Trilha curta das piscinas naturais do Atalaia em Noronha

Atividade que combina caminhada e snorkel para contemplação, a trilha curta que leva os visitantes de Noronha até as piscinas naturais do Atalaia reserva experiências memoráveis aqueles que optam por separar um período do dia para conhecer esse fantástico lugar.

Acredito que uma das atrações mais recomendadas para a criançada em Fernando de Noronha, bem como para quem curte fazer snorkel, seria a trilha que leva até as piscinas naturais do Atalaia. Tanto pela profundidade, que não chegava até a minha cintura nas parte mais fundas, quanto pela variedade de espécies: mergulhar nessas piscinas naturais é uma das atrações que sinceramente mais recomendaria a qualquer pessoa.

Para fazer esse passseio não é necessário guia (apenas para a trilha longa é preciso contratar um guia local), o trajeto é bem fácil e o banho no final é definitivamente refrescante. O grande problema é apenas o tempo de duração do mergulho: 30 minutos cronometrados por um agente do ICMBIO. Também é obrigatório o uso do colete salva-vidas, que pode ser locado por R$ 5,00 no próprio local e também é bom esperar uma série de recomendações por parte dos gestores, afinal de contas este passeio leva os turistas não apenas a contemplarem a vida no fundo da piscina natural, é como adentrar um berçário que inclui espécies jovens de tubarões, polvos, raias e diversos cardumes de peixes típicos na região.

Chegada no ponto de partida da Trilha do Atalaia - Vila do 30
Chegada no ponto de partida da Trilha do Atalaia - Vila do 30

Para realizar a trilha é necessário primeiramente comparecer na sede da ICMBIO, localizada na BR próximo do trevo de entrada para o Boldró. Uma vez lá, basta procurar o responsável pelo agendamento da trilha, procedimento este que deve ser feito com no mínimo dois dias de antecedência. Então, chegou em Noronha?! Um dos primeiros afazeres é marcar a trilha para o Atalaia, que pode ser curta ou longa. Na trilha longa do Atalaia é preciso contratar um guia a parte, que costuma cobrar uma média de R$ 100,00 por grupo, levando todos até outras piscinas. Nesta oportunidade resolvi fazer a trilha curta mesmo. Parti por volta das 14:00 do ponto de partida localizado na Vila do 30. Comigo levei apenas as minhas câmeras, snorkel e máscara de mergulho, duas garrafas de 1.5l de água e a rush guard - não é permitido o uso de protetor solar ou repelente.

Piscina natural da Praia do Atalaia em Fernando de Noronha
Piscina natural da Praia do Atalaia em Fernando de Noronha

A caminhadinha não dura mais do que 40 minutos. Chegando na praia é possível encontrar um lugar com sombra para guardar os pertences e existem os coletes salva-vidas à diposição para alugar (a propósito: pelo mesmo preço do que seria o aluguel deles lá na Vila do 30). O colaborador do ICMBio reune o grupo e explica todos os detalhes sobre o mergulho - inclusive chega a dar dicas de onde estão os animais mais exôticos. Ele faz questão de ficar de olho para orientar as pessoas a não pisarem no chão, não levantar suspensão, não tocar nos animais e todas as observações necessárias para preservar o local da melhor forma possível.

Turistas flutuam na piscina natural para contemplação
Turistas flutuam na piscina natural para contemplação


Agente do ICMBio orienta turitas sobre o mergulho

Para ser bem sincero a melhor forma de experimentar um lugar como essa piscina natural no Atalaia é a contemplativa. Cruzei os braços e fiquei por vários minutos admirando aquele aquário natural, sem me preocupar muito com as pessoas que passavam ao meu lado. O grande barato de um passeio desses é esquecer a correria e tentar relaxar admirando a riqueza da biodiversidade noronhense :)

Vários cardumes diferentes na piscina natural do Atalaia
Vários cardumes diferentes na piscina natural do Atalaia

Uma vez na água fica tão fácil perceber o quão fantástico é esse aquário natural. Todas essas fotos foram feitas em apenas 30 minutos e perceba quantas espécies diferentes eu consegui registrar! Isso pois não me preocupei muito com o tempo, tampouco em sair fotografando à riviria. Pelo contrário, registrei poucas fotos, porém imagens realmente incríveis em momentos de atividade intensa num lugar que a princípio, quando você vê pela primeira vez, simplesmente acredita não ter vida alguma! Acontece que a natureza desempenha com perfeição por aqui o papel de zelar pelas espécies jovens, produzindo nessa região o bioma ideal para abrigar o desenvolvimento desses pequenos animais.

Flutuando na piscina natural mais linda do Brasil
Flutuando na piscina natural mais linda do Brasil

Ao partir para o mergulho fiz questão de perguntar quais espécies poderia encontrar. O agente do ICMBio me disse que existiam alguns filhotes de tubarões lixa que gostavam mais de ficar ali descansando nas algas à esquerda da piscina natural. Não precisou esforço algum - da superfície já foi possível avistar sua sombra nas águas claras do Atalaia. Quando respousei meu corpo flutuando na superfície, eis que de frente já me deparei com os dois tubarõezinhos. Existem vários lugares no mundo que podemos contemplar tubarões com segurança, mas nada é tão intenso e pessoal assim como em Fernando de Noronha.

Filhote de tubarão na piscina natural do Atalaia
Filhote de tubarão na piscina natural do Atalaia

E então? Gostou dessa aventura?! Impressionante a foram na qual podemos interagir com os cardumes e até mesmo com os filhotes de tubarão! Ainda ei de voltar nesse tour para tirar umas fotos com os polvos que costumam estar sempre por lá também! E você? Já esteve no Atalaia? Sentiu vontade de visitar?! Deixa ae um comentário pra gente vai! Abração e até a próxima ;)


Mergulhando com tubarões nas piscinas naturais do Atalaia


Cardumes nas piscinas naturais do Atalaia

Euforonha
Triboju Pousada da Carmô Dolphin Receptivo Atalaia Atlantis Travel Pousada do Zé Maria Pousada da Filó Pousada Estrela do Mar Econoronha e Parque Nacional Marinho Secretaria de Turismo do Pernambuco ICMBIO e Projeto TAMAR

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias