Mergulhando em um navio naufragado no Mar Vermelho

Cruzei a fronteira que conecta Eilat (Israel) até a cidade de Aqaba na Jordânia, o principal porto deste país árabe onde investimos três dias de nossa viagem ao Oriente Médio para mergulhar nas águas cristalinas do Mar Vermelho. Nessa primeira matéria confira como foram os dois primeiros tanques, em um navio naufragado e no recife do arco-íris.

Eu queria começar a escrever sobra a Jordânia contando como foi atravessar a fronteira que conecta Eilat a Aqaba, porém quando vi as fotos do que eu fiz nessa cidade banhada pelas águas cristalinas do Mar Vermelho, eu sinceramente decidi pular essa experiência e ir direto ao assunto. Atravessar a fronteira entre esses dois países nesse exato lugar pode ser bem complicado, mas pra nós não existiu problema algum. Fomos de taxi até a fronteira, pagamos pra sair de Israel e caminhamos através da terra de ninguém com a mochila nas costas, na humildade ;)

Chegando ao lado jordaniano da fronteira, trocamos o que tinhamos do dinheiro israelita, ganhamos o carimbo do país árabe e rompemos direto para o balneário dos mergulhadores, uma pequena vila próxima dos melhores sítios, onde existem vários hotéis misturados com lojas de mergulho. E o que a gente foi fazer lá? Mergulhar, hora bolas! Então bora pra água vai!

Navio Naufragado na Jordânia
Navio Naufragado na Jordânia

Mar Vermelho só no nome, pois tudo que eu vi lá era azul, beeeeeem azul por sinal! Nosso primeiro dive foi num lugar chamado Ship Wreck! Isso ae e nada mais: navio naufragado para o primeiro tanque do dia! Bem intenso o lugar! Tanto que eu não tenho palavras que conseguem descrever o vídeo a seguir, quando chegamos próximos da gigantesca embarcação no fundo do oceano.


Ship Wreck - Aqaba - Red Sea - Jordan

O Cedar Pride Shipwreck foi o primeiro point que exploramos em 3 dias mergulhando no Mar Vermelho. Enquanto estávamos em Israel queríamos muito encontrar um lugar bom pra mergulhar, ou alguma operadora de mergulho que cobrasse um preço justo, mas sinceramente decidímos salvar a grana e investir tudo no lado jordaniano da fronteira. Foi a decisão mais certa de toda viagem. Repare na foto a seguir que vibrante as cores desse paredão que encontrei em meu caminho lotado de peixes vermelhos de corais!

Mergulho com cilindro no Mar Vermelho - Jordânia
Mergulho com cilindro no Mar Vermelho - Jordânia

Visibilidade fantástica mesmo com mais de 20 metros de profundidade. O grande Cedar Pride está localizado em uma área próxima da praia, dispensando a necessidade de embarcações para chegar até ao ponto de mergulho, o que consequentemente acaba barateando a brincadeira. As fotos dessa matéria foram registradas com uma câmera GoPro Hero 3+ Silver edition com um filtro vermelho que corrigiu o azul ("tinta") provocado pela profundidade do oceano.

Rainbow Reef em Aqaba - Mar Vermelho
Rainbow Reef em Aqaba - Mar Vermelho

Nós fizemos 5 tanques com a galera do Nemo Dive Center em Aqaba, porém este é um destino no qual poderíamos passar uns 15 dias mergulhando em diferentes lugares e não esgotaríamos todos os sítios oferecidos. Há mais de trinta locais de mergulho em Aqaba, a maioria deles adequados para todos os níveis de experiência. O fundo do mar nos arredores desta que é a cidade mais ao sul da Jordânia é praticamente todo coberto por recifes que se estendem por uma distância com mais de 25kms direto até a fronteira da Arábia Saudita. O recife começa literalmente à beira da praia e se estende como os dedos de uma mão, dividindo-se em canyons com pináculos e declives. Na maioria dos points, quando você encontra-se a apenas 100m da praia, já é possível encontrar profundidades com 50m ou mais.

Navio naufragado em Aqaba
Navio naufragado em Aqaba

O Cedar Pride é um cargueiro libanês que afundou em 1983, e agora é residência de uma grande variedade de fauna e flora marinha. Os mergulhadores podem nadar sob a carcaça do navio, chegando até uma profundidade de 27m. No nosso caso mudamos o itinerário e entramos em uma área onde é possível encontrar um vácuo, uma espécie de bolha de ar presa na carcaça do navio a aproximadamente 20 metros de profundidade. Chegamos a dar uns bons gritos quando colocamos a cabeça nessa bolha de ar, parecendo que estávamos na superfície, mesmo no fundo do oceano - foi uma experiência incrível, e até por sinal arriscada, porém fomos muito bem instruidos a não respirar aquele ar por possuir gases tóxicos (como gás carbônico em excesso). Foi um mergulho rápido, cerca de uns 40 minutos, porém realmente muito intenso!

Depois disso voltamos pra praia, onde nos hidratamos e nos preparamos para um segundo tanque, dessa vez em um sítio bem tranquilo, de corais realmente coloridos, sem corrente, sem uma partícula suspensa no fundo do mar, o nome do lugar é Rainbow Reef, o recife do arco-íris.

Reef do arco-íris na Jordânia
Recife do arco-íris (Rainbow Reef) na Jordânia

Um verdadeiro jardim de corais coloridíssimos! Na montagem anterior é possível perceber pela primeira foto a variedade de cores que esses corais possuem. Todos os lugares ilustrados nessa matéria são referências como ótimos pontos de mergulho onde é muito alta a probabilidade de ver peixe-leão, tartaruga, moréias e até cavalos-marinhos, entretanto nada é melhor do que um vídeo para ilustrar a grande variedade de vida e cores que encontramos nessa oportunidade de mergulho na Jordânia.


Rainbow Reef - Aqaba - Jordan

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias