Minhas primeiras impressões sobre Israel e a Cidade Antiga de Jerusalém foram esplêndidas.  Logo nas primeiras horas em território santo consegui conhecer o Muro das Lamentações e conheci de perto um dos lugares mais sagrados para o Cristianismo: a Igreja do Santo Sepulcro, onde supostamente Jesus foi crucificado, sepultado e de onde ressuscitou no domingo de Páscoa. Agora rompemos para conhecer a Manjedoura de Jesus. Já no segundo dia de explorações, acordamos cedo para conhecer uma das melhores vistas de Jerusalém, que foi obtida nos arredores do Monte das Oliveiras, próximo à Basílica de Todas as Nações. O dia estava apenas começando e nós já tínhamos um objetivo: conhecer a manjedoura, lugar onde Jesus nasceu.

Descemos todos os degraus do Monte das Oliveiras passando por dentro dos jardins de Getsemâni, para chegar até o Portão de Damasco, de onde existe um pequeno terminal de ônibus que leva os visitantes da Terra Santa aos mais diversos atrativos turísticos da região, dentre eles a cidade de Bethlehém, território palestino mais comumente conhecida por nós como Belém, um verdadeiro centro cultural e turístico dessa “nação”.

Manjedoura na cidade de Belém, na Palestina
A cidade de Belém, na Palestina (ou Cisjordânia)

Jerusalém e Belém estão distantes geograficamente apenas 10 quilômetros, porém para adentrar o território palestino não basta subir no ônibus e esperar que esses quilômetros sejam vencidos, é preciso estar de porte dos documentos de viagem e compreender que mesmo separadas por tão pequena distância, viajar até Belém é adentrar uma nova cultura, que traz consigo também novos costumes.

De fato essa é uma das cidades mais buscadas pelos cristãos que visitam Israel depois de conhecerem Jerusalém. Acredita-se, pelas tradições cristãs, que é nesta cidade que Jesus Cristo nasceu, mais precisamente em uma caverna nos arredores da cidade, lugar onde foi edificada ainda no ano de 326 a Basílica da Natalidade, uma das igrejas mais antigas do mundo moderno.

Basílica da Natividade - no suposto lugar de nascimento de Jesus Cristo
Basílica da Natividade – no suposto lugar de nascimento de Jesus Cristo

Este é outro lugar que dá arrepios apenas por recordar e relatando nossas experiências nestes singelos parágrafos. A Basílica da Natalidade é considerada lugar sagrado tanto para Cristãos quanto para Muçulmanos, desde que os últimos consideram Jesus Cristo como o segundo mais importante profeta que já existiu sob a face de nosso planeta.

Aqui o assédio turístico era bem menor do que o vivenciado por nós na Igreja do Santo Sepulcro, porém não acredite que ele era inexistente. Pessoas das mais diversas nacionalidades se espremem para conseguir a oportunidade de encostar no lugar onde estaria a manjedoura, sítio onde Cristo teria sido encontrado pelos três Reis Magos no dia do seu nascimento.

No interior da Igreja da Natividade - lugar onde Jesus nasceu
No interior da Igreja da Natividade – lugar onde Jesus nasceu

Arrepios também se instauram da ponta dos pés até o último fio de cabelo dos bem-aventurados que conseguem vencer as dificuldades impostas pela exploração turística e de fato chegam a tocar no marco da manjedoura. Esta Igreja foi classificada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO apenas no ano de 2012.

Visitar Belém é uma atividade obrigatória para qualquer turista que esteja nas proximidades de Jerusalém. Este passeio durou toda a tarde, chegamos de volta a Jerusalém quando já era quase noite, de onde repousamos e planejamos nossos próximos passos no Oriente Médio.

Nosso destino na manhã seguinte seria o Mar Morto, com uma passadinha no Masada National Park, lugar de onde contemplamos a melhor vista panorâmica do ponto mais baixo da Terra, este que é o tema da nossa próxima matéria sobre Israel, não deixe de acompanhar nossas atualizações de perto!

Autor
Luiz Jr. Fernandes
Luiz Jr. Fernandes
Sou um analista de sistemas, fotógrafo, autor deste blog e viajante profissional. Já conheci mais de 70 países em todos os continentes do mundo. As minhas matérias são 100% exclusivas, inspiradas em experiências reais adquiridas nos destinos que visito. Obrigado por ler e acompanhar o meu trabalho.
Comentários do Facebook
6 comentários publicados
  1. Segundo o relato bíblico, quem esteve na manjedoura quando Jesus nasceu foram os pastores. Eles guardavam seus rebanhos no campo durante a noite quando um anjo apareceu e lhes deu a notícia. (Lucas 2. 8 a 16) A visita dos magos (que no relato bíblico não consta quantos eram), ocorreu mais tarde, não se sabe exatamente quando. Ainda segundo o relato bíblico, os magos chegaram em Jerusalém perguntando ‘Onde está Aquele que é nascido rei dos judeus? porque vimos a sua estrela no oriente, e viemos a adorá-lo.’ Então o rei Herodes se perturbou, procurou saber junto aos sacerdotes onde poderia ter nascido o Cristo, e assim que soube que as profecias diziam que Ele nasceria em Belém de Judá, chamou secretamente os magos, fez questão de saber deles o tempo exato em que a tal estrela lhes aparecera. Em seguida despediu os magos, que foram até Belém e encontraram o Menino Jesus com sua mãe numa casa. Os magos ainda tiveram uma divina revelação de que não deveriam comunicar o fato ao rei Herodes, e voltaram para a terra de onde vieram. O rei Herodes, então, mandou matar todos os meninos que haviam em Belém e nas redondezas, cuja idade fosse de 2 anos para baixo, conforme o tempo que ele havia inquirido diligentemente dos magos (tempo que a tal estrela lhes tinha aparecido). Ou seja: a visita dos magos ocorreu quando Jesus já tinha cerca de 2 anos de idade. (Mateus 2. 1 a 16) No mais, amei as fotos. Também tenho um sonho de conhecer Israel, mas ainda não me foi possível. Um grande abraço.

  2. Tive o privilegio de entrar neste local, realmente dá um arrepio, tivemos paciencia para aguentar na fila, agora em novembro, milhares de turistas de todo o mundo, mas consegui chegar ao local, tocar no óleo depositado em um recipiente em forma de estrela de várias pontas, e ainda ter o deslumbramento de entrar no interio de uma igreja milenar, lindíssima, embora estivesse em obras de restaurações, varios andaimes e tapumes no interior, mas deu para ver a beleza do local.

  3. olá, tudo bem? adorei a matéria. Mas gostaria de saber que horas sairam de Jerusalem? Usaram que moeda? Qual o ônibua que pegaram? Obrigada

  4. boa noite. Minha esposa e eu estamos indo para a Terra Santa. Teriam algum guia para nso indicar (brasileiro/espanhol)? Se ingles, mas com mapas, dá para arriscar de irmos sem guia ? obrigado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.