas coisas 😉, nas mais simples, contentar-se com a beleza de um pôr do sol e se emocionar com isso é uma virtude para quem busca viver lugares com a vibração de Noronha da forma mais intensa possível – e para isso você só precisa estar lá.

Belíssimo pôr do sol com Morro Dois Irmãos ao fundo
Belíssimo pôr do sol com Morro Dois Irmãos ao fundo

Passagem de avião para Noronha barato

Uma vez com a ideologia do parágrafo anterior fresca na memória, a dúvida que se segue é a seguinte: como ter a passagem de avião para Fernando de Noronha da forma mais barata possível? Bom a resposta tem SEIS letrinhas: M I L H A S.

E como ter as milhas?

Bom, comece a traçar as suas estratégias, ler boas matérias sobre isso em blogs de viagem, e acima de tudo, consiga um cartão de crédito que converta bem o valor em dólar de suas faturas para as milhas da cia aérea que vai te levar pro paraíso brasileiro.

É certo que só ter as milhas não é tudo, desde que é necessário também encontrar a melhor combinação entre quantidade de milhas e datas disponíveis para viajar.

Essa é a fase que mais depende de planejamento, e se realizada com sucesso absoluto poderíamos considerar que metade dos custos extraeconômicos desta viagem estarão garantidos.

No caso desta minha primeira experiência em Noronha, consegui emitir a ida e a volta com 20.000 milhas smiles, um verdadeiro resultado positivo de um bom planejamento de viagem: a passagem foi emitida com 11 meses de antecedência; emiti em fevereiro viajei em dezembro.

Uma vez com a passagem emitida chega a hora de fazer valer o seu tempo na ilha, afinal de contas não é todo dia que conseguimos emitir um ticket pra esse destino que mantém sua proporcionalidade entre preços altos X paisagens impressionantes. A primeira dica, a mais valiosa na minha opinião, é conseguir evitar a gigantesca fila que se forma para o pagamento da Taxa de Preservação Ambiental, obrigatória para todos os turistas que visitarão o arquipélago. Então meus caros, por quais motivos vocês desejariam ser recepcionados no paraíso por uma fila gigantesca com turistas exitados/mau humorados, atendentes aguniados e muita tensão pra desenrolar a parte burocrática? Faça-se o ótimo favor de pular essa parte e ir direto para a diversão! Para isso, emita a sua guia individual da TPA na internet, pague até o dia da viagem no banco e leve com você a guia/comprovante de pagamento para literalmente furar a fila na hora que desembarcar na ilha. Feito isso, é só recolher a bagagem e passar para o próximo passo: a hospedagem/deslocamento extra-econômicos em Fernando de Noronha

Filas intermináveis para pagar a TPA na chegada a Noronha
Filas intermináveis para pagar a TPA na chegada a Noronha

Noronha é uma ilha muito exclusiva, destino dos atores de televisão, das pessoas verdadeiramente endinheiradas do Brasil e que por incrível que pareça possuem grande amor e interesse por esse lugar para virar o ano. O meu planejamento foi falho nesse ponto, pois tudo na ilha estava muito mais caro! As datas comemorativas fazem os preços de praticamente tudo disparar, mas calma lá: ainda há lugar ao sol para quem quer viver dias no paraíso pagando barato e aproveitando ao máximo as experiências que a natureza exuberante oferece aos visitantes deste arquipélago! Considere ser uma ótima dica planejar a sua viagem na baixa temporada, os custos estarão todos mais acessíveis e consequentemente você terá condições de adquirir mais ítens que possam trazer certo conforto pra viagem (tal como o aluguel de um bug por exemplo annn?!)

Hospedagem barata em Noronha

A dica mais valiosa desse post é com relação á hospedagem! Fiquei realmente assustado ao começar a procurar por lugares para me hospedar e não encontrar absolutamente nada para esse período com uma diária com menos de 3 dígitos. Pesquisei de várias formas, em vários estabelecimentos e sempre todos estavam lotados ou com pacotes completamente impraticáveis para esse pobre rapaz latino-americano!

Eu só queria desfrutar das praias, fazer mergulho de apneia nos melhores lugares, não precisava de luxo, de um quarto só para mim, e tão pouco me importava com a qualidade dos alimentos que iria ingerir, eu queria fazer Noronha no modo extraeconômico, para provar pra mim mesmo que até aqui é possível que um viajante alternativo, sem muito dinheiro possa adquirir experiências para sua posteridade.

Foi quando conheci a Dona Maria de Gouveia, uma maravilha de senhora, considerada e respeitada como uma verdadeira avózona da Ilha de Fernando de Noronha.

Ela, assim como vários outros moradores nativos, fazem questão de oferecer cômodos de suas residências como alternativas de hospedagens mais acessíveis, justamente pra quem não consegue comprar os pacotes dos hotéis de padrão mais elevado.

Hospedagem barata em Noronha
Meus aposentos e minha anfitriã em Fernando de Noronha

Dona Maria de Gouveia e sua família, especialmente seu neto Robson, foram anfitriões extremamente agradáveis, super amigáveis, me direcionaram sempre que tinha dúvidas, e me receberam em sua residência literalmente me salvando de uma grande encrenca. Como não havia conseguido um lugar para ficar até os últimos minutos da viagem, conheci Dona Maria através da indicação do Diogo Jobane, meu grande brother de viagens, que estava também presente em parte deste fim de ano em Noronha.

Entrei em contato com ela ainda faltando algumas semanas para o dia da viagem e como toda a ilha, ela também já não tinha vagas disponíveis para me hospedar. Eu estava já começando a pensar na possibilidade de ficar pelas ruas, ou de dormir na igreja, quando mencionei a ela que não teria nada, e ela gentilmente, sempre sorridente, fez questão de me convidar a ficar na sala da casa dela, revezando alguns dias dormindo em um colchão no chão e outros nas deliciosas redes que ficam do lado de fora da casa dela.

Foi um espetáculo que ficará na minha memória para sempre! Dona Maria gentilmente me cobrou meros R$ 30,00 por dia que ficasse hospedado naquelas condições (que a propósito eram as melhores possíveis para os meus planos!). É claro que a ela não vai fazer isso pra qualquer pessoa que chegar, inclusive disse que nós fomos os primeiros malucos a alugar a sala e as redes da casa dela 😀

Casa de Dona Maria de Gouveia na Vila dos Remédios
Noronha barato: Casa de Dona Maria de Gouveia na Vila dos Remédios

Esse pessoal é único na Ilha. Assim como eles existe um associação de moradores que legalizou a parada e a partir de então eles disponibilizam quartos e serviço básico para quem desejar conhecer Noronha sem destruir a estabilidade financeira. Na alta temporada tudo é lindo, eles tem dinheiro para pagar as dívidas, para estruturar melhor a vida, mas quando vem a baixa então a situação fica complicada por lá. Em minha estadia a água doce mostrou-se como um grave problema para quem não tem muito dinheiro. Como ter água potável em uma ilha isolada no meio do Atlântico? Essa é uma situação que faz parte da rotina deles durante todos os dias do ano.

Uma vez no aeroporto, peguei o coletivo para a Vila dos Remédios. Chegando na casa de Dona Maria, a emoção foi generalizada! Nos abraçamos, ela me disse que deveria planejar com mais tempo na próxima vez e já deixar reservado as minhas diárias com bastante antecedência para não ter problema algum com a falta de disponibilidade! Me apresentou a todos da família dela e ali estava eu, completamente pronto e ávido por conhecer o modo de vida dessa humilde e feliz família, nativos de Fernando de Noronha.

Passeios em Noronha barato

Com o passar dos dias eles me indicaram os melhores lugares para fazer mergulho livre, me deram o caminho das pedras para conhecer os melhores pontos da ilha, me apresentaram para guias como o Lombra Eterna, um cara excepcionalmente ALTA VIBRAÇÃO, conhecedor de todos os centímetros de Noronha e que faz os passeios mais importantes da Ilha como guia oficial, devidamente registrado na Embratur. Ele ainda vai aparecer no blog em outra oportunidade na qual vamos documentar a experiência que vivenciei junto a grupo guiado pelo Lombra para conhecer umas piscinas naturais. Aqui também conheci o Gilmar! um cara super gente fina, guia de turismo que faz preços mais acessíveis e que também realiza alguns dos principais passeios da Ilha (tal como o das piscinas do Atalaia – que só pode ser feita com guia). Ambos são hiper indicados por mim, são amigos meus que me acompanharam pelos dias que estive por lá e que com certeza merecem essa recomendação devido ao brilhante trabalho que realizam com os turistas na Ilha, sem explorações, cobrando preços justos e ofertando um ótimo nível de serviço.

Gilmar e o Lombra - os guias que eu indico pra Noronha!
Gilmar e o Lombra – os guias que eu indico pra Noronha!

Comida barata em Noronha

Foi na casa de dona Maria que aprendi a comer pagando muito barato em Fernando de Noronha. Apesar deles nunca deixarem eu ficar com fome, pois sempre estavam me oferecendo uma iguaria ou outra feita muitas das vezes pela própria anfitriã, eles me deram uma dica super importante e deliciosa, essencial para quem quer viver Noronha pagando barato – a quentinha (marmita) do Valdênio! Por R$ 12,00 eu estava comendo filés de anchova com salada, arroz branco soltinho, feijão em caldo e uma porção bem generosa de macarronada! Ah, sem contar que tinha o refrigerante incluso por esse preço! Eu almoçava já esperando com muita ansiedade pela hora de almoçar novamente no dia seguinte!

No jantar também não tinha segredo!

A Venda da Mainha, que fica exatamente em frente a casa de Dona Maria de Gouveia serve lanches até tarde da noite, hambúrguer realmente gigantesco, pastéis e outras delícias também por preços bem acessíveis, até mais econômicos do que na minha própria cidade. Ao lado, descendo para a praia do Cachorro ainda tem uma senhora que vende cachorro-quente quase todos os dias, outra delícia extraeconômica!

Mas se você ainda sim tem uma graninha sobrando e quer investir na culinária, Noronha está cheia de restaurantes que com um pouco de pechincha podem sair a preços bem justos!

Bom a especulação por aqui também é a alma do negócio! Outra bela dica de comida barata em Noronha é o peixe na folha de bananeira vendido nas barracas próximas da praia da Cacimba do Padre! Paguei menos de R$ 20 em um belo peixe só para mim, servido com arroz, salada, farofinha e pirão – saudável, barato e de sabor extremamente local!

Também utilizei outra ótima técnica: comprar os ingredientes pra fazer lanches no mercadinho local na Vila dos Remédios – uma sacada de pães quentinhos, maionese, queijo e salame pode ser uma refeição deliciosa pra não perder muito tempo!

Comida boa e barata em Fernando de Noronha
Comida boa e barata em Fernando de Noronha

E como se virar para fazer os passeios sem pagar caro? Bom, essa é outra dica de ouro que essa matéria traz pra vocês. Simplesmente viva a vida como se estivesse na sua cidade. Eu peguei coletivo e carona para todos os lugares que queria visitar, e caminhei, mas caminhei MUITO! Eu amo caminhar em lugares paradísiacos até sentir a sola do meu pé pulsando sem parar, e em Noronha não foi diferente. Construí meu próprio ilhatur, tracei objetivos e conheci os pontos principais sem precisar de gastar praticamente dinheiro algum! É claro que de certos custos é impossível fugir, tais como a entrada no Parque Marinho, locação de coletes (no Sueste é obrigatório) e outros gastos adicionais que não são tão relevantes. A foto a seguir fiz sem gastar um real sequer!

Mergulho de um pássaro em ataque a um cardume de sardinhas
Intensidade no Sancho, Noronha barato demais hahah

Imagine-se no meio dessa atividade toda! Cardume de sardinha que perdia de vista, os pássaros fazendo seus mergulhos por todos os lados e uma câmera a prova dágua na mão, a combinação perfeita para uma tarde intensa no Sancho, a mais bela praia brasileira. A última dica? Siga o blog e aguarde as próximas atualizações! 😉

Curtiu as dicas de Noronha barato?! Agora seguem alguns telefones…

Telefones Úteis

HOSPEDAGEM – Maria de Gouveia – (81) 3619-1827
HOSPEDAGEM – Marta – (81) 3469-1988
ALIMENTAÇÃO – Quentinhas do Valdênio – (81) 3619-1872
GUIAS – Lombra Eterna – (81) 9968-8251
GUIAS – Gilmar

Autor
Luiz Jr. Fernandes
Luiz Jr. Fernandes
Sou um analista de sistemas, fotógrafo, autor deste blog e viajante profissional. Já conheci mais de 70 países em todos os continentes do mundo. As minhas matérias são 100% exclusivas, inspiradas em experiências reais adquiridas nos destinos que visito. Obrigado por ler e acompanhar o meu trabalho.
Comentários do Facebook
46 comentários publicados
  1. Emocionante teu post! Adorei mesmo e você se superou e provou que é possível sim viajar e gastar pouco até mesmo em Noronha’! Sensacional Luiz! Parabéns pelo post, pela humildade dos relatos e pelas ótimas dicas! Um dos melhores posts de um verdadeiro mochileiro 😉

  2. Há dois anos procurava passagem aerea barata para este paraíso chamado Fernando de Noronha e finalmente, consegui comprar uma ótima promoção da Azul CFN/FEN para fevereiro/2014 por R$ 471,00. Detalhe, sou do RJ e a passagem RJ/CFN é relativamente barata. Proxima etapa, procurar hospedagem. Tudo muito caro, por ser considerado alta temporada o mês de fevereiro. Então, liguei para Dona Maria e já reservei 6 noites por R$100,00/diária. Obrigada pelas dicas! Ansiosa pelas próximas atualizações!

  3. Sua série sobre Noronha – principalmente as dicas econômicas que agradam imensamente o casal pão duro que somos eu e o marido – está devidamente favoritada para uso futuro (que esse futuro chegue rapidinho!)

    1. Olá Natália! Obrigado por visitar e comentar por aqui! Uma vez em Noronha eu garanto que você vai marcar aquele lugar ali com uma estrelinha no seu caderno de viagens. Eu estou pronto para voltar a qualquer dia ou qualquer hora! Um lugar realmente diferenciado! Abração!

  4. Olá Luiz obrigada pela dicas irei agora em junho com minha mãe e meu filho de 4 anos (o que acha já fui com ele para bonito e deu para aproveitar), agradeço pela informações que me passou e vou imprimir, vou ficar em uma hospedagem barata também é a pousada do golfinho com a Dona Graça ficou R$140,00 a diária para nós vou ficar 8 noites e 9 dias. Nessa pousada tem cozinha e podemos usar, vou tentar contatos com os guias locais que indicou e comer quentinha essa pousada que vou ficar é próximo da Dona Maria, quando voltar conto a experiência, continue assim simples pois é o que mais vale de que adianta ir em um lugar tão bonito e só conhecer turistas prefiro os nativos gente como a gente sem frescuras, um abraço e obrigada…

    1. Oi Mara, agradeço pela visita e pelas belas palavras 🙂 Volte pra contar como foi sua experiência e aproveite para acompanhar também nossa nova série de matérias sobre Fernando de Noronha! Grande abraço e desde já BOA VIAGEM!

  5. Olá Luiz, adorei suas dicas para Fernado de Noronha, inclusive reservei minha hospedagem na casa da Maria Goveia,, mas estou na dúvida, pois li em alguns depoimentos de viajantes que sem pousada a pessoa não sai do aeroporto, acredito que a casa da Maria Goveia, não seje legalizada como pousada. Gostaria de saberse terei algum problema se informa que ficarei na casa dela??? Obrigada….

    1. Olá Mel, obrigado pela visita e comentário. Isso é boato! Eu já fiquei na dona Maria algumas vezes e estou indo pra lá novamente no fim do ano e não há essa exigência, mesmo pois é permitido ficar hospedado na casa dos locais sem que eles sejam legalizados como pousadas.

      1. Luiz vc teria mais fotos da casa da Dona Maria? Fiz reserva lá para o carnaval meio do escuro pois não há nenhuma foto na internet da casa dela. Sei que é simples mas tenho curiosidade rs

  6. Muito obrigado Luiz pela atenção, é a primeira vez que viajo sozinha e fiquei com receio de ser barrada no aeroporto, pois muitos depoimentos falam que é necessário um receptivo para te pegar no aeroporto agora vou mais tranquila… Obrigado suas informações são muito úteis…

    1. Hei Mel, obrigado por comentar e compartilhar com a gente aqui no blog sobre suas dúvidas e receios. Bom eu acho que não há o que temer, não existe isso de ser barrado. Acontece que Noronha é um lugar especial, que precisa de ser preservado e a forma na qual podemos contribuir com isso, desde que estamos indo visitar esse incrível santuário é pagar uma Taxa de Preservação Ambiental, requerida a todos os visitantes do arquipélago e calculada com base na quantidade de dias que ficamos por lá. Você pode até pagar a taxa antes via internet, porém se chegar lá sem pagar essa taxa, tem como você pagar lá mesmo no aeroporto antes de entrar no arquipélago. Se ficou alguma dúvida pode voltar e comentar quantas vezes mais quiser viu? É um prazer compartilhar infos sobre esse paraíso brasileiro.

  7. Luiz, Luiz. Minhas costas ficaram acabadas só de ler o seu post, mas o meu coração bateu forte com a possibilidade de fazer Noronha de maneira extra- econômica. O destino sempre é deixado de lado quando começo a fazer as contas… Acho que, em breve, vou dar uma cochilada nas redes da dona Maria.

    1. Oi Elaine! Obrigado por comentar e visitar o blog 🙂 Bom, o meu foi realmente um caso a parte, desde que não havia hospedagem econômica e pintou essa oportunidade de explorar a ilha e comprovar que pode sair realmente muito barato. A rede da dona maria é a melhor de Noronha sem dúvidas, não só pela paz, mas pelas pessoas que estão por ali para se conversar sempre… 🙂 Se for, volta e conta como foi que vai ser um prazer acompanhar sua viagem! abração e boa viagem sempre!

  8. Ola luiz… Gostaria de obter umas informações, sobre a casa da Maria Goveia, se ela tem roupa de cama toalha ou e precisa levar….e se seria melhor pagar os passeios pelo site ou la o acesso e fácil com os guias para fazer mergulhos e outros passeios?? Aguardo respostas… Mel

    1. Oi Mel, joinha? Brigadão pelo comment e por sua visita aqui no blog. Não precisa preocupar com roupa de cama, já toalha é bom levar a sua. Sobre os passeios, dependendo da época do ano, é melhor reservar com antecedência. Muitos você pode fazer por sua conta, sem a necessidade de um tour ou guia. Para mergulhar, se for com snorkel, você pode contratar um guia para ir junto com você (no Sueste por ex.), existem lugares que você pode fazer mergulho livre sem precisar de guia, tal como no Sancho, mas aí vai depender da sua experiência. É bom sempre ter um buddy por perto 🙂 O mergulho com cilindro só pode ser feito com ao menos uma das 3 cias que existem por lá, não dá pra fazer por fora só com um divemaster. Acredito que consegui resolver algumas das suas dúvidas, senão volta e deixa um comment 😉 Ahhh e também queria muito ver você contando a sua experiência na D. Maria, eu simplesmente amo aquele povo.

  9. Olá Luiz Boa noite… A príncipio quero agradecer por todas as informações que tem me ajudado muito. Mais uma dica por favor rs rs … Em relação aos passeios recebi vários mail de agência com atalaia e costa azul, amo Noronha, gostaria de saber se seria melhor eu fechar todos os passeios q quero fazer com uma dela? Ou se devo fazer os passeios com Lomba o seu guia e se o mergulho ilhar tour e barco ele me encaixa nos grupos ou não seria garantido… Meu amigo fez os passeios com Lomba e refere que ele é muito bom.. abraço…. Mel

    1. Oi Mel, tudo joia? Bom, sobre os passeios: primeiramente há muitos que podem ser realizados de maneira independente, entretanto para outros eu recomendaria que você contratasse uma agência. Veja bem os fatos: – eu recomendo que todo visitante de primeira viagem faça o IlhaTur logo no primeiro dia completo no paraíso. Ele só pode ser feito com uma agência, devido à agilidade que ele vai proporcionar, indo direto aos principais pontos. Depois, conhecendo o que há de melhor, vc pode optar por voltar até algum deles depois por conta própria. – Atalaia, Capim-Açu, mergulhos e passeios de barco devem, e eu repito: DEVEM ser feitos com guias e agências. Então você pode tentar optar pela livre concorrência e ver o que cada uma das principais agências de Noronha podem oferecer a você com relação ao custo. – Aproveite pra fazer muito mergulho livre, nada com snorkel a vontade, explorar as praias do Mar de Fora e fazer caminhadas em geral por conta própria; – Última dica: use e abuse do transporte coletivo e das caronas! Tem mais alguma dúvida? Já sabe né!? Abração e boa viagem!

  10. Ola Luiz, nem sei mais como agradecer pela atenção que tem me dado respondendo minhas dúvidas, viajo semana que vem, e acho que estou ansiosa. Assim como sempre mais uma pergunta, comprei o snorkel, pois fiquei com receio de alugar por ser um equipamento que todo mundo utiliza na boca e tal, estou na duvida se compro a nadadeira aqui em sampa ou se alugo por lá mesmo para não carregar peso.. abraços

  11. Luiz, li seu relato e acho que você pode me ajudar demais. Estou indo com meu namorado em Jan 2016 e vou no modo mega economico, não ligo pra LUXO. Apenas preciso de um quarto com banheiro, frigobar e tv (E eu li que a Dona Maria aluga as suites e todas elas possuem isso que procuro.) Liguei para ela agora a pouco e ela consegue me receber. Porém eu gostaria de uma OPNIÃO de quem já se hospedou lá. Leio MUITA coisa no TripDvisor e estou na dúvida, muita gente diz que é aconchegante, super de boa de ficar, possui chuveiro quente. E é excelente a localização. Estou PRECISANDO MUITO de uma opnião sua. Você me indica a ficar lá? Serei bem atendida e as ‘suites’ realmente são confortaveis? Digo confortaveis no sentido de dar pra dormi tranquilo, da para me hospedar tranquilo, até porque ficarei 11 dias em Noronha. Espero que você realmente possa me ajudar, espero urgente sua resposta! E se você puder me passar seu e-mail, tenho outras duvidas e gostaria de esclarecer. Mas me socorre sobre a hospedagem na casa da Dona Maria, beijocas!

    1. Olá Andressa, tudo joia?! Obrigado pela visita e comentário. Eu fiquei hospedado na Dona Maria duas vezes e sempre que viajo a Noronha faço questão de dar um pulinho lá pra abraçar esse povo. Eu acho que vale a pena ficar lá sim, não apenas por ser uma das hospedagens mais econômicas de Noronha, mas sim pela amabilidade dos locais e pela excelente localização da residência dela! Os quartos possuem tudo que você precisa, tem ar condicionado, banheiro com água quente, TV e roupas de cama. Não precisa de se preocupar pois a residência dela é super segura e excelente para quem busca algo mais em conta. Depois quero escrever uma nova matéria com mais fotos das suítes dela explicando todos os detalhes, vale a pena sim! Abração, boa sorte na viagem e vou ficar esperando seu retorno para contar como foi tudo por lá viu!

  12. Serio? Estou pensando seriamente em ficar lá. Porém li gente falando que não indica casal ficar lá, por não haver privacidade. Estou muito na duvida, porque geralmente fico mais em Pousada sabe. E Luiz, você pode me ajudar com outro tema, se eu não ficar na Dona Maria, vou ficar em uma Pousadinha na Vila do Trinta e eu vejo vários comentarios de que é perto sim e alguns de que não é. Você pode me ajudar? É realmente perto da Vila dos Remedios e das praias urbanas? Se eu ficar lá, a noite vou conseguir ir na Vila dos Remedios, me locomover tranquilamente? Estou numa ** duvida disso, da Vila do Trinta, se é uma boa opção ou não. Obrigadaaaaaaaa!

    1. Então Andressa, realmente tem uma grande diferença entre as pousadas já estabelecidas e as casa de pescadores. Eu acredito que com o passar dos anos essa diferença deva diminuir consideravelmente pois já é notável a evolução das soluções de hospedagem dos nativos que antes extraiam sua receita basicamente apenas da pesca. É assim. A vila do 30 está entre o Porto e a Vila dos Remédios. Acredito que uns 3 kms no máximo uma da outra. Acontece que o 30 não está perto de nenhuma praia, é preciso caminhar, entretanto você estará no meio do caminho entre o porto e as praias ‘urbanas’. Não precisa de se preocupar pois dá pra ir caminhando a noite entre as vilas tranquilamente. Também tem o ônibus que é baratinho e roda até tarde da noite 😉 Vai tranquila, leia as outras matérias com dicas valiosas e desfrute ao máximo desse paraíso!

  13. Luiz, Bom dia. Cá estou eu de novo, creio que irei ficar na casa da dona Maria, você disse que possui tudo que preciso. Porém quase não acho fotos da suite, você disse que tem, poderia me enviar para eu ver como é? Meu e-mail esta inscrito ao lado. Você poderia me fazer este favor? Iria me ajudar MUITO. Obrigadissima!

    1. Oi Andressa vi que vai pra Noronha, já fui 4 vezes… posso tirar algumas dúvidas suas se quiser pode me mandar e-mail? [email protected] Eu sempre fico na Dona Mary e amoooo, porém vc tem que saber que é realmente bem simples… arrumadinho, mas simples! A locaçização é excelente ja na vila dos trinta tem uma mega ladeira para chegar até a vila dos remédios, qd eu vou até a vila dos trinta (para fazer a trilha do Atalaia) eu subo de circular… é perto mas melhor ficar na vila dos remédios, eu sou suspeita, adoro ficar na D. Mary!!!! Até o ano passado a TV era só de enfeita, péssima, mas este ano a TV é de plasma (das pequenas) mas a imagem ta boa, mas TV lá nem te necessidade!!! QQ coisa pode me escrever!

  14. Luiz li seu post… sou uma amadora de Noronha, vou para ilha desde 2012 e não consigo passar férias em outro lugar, mas vou te confessar, se não fosse o carinho de Dona Mary e sua familia Noronha não seria tão especial para mim… sou muito grata a todos eles, em especial Jú e Uenes! Fico impressionada com a simplicidade e (me falta palavras) com que sou recebida! Não conheço a quentinha do Valdemio, costumo almoçar no Jacaré, por 25,00 (valor 2015) + 7,00 sucão! come-se a vontade a quentinha lá sai por 15,00! tb são pessoas maravilhosas

  15. Eu decidi ir para Noronha agora em setembro. Comecei a pesquisar hospedagem, o lugar mais barato que achei foi a casa da dona Maria Gouveia. Daí fechei com ela no escuro sem saber como seria. Procurando pelo nome dela no Google encontro essa reportagem massa! Fico bem tranquilo e ainda mais ansioso para conhecer Noronha, também no modo EXTRA-ECONÔMICO. rs Vou seguir suas dicas! Obrigado pelo POST!

    1. Oi Leonardo, obrigado por comentar! A Dona Maria tem o melhor preço para quem quer ficar em um lugar simples e muito bem localizado. Eu sinceramente conheço outros lugares que praticam o mesmo preço que ela, mas estão nos cafundós da Vila do 30, muito longe das outras praias, então pelo custo benefício acredito que ela seja imbatível :0 Você vai gostar muito de ficar lá com ela. Quer uma sugestão?! Compre uns peixes em uma casinha que tem indo pro porto (você vai ver uma plaquinha à sua direita no sentido Vila -> Porto, experimente o Xaréu Preto!); Compre um carvão e uns vegetais pra rechear o bicho no Mercadinho Breakfast, umas folhas de bananeira no fundo do quintal dela, e faça uma churrasqueira improvisada lá no quintal da coroa 😉 Por uns 40 reais vc vai ter um banquete de dar inveja a qualquer um 😉 Volta pra contar depois como foram suas experiências! Abraço e boa viagem!

  16. Luiz, Hoje passei a tarde toda lendo teus posts sobre Noronha, aliás todos MA-RA-VI-LHO-SOS, parabéns! Tenho algumas dúvidas: 1)Estive em Noronha em abril de 2011, na época só era necessário pagar a taxa de preservação (que dessa vez já fiz o pagamento antecipado pela internet) eu li no teu blog que tem uma taxa de 75,00 reais para ‘entrar’ em uma parte da ilha, não entendi muito bem esse detalhe e gostaria de saber se essa taxa pode ser paga antecipadamente ou só chegando lá. 2) Tô numa dúvida cruel se faço ou não o Ilhatur, eu fiz em 2011, faz muito tempo, agora vou com meu namorido e será a primeira vez dele na ilha, será que levo ele para fazer o ilha tur ou faço o nosso roteiro sem o ilha tur? Obs: Já estou com a hospedagem reservada desde abril de 2015 e que luta pra achar um ‘bom’ preço, agora leio esse seu post sobre a casa da dona Maria ahhh se soubesse dela antes! Bom pelo menos se (veja bem; se) o meu namorido ficar apaixonado (e tem como não? rsrs) por Noronha e quiser voltar aí ficaremos na casa da D. Maria. O Paulo é doido por mergulho, quero ver eu tirar ele de dentro do mar lá hehehe. Dede já obrigada! Bjs Ketrin

    1. Oi Ketrin! Tudo joia querida?! Que grande satisfação poder responder um comentário seu 🙂 Como boa descobridora dos 7 mares tava passando da hora de voltar em Noronha hein! Você vai conseguir pegar a ilha na melhor época do ano na minha opinião, mar calmo e lindo, mas vamos às suas dúvidas: 1) O acesso à ‘Área de Proteção Ambiental’ agora é regulamentado pela EcoNoronha, uma agência que foi instituída junto ao ICMBio como gestora do acesso a essa área. É a mesma empresa que regulamenta o turismo das Cataratas do Iguaçu, por exemplo…, resumindo, há que pagar para entrar no Parque Marinho. Nas praias do Sancho e Sueste existem facilidades para os visitantes e o ingresso é conferido a cada entrada. Você pode pagar o ingresso antecipadamente neste endereço aqui: parnanoronha.com.br/vendas/vendaonline.aspx, e atualizando, o preço agora é R$ 81,00 para adultos brasileiros e R$ 162,00 para estrangeiros. 2) Eu recomendo sempre o ilhatur para quem vai pela primeira vez em Noronha, mas sinceramente acredito que para você que já lembra dos melhores lugares, possa ser mais interessante alugar um buggy e fazer tudo independente será que não!? Vcs vão pagar nessa época do ano uns R$ 150,00 pela diária (fale com o China na pracinha da Vila dos Remédios). Some uns 50 R$ de gasolina e pelos mesmos R$ 200 do ilhatur vcs estarão independentes, mas isso é só uma opinião, pois se forem em um tour guiado terão outras vantagens: não precisarão dirigir, conhecerão novas pessoas, terão informações exclusivas e o apoio dos guias, etc, etc etc… O Paulo vai amar FN então, desde que pra mim é um dos melhores lugares pra mergulhar no planeta. Fala pra ele não FICAR SEM FAZER DE JEITO NENHUM, e vc também viu! Depois volta se tiver qualquer nova dúvida ou também pra contar um pouquinho das suas dicas de ouro praquele paraíso 🙂 Abração e boa viagem pra vcs!

  17. Adorei a sua postagem e vai me servir de subsídio para minha viagem de agosto a este paraíso. Mas o contato de Dona Maria continua o mesmo, não consigo falar com o fixo postado aí?

  18. Oi, Luiz! Tudo bem? Estou indo pra Noronha em agosto e, com base em seu post, liguei pra fazer uma reserva na casa da D. Maria no 81.3619-1827. Conversei com D. Uenes por telefone e ela me passou uma conta para depósito que nao está em nome dela nem de D. Maria, mas sim de sua filha Sulamir. Quando vc se hospedou lá transferiu pra essa conta? Desde já agradeço. Grande abraço.

  19. Luiz, tem algo além de peixe pra comer? to apavorada pq só vejo o povo falando as iguarias do mar! :O hahahahahahahahaha

    1. hahahahaha eu ri demais agora com seu comentário! 🙂 Noronha tem de tudo pra comer, fique tranquila quanto à alimentação! Povo lá também gosta de um bom churrasco, tem muito frango assado, tem ótimas tapiocas de carne seca, tem pastel de carne, tem de tudo mesmo, acontece que um lugar tão único, isolado no meio do Atlântico, acaba que a oportunidade de comer peixe sobressai 😉 Abração e curta demais!

  20. Olá, ótimo o seu post! Tudo bem que já faz quase 5 anos atrás, mas acabei de ligar pra este número da Dona Maria e tive um susto ao me informarem que a diária por pessoa está 500,00 para o final de ano. Pelo visto nunca vou conseguir ir pra Noronha =/

    1. Oi Amanda, tudo joia? Obrigado pela visita e comentário. Acho que a mais alta das temporadas em Noronha acontece justamente nessa época de fim de ano. Tudo fica muito mais caro mesmo, mas acho que eles deram uma boa inflacionada esse ano hein, cobrando 500 por pessoa. Eu fiquei várias vezes e dois anos atrás paguei 100R$ por pessoa por dia em cada quarto. Tem vários outros lugares que podem servir como hospedagem econômica, mas tem que pesquisar, e deixar de conhecer aquele paraíso é algo impensável hein! hehehe Abração e obrigado pela visita! 😀

  21. oie! 🙂 normalmente eu me sinto uma sangue suga que pesquisa muito na internet, blogs, fóruns e nunca deixa seu rastro ou ajuda. mas eu não pude evitar de deixar esse comentário. eu li todos os seus posts sobre fernando de noronha, e posso dizer com propriedade, que foi o site que mais me ajudou alem das dicas surperfluas que tem iguais em todos os sites. eu estou indo nesse jeito que voce foi em 2012. sem dinheiro nenhum e focando no cafe da manha que vou ter no hostel e nas comidas baratas que vou encontrar por la, como esses lanches que voce postou. minha primeira vez e posso dizer que me ajudou demais. estava com medo de passar necessidade e ja tinha aceitado que passaria fome, mas que pelo menos passaria fome em fernando de noronha. hehehe obrigado pelas dicas dos passeios, dos guias, dos lanches, de tudo. de verdade. do fundo do coração. um abraço goiano bem apertado cheio de muita gratidão.

    1. luiz, lino forum do tripadvisor que os bug do china estão todos precários. essa informação confere?

    2. Oi Barbara, obrigado pela visita e pelo comentário tão legal 😀 Ahhh que demais 😀 Que bom que curtiu o blog e todas as dicas, é tudo fruto de muita ralação naquela Noronha maravilhosa, espero que curta ao máximo 😀 Olha pra você ver que coisa mais boa, na época que eu fui sequer tinha um hostel em Noronha, a coisa lá tá evoluindo bem hehehe, dormi no chão da casa da dona Maria, como se fosse o melhor colchão do planeta! Espero que dê tudo certo, você vai ver que se não abusar demais, os custos podem acabar sendo bem parecidos com os que você possui diariamente na sua ‘vida real’, então é só viver Noronha com o ‘freio de mão puxado’ assim como a gente vive diariamente na nossa própria cidade . Vou esperar seus comentários depois que voltar da trip, vai que vc tem as condições de atualizar esse post melhor do que eu pra uma versão de 2018 né 😀 O abraçaão é sempre bom, melhor ainda quando é do Goiás 🙂 MUITO OBRIGADO por ter deixado seu comentário e BOA VIAGEM pra Noronha 😀 Desfrute demais!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.