Conexão em Casablanca rumo à Europa com a Royal Air Maroc

Confira o que fizemos em uma conexão em Casablanca, no Marrocos: visita a Mesquita Hassan II, caminhada pela Velha Medina e pelo centro comercial.

Já comecei a contar pra vocês sobre como foi a nossa viagem com a Royal Air Maroc rumo à belíssima capital da Espanha, com conexão em Casablanca, né?! Se você ainda não leu o primeiro post, pode encontrá-lo bem aqui: Viagem para Madri com stopover em Casablanca no Marrocos. Compramos um ticket promocional da empresa marroquina, eles mudaram um dos voos e acabamos ficando com duas conexões, uma de mais de 24 horas, na cidade de Casablanca, hoje vou contar um pouco mais sobre os detalhes dessa experiência, continue lendo!

Gostamos do preço, o valor foi de fato realmente muito interessante para duas pessoas visitarem a Europa e de quebra experimentarem por um breve momento o sabor excêntrico desse belíssimo país que é o Marrocos. Essa visita só fez aguçar ainda mais o desejo de voltar para explorar os melhores destinos desse país com mais calma em uma nova oportunidade.

Conexão em Casablanca para viagem até a Europa

Na ida a gente ficou nessa conexão em Casablanca por mais ou menos umas 18 horas. Ficamos hospedados por conta da cia aérea no hotel próximo ao aeroporto, já contei sobre como conseguimos essa cortesia no post anterior, então mais uma vez, pra entender melhor o que aconteceu, visite: Viagem para Madri com stopover em Casablanca no Marrocos.

Praça no centro de Casablanca - Marrocos
Praça no centro de Casablanca - Marrocos

Em nosso voo de volta, a cia aérea tinha mudado o voo, nos deram mais de 24 horas em Casablanca, contudo não foi tão simples conseguir a hospedagem nessa oportunidade (sendo que eles alegam que só permitem a hospedagem de cortesia para conexões com até 24 horas em Casablanca). Argumentamos bem, conseguimos comprovar que a mudança foi unilateral e que a hospedagem era, nesse caso, uma obrigação da cia aérea. Mostrei o email com o voo original, também comprovei as mudanças, no fim depois de muito argumentar, consegui a hospedagem grátis novamente para a minha segunda conexão.

Aí sim, essa era a nossa oportunidade ideal de bater perna e conhecer os principais destaques da cidade de Casablanca pelas pouco mais de 24 horas que estaríamos ali em conexão. Aproveitando da vantagem de ter a hospedagem por conta da cia aérea, nós acordamos cedinho, tomamos o café da manhã, pegamos o transfer grátis da Royal Air Maroc pro aeroporto e de lá compramos o ticket do trem pra Casa Port, uma das estações de metrô mais centrais de Casablanca.

O que fazer em Casablanca por 24 horas ou mais?!

conexão em Casablanca: visitar a Mesquita Hassan II
Atração principal para uma conexão em Casablanca: visitar a Mesquita Hassan II

Depois de percorrer várias estações não demorou muito e já estávamos desembarcando em Casa Port, uma grande estação central de trens no coração de Casablanca. O nosso objetivo principal?! A gente queria, é claro, ir conhecer a Mesquita Hassan II, um dos marcos arquitetônicos da cidade. Poderíamos ter pego um táxi em Casa Port rumo à Mesquita, contudo a gente optou por ir caminhando mesmo, afinal de contas estávamos ávidos por sentir aquele país africano, não demorou muito e estávamos nos aproximando da grande Mesquita.

Mesquita Hassan II, uma obra de arte arquitetônica do Marrocos
Mesquita Hassan II, uma obra de arte arquitetônica do Marrocos

Fomos chegando devagarzinho, no nosso passo, ficamos muito perplexos com a beleza e imponência daquela edificação. Do lado de trás, que foi por onde chegamos, o visual é realmente paradisíaco, afinal de contas não é em qualquer lugar do mundo que é possível contemplar tamanha Mesquita à beira mar. Ficamos por alguns momentos ali de um dos lados praticando o velho people watching, desfrutando da brisa que soprava do oceano. Alguns locais aproveitavam pra refrescar do calor intenso em algumas piscinas naturais que existiam ali nos arredores, outros da mesma forma praticavam o people watching conosco, nos olhando, tentando entender "qual era a nossa por ali"...


Locais desfrutando de um dia de sol nos arredores da Mesquita

Continuamos a nossa caminhada e atacamos a parte frontal, ficamos de fato perplexos com tamanha grandiosidade e pela beleza dos adornos, a riqueza de detalhes era de fato fenomenal. O dia estava simplesmente maravilhoso para esse tipo de passeio, céu azul, sol a pino, brisa fresca do mar, tudo estava colaborando para que as nossas fotos ficassem simplesmente sensacionais.

Explorando a Mesquita Hassan II em Casablanca

Amigos(as), esse lugar é de fato merecedor de alguns momentos, nós ficamos por ali por várias horas, contemplando a beleza do lugar, recuperando o fôlego da caminhada que fizemos entre Casa Port e a Mesquita, foram momentos grandiosos. Recomendo a você, que se tiver a mesma oportunidade que tivemos, que desfrute ao máximo desse lugar. A paisagem é sensacional, inclusive se o tempo fosse maior, teríamos ido caminhando pela praia até a ponta mais distante para conseguir fotos com a Mesquita preenchendo o plano de fundo, contudo com o tempo limitado, optamos por seguir adiante com o passeio um pouco mais tarde para conseguir explorar um pouco da velha Medina e também da parte central mais desenvolvida.

Visitando a Mesquita Hassan II numa conexão em Casablanca
Visitando a Mesquita Hassan II numa conexão em Casablanca

Se você é também apaixonado por mega construções e pela forma na qual as pessoas conseguem edificar pérolas arquitetônicas como a Mesquita Hassan II, então esse passeio vai ser um prato cheio pra você! Arcos, eu via arcos por todos os lados, caminhar pelos longos corredores da Mesquita era algo de fato espetacular, afinal de contas estamos aqui visitando nada mais nada menos do que o mais alto e o segundo maior templo do planeta, perdendo apenas para a mesquita de Meca. Sua localização junto ao mar deve-se a Hassan II ter-se inspirado no seguinte versículo do Corão: "O trono de Deus encontrava-se sobre a água".

Grandiosidade da principal Mesquita de Casablanca
Grandiosidade da principal Mesquita de Casablanca

Esta construção conta com algumas das melhores tecnologias que podem ser aplicadas a mega construções, tais como: um teto que se abre automaticamente, piso aquecido, portas elétricas, resistência sísmica, além é claro de ser fortemente protegida por seguranças (que foram vistos por praticamente todos os lados que fomos). Nós não entramos na mesquita nessa oportunidade, contudo ela é uma das poucas mesquitas do mundo muçulmano que permite a visita de turistas não muçulmanos.

Impressionado pelos arcos e adornos da Mesquita
Impressionado pelos arcos e adornos da Mesquita

Você deve estar encantado pela beleza do lugar né!? Também ficamos! Perplexos, buscamos mais conhecimento sobre o lugar e descobrimos que mais de 2500 pessoas estiveram envolvidas na construção (que foi concluída e inaugurada em agosto de 1993). Devido à alta complexidade de seus mosaicos e adornos, foi necessário o investimento em mão de obra de mais de 10.000 artesãos marroquinos que talharam vários tipos de materiais fundamentais na construção, tais como o granito, madeira, mármore entre outros. Apenas para constar por aqui, o custo aproximado da edificação desta medina ficou ao redor dos 504 milhões de euros.

Mesquita Hassan II em Casablanca
Mesquita Hassan II em Casablanca

Visitar um lugar como esse é muito bom pra gente sentir qual é de fato o nosso verdadeiro lugar no mundo. A grandiosidade era tão tremenda que em alguns momentos nos sentíamos muito pequenos, enquanto comparávamos cada um dos detalhes que conseguíamos registrar com nossos olhos. De fato a gente era muito pequeno, na foto anterior você consegue perceber o quão pequenos somos quando comparados apenas a um dos grande portais da Medina Hassan II.

Casablanca além da Mesquita Hassan II

Depois de ficar por horas contemplando a beleza da Mesquita Hassan II, decidimos ir além e procuramos algo a mais pra fazer. Uma das alternativas interessantes pra fazer passeios em Casablanca por conta própria é visitar a velha Medina e conhecer o centro comercial da cidade. Nós fizemos tudo caminhando, não gastamos nada com transporte, contudo percebemos que na parte mais moderna da cidade é bem fácil se locomover, há inclusive um trem elétrico que funciona como transporte público conectando as principais regiões do centro de Casablanca.

Praça no Centro de Casablanca, no Marrocos
Praça no Centro de Casablanca, no Marrocos

Foram momentos muito agradáveis caminhando desde a Mesquita até a Medina. Existia inclusive uma feira de produtos muçulmanos logo ao lado da grande Mesquita, até conseguímos comprar uns souvenirs bem baratos por ali. Caminhamos um pouco mais e logo estávamos já imersos no grande emaranhado de becos da medina. Olha esse não é o lugar mais bonito de Casablanca, contudo é onde a verdadeira cidade acontece diariamente. É sujo, barulhento, tem vendedor de tudo quanto é coisa, na realidade parece mais um feirão ao ar livre, sendo que eu sou literalmente apaixonado por esse tipo de lugar.

Medina Antiga de Casablanca
Na Medina Antiga de Casablanca

Ficamos por alguns minutos caminhando pelas ruas da Medina Antiga, mas nosso objetivo mesmo era encontrar algo pra comer, algo completamente complicado se você está visitando Casablanca na época do Ramadã, tempo onde os muçulmanos ficam mais introspectivos, voltados à oração e a alguns costumes interessantes: por exemplo, não conseguimos encontrar nada pra comer na velha medina pois no Ramadã as pessoas fazem jejum durante o dia todo! Então não achamos nada pra comer por ali durante o dia (e decidimos voltar pro hotel antes do sol se pôr).

Continuamos caminhando pelas ruelas da medina até que conseguimos chegar novamente nas imediações de Casa Port, a estação de trem que mencionamos no começo da matéria. Ficamos perambulando por esse centrinho de Casablanca até dar a hora do trem que nos levaria de volta ao hotel. Encontramos alguns fast-foods funcionando, comemos algo em um KFC ali perto do centro e caminhamos depois até uma praça repleta de pombos. Ali o povo tenta te "vender" umas fotos, principalmente com macacos, evite ao máximo a aproximação com esse tipo de comerciante.

Centro de Casablanca no Marrocos
Centro de Casablanca no Marrocos

Depois de um dia repleto de grandes descobertas, voltamos pro hotel no final do dia felizes por ter conhecido um pedacinho de Casablanca. Gostamos de ver que ainda existe uma parte que vale a pena ser explorada, contudo os preços dos artesanatos e de lembranças em geral nas imediações do centro comercial e da Medina estavam de fato super faturados! Alguns lugares cobravam em euros, outros tentavam nos atrair pra grandes lojas de prata, em busca de uma comissão amigável (encontramos vendedores que até conversavam em português conosco). No fim, valeu super a pena a Royal Air Maroc ter mudado os voos e nos colocado em uma conexão de maior tempo, foi mais do que o necessário para obter ótimas primeiras impressões de um país que com toda certeza ainda vai nos receber novamente para uma visita, só que desta vez sem ser conexão, mas sim como nosso destino principal :D Ahh, fizemos vários vídeos, em breve a gente linka o vídeo no canal do Youtube assim que for ao ar! Abração e até a próxima!

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias