Horseshoe Bend: a curva do Rio Colorado em Page, no Arizona

Hoje venho te convidar a conhecer o HorseShoe Bend, uma curva em formato de ferradura que o Rio Colorado faz nos arredores de Page, no Arizona.

Fala galerinha, tudo na paz? Por aqui tudo joia! Hoje estou aqui para escrever um pouco para vocês sobre como foi a minha experiência visitando o Horseshoe Bend, que resume-se a uma curva em formato de ferradura que o Rio Colorado faz nas imediações da cidade de Page, no Arizona.

Eu conheci esse lugar enquanto aguardava o horário do agendamento que fiz para conhecer o Lower Antelope Canyon, um dos atrativos turísticos mais espetaculares que já tive a oportunidade de conhecer nos Estados Unidos! Nesta matéria vou contar como foi o passeio, quanto tempo investimos, se valeu a pena ou não, vai lendo ai, é certeza que você vai gostar bastante!

Visitando o Horseshoe Bend, no Arizona

No dia anterior ao passeio no Antelope, nós procuramos um lugar pra dormir em Page, contudo os hotéis estavam todos lotados. Eu tive a ideia de procurar alguma área de camping pra passar a noite e seguir com a viagem no dia seguinte, foi quando descobri que o melhor lugar pra dormir nesses arredores é de fato no campground localizado às margens do Lago Powell, sem dúvidas a decisão mais acertada dessa viagem no Arizona.

Trilha para o Horseshoe Bend
Trilha para o Horseshoe Bend

Prometo contar pra você como foi essa aventura de dormir ao ar livre nas margens do Lake Powell em outras matérias, contudo o foco hoje é a ferradura! Na manhã seguinte acordamos bem cedinho, tomamos café em um McDonald's e depois partimos para o lugar de onde saem os passeios para o Canyon Antelope. Nós compramos o tour para as 14hs, então ficamos com a manhã inteira disponível pra realizar algum passeio ou experiência na região, nós não pensamos duas vezes e tocamos para o Glen Canyon National Recreation Area, localizado a cerca de 10 km da entrada para o Lower Antelope Canyon.

Para os viajantes que desejam explorar mais atrações nessa região, eu recomendo muito que se informem mais sobre o trajeto chamado de Grand Circle, que inclui atrações espetaculares em cinco estados norte-americanos (Arizona, Novo México, Colorado, Utah e Nevada), entre as principais atrações podemos citar o Grand Canyon, o Lake Powell, Bryce Canyon e o Horseshoe Bend.

Visita ao Horseshoe Bend

Pra maximizar as alternativas e aproveitar o tempo no seu dia em Page, recomendo muito que você adquira o ingresso para ir ao Antelope Canyon com um dia de antecedência. Marque para próximo do meio dia, pois é a melhor hora para ver os raios de luz entrando pelo canyon. Entre o começo da manhã e próximo da sua visita no interior do Canyon Antelope, faça como eu e vá direto ao Horseshoe Bend, mas lembre-se: a melhor hora pra ver a curva também é próxima ao meio dia, desde que uma parte da curva pode ficar na sombra na parte da manhã (e aí você não terá fotos perfeitas da curva em forma de ferradura).

Horseshoe Bend, no Arizona
Horseshoe Bend, no Arizona

Li na internet inúmeros relatos explicando como funcionava o passeio, alguns blogs chegaram a exagerar ao mencionar que a caminhada era muito pesada e que era preciso fazer uma trilha para conseguir ver a ferradura. Gente, isso é tudo boato viu, pode ser um pouco complicado pra quem tem a locomoção limitada ou então está fora de forma física, contudo é tudo super tranquilo, a caminhada não demora mais do que 15 minutos, sendo que a distância entre o estacionamento e a ferradura é algo em torno dos 2 quilômetros.

Contudo são cerca de 2 quilômetros que serão caminhados sob o sol escaldante de um deserto no Arizona, então use e abuse do protetor solar, leve ao menos uns 2 litros de água por pessoa para o passeio, use roupas leves, proteja-se do sol com um boné ou chapéu e não tenha pressa para chegar na ferradura, desde que em algumas épocas do ano o calor é de fato escaldante.

Qual é o melhor horário para visitar o Horseshoe Bend

Eu visitei antes do almoço, desde que estava tentando otimizar ao máximo o meu tempo na estrada, entretanto se você pensa em gastar mais tempo em Page, acredito que a melhor hora para visitar esse lugar então pode ser entre as 5 e as 6 horas da tarde, quando o sol já consegue iluminar toda a curva do rio e você terá as condições necessárias para admirar o pôr do sol e o espetáculo da mudança de cores que esse momento proporciona.

Curva no Rio Colorado próximo a Page, no Arizona
Curva no Rio Colorado próximo a Page, no Arizona

Eu caminhei por cerca de uns 20 minutos até chegar à beirada do precipício! Que lugar meus amigos(as), que LUGAR! Eu gostei demais de conhecer o Horseshoe Bend, desde que combinou perfeitamente com os momentos oportunos no meu itinerário. Comecei o dia visitando essa ferradura, depois fui pro Lower Antelope e antes do dia acabar já estava no Monument Valley, a fronteira entre o Arizona e o estado do Utah, no meio oeste norte americano.

O que fazer no Horseshoe Bend

Boa parte dos turistas que viajam até Page e optam por conhecer o Horseshoe Bend fazem esse trajeto com o objetivo de registrar fotos impressionantes desse lugar memorável. Contudo é importante lembrar que existem horas do dia que a sombra do próprio cânion pode atrapalhar a iluminação no leito do rio, então prepare-se para visitá-lo na parte da tarde, entre o meio dia e as 6 da tarde. Se o seu itinerário forçá-lo a ir antes (assim como aconteceu comigo), poderá ter o azar de ter sombra e isso vai prejudicar suas fotos com toda certeza.

Barquinhos navegando na curva do Rio Colorado - Horseshoe Bend
Barquinhos navegando na curva do Rio Colorado - Horseshoe Bend

Mas nem só de fotos vivem os visitantes de Horseshoe Bend. Pelo contrário: existem diversas atividades de contemplação que podem ser realizadas nos arredores. Você pode caminhar ao longo de toda a "ferradura" fazer fotos em lugares diferentes, e até subir em pedras que revelam outras perspectivas do mesmo lugar. Se você pretende aproveitar o final do dia por ali, então recomendo que chegue mais cedo pois o lugar costuma estar repleto de visitantes que costumeiramente estão por ali para apreciar o pôr do sol.

Atividades alternativas no Horseshoe Bend

Boa parte dos visitantes desse ambiente inóspito no meio do deserto do Arizona costumam fazer seu deslocamento de carro alugado. Não é mole ficar por conta de um tour guiado que vai te pegar no hotel em Page, você pode querer ficar mais tempo, ou então combinar os passeios com os Antelope Canyons, então a minha recomendação aqui é de fato que você tenha seu próprio veículo.

O que fazer no Horseshoe Bend?!
O que fazer no Horseshoe Bend?!

Existem outras atividades que podem ser reservadas em Page para quem desejar ir além da visitação in loco. Você pode por exemplo fazer um tour de helicóptero (costumam ser em média U$ 159 por pessoa) ou então quem sabe até fazer um tour de rafting pelo rio Colorado, esses últimos podem ser contratados diretamente no centro de boas vindas aos visitantes.

Vou te explicar como faz pra chegar lá: uma vez deslocando-se pela rodovia 89, basta virar à direita na S. Lake Powell Blv, depois virar à esquerda em S. Navajo, para depois fazer uma curva à direita na 6th Avenue, o "CRD" estará logo à frente, neste mesmo bloco.

Sensações e impressões ao chegar no Horseshoe Bend

Esse é o tipo de lugar que você tem que vir com tempo. Faça o planejamento antecipado de sua viagem até Page. Ali tem tanto o que ser visto que acredito ser um grande erro passar por essa região sem tempo ou planejamento adequado, é onde você pode passar vários dias sem conseguir ver tudo que tem por ali. Essa pode ser a combinação perfeita para a sua viagem de aventura até o Grand Canyon, então prepare-se com tempo de sobra pra ficar em Page e conhecer o Lake Powell, os dois Antelopes (Lower e Upper) e também para passar um final de dia contemplando o pôr do sol no Horseshoe Bend, você ainda vai me agradecer por essas dicas :D

Lugar perfeito para combinar com uma visita ao Grand Canyon
Lugar perfeito para combinar com uma visita ao Grand Canyon

Estar no topo do cânion, admirando o Rio Colorado fazendo essa curva tão emblemática lá em baixo a cerca de 400 metros de profundidade é de fato um momento memorável para qualquer viagem ao Arizona.

Concluindo...

Nos últimos anos o BOOM das redes sociais fez com que de fato o HorseShoe Bend entrasse para a relação de lugares a visitar no Arizona, trazendo uma grande quantidade de turistas a um lugar que até anos atrás não era tão visitado quanto é hoje. Esta é uma alternativa muito interessante para o complemento da viagem até o Grand Canyon, ainda mais por seu posicionamento estratégico, entre o cânion mais famoso das Américas e o Monument Valley, outro lugar que não deve ficar de fora do seu itinerário nessa região e tema do próximo post sobre o Arizona e Utah! Curtiu a matéria?!

Deixa seu comentário então!, sem dúvidas ele complementará brilhantemente o resumo da minha experiência no Horseshoe Bend.

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias