Omã: o que fazer no Omã! Dicas de viagem para Muscat, Sur e Salalah

Na matéria de hoje eu compartilho informações valiosas para quem está planejando uma viagem para o Omã. Saiba o que fazer no Omã com uma semana!

Fala meu povo! Como vocês estão? Espero que tudo esteja super bem! Hoje vou contar pra vocês como eu descobri na prática o que fazer no Omã durante algo em torno de uma semana de viagem. Eu já até escrevi um pouco sobre a minha viagem para o Omã recentemente, contudo hoje quero contar pra vocês um pouco mais sobre tudo que a gente fez, os passeios que realizamos, como nos deslocamos, pra você ver que de fato vale a pena conhecer essa pérola do Oriente Médio.

O OMÃ entrou em nosso roteiro de viagem por conveniência. Como nosso objetivo era chegar nas Ilhas Maldivas (pagando barato) e utilizando milhas, então percebemos que essa era uma excelente oportunidade para mergulhar em um dos países mais emblemáticos das arábias! Depois de explorar tantos lugares maravilhosos no Irã, um país de origem persa, decidimos que não poderíamos deixar o Oriente Médio rumo ao Oceano Índico sem antes explorar um pouco as maravilhas que estão disponíveis aos visitantes do Omã.

O que fazer no Omã, um país ainda pouco divulgado no Brasil

Você percebe que o lugar não é famoso no nosso país, quando passa uma semana por várias cidades e não escuta língua portuguesa em lugar nenhum. Em 6 dias nós chegamos ao Omã pela cidade de Salalah em um voo da Qatar Airways que saiu de Shiraz, fez uma parada em Doha e seguiu até a cidade mais ao sul do Omã, a belíssima região de Salalah, já próximo da fronteira com o Yemén.

O deserto, praias e oásis de Salalah

O que fazer no Omã
Bimmah Sinkhole próximo a Sur, no Omã

Desembarcamos no aeroporto de Salalah e alugamos um veículo para conhecer a região. De fato não existe melhor forma pra explorar os arredores de Salalah do que com um veículo alugado. Conseguimos alugar um carro muito novo diretamente na chegada ao aeroporto por cerca de 30 euros a diária. A hospedagem também não foi muito cara e ficamos muito bem localizados no coração da cidade em um apartamento completo com dois quartos.

Dromedários nas praias de Salalah, no Omã
Dromedários nas praias de Salalah, no Omã

Se no Irã nós fazíamos conta em centenas de milhar, no Omã então contávamos os centavos, desde que a cotação de cada rial omaniano custa em média 10 reais brasileiros. Contudo não se assuste assim como eu me assustei quando vi a cotação no Omã, a moeda é super forte, no supermercado é possível comprar muito com poucos centavos e de fato é muito bom saber que esse lugar é tão lindo quanto acessível financeiramente.

Como conseguir o visto para o Omã

Para visitar o Omã os brasileiros podem requerer o visto na chegada ao aeroporto. Super fácil! Você chega, paga pelo visto (pode ser em dólar ou euro) e ganha um sorriso do fiscal de imigração. Simples assim! Pode ser interessante também chegar com uma reserva de hospedagem válida. Essa dica ai é algo que eu uso em todo país que visito.

Em meio a um deserto cheio de dromedários no Omã
Em meio a um deserto cheio de dromedários no Omã

Uma vez devidamente legais nesse novo destino, com carro e casa pra morar, o jeito foi ir conhecer o que tinha nos arredores de Salalah né! As primeiras impressões foram espetaculares!! Um visual sensacional no primeiro passeio de carro, com direito a muitos dromedários, penhascos e praias intocadas.

Contudo é bom ficar esperto nessa região, rota para a fronteira com o Yemen, bate aquele sentimento meio que de terra de ninguém em alguns lugares. Parece que é bem comum ver pessoas nos arredores de Salalah enfiadas em buracos no meio do deserto, é bom ter bastante cautela ao chegar de carro em qualquer lugar que tenha gente. Para ir até as praias de Salalah, ao menos para conhecer as mais bonitas, recomendo ir até a região de Fazayah Beach, acessível de fato só com carro alugado.

Fazayah Beach em Salalah - Omã
Fazayah Beach em Salalah - Omã

Essa praia fica a cerca de 56km do centro de Salalah e acredite se quiser: visitando este lugar, você estará a apenas 100 km da fronteira do Yemen, um dos países mais fechados do mundo!! Você pode optar também em ir na direção contrária à Fazayah Beach, rumo à cidade de Taqah, lugar que também tem praias muito bonitas. Mas uma vez no Omã meu amigo(a), eu recomendo mesmo que você seja (assim com fui), um caçador de oásis!

Os Oásis do Omã

Depois de conhecer praias e paisagens incríveis, de vivenciar a rotina da vida real em Salalah, nós optamos por conhecer Taqah e suas praias, nós fomos explorar os oásis (ou Wadis) que existem nos arredores de Salalah. Ali a gente viu uma das paisagens mais lindas da viagem quando visitamos o Wadi Darbat, de fato um lugar que não está listado nos guias tradicionais de turismo no Omã.

Wadi Darbat, próximo a Salalah, no Omã
Wadi Darbat, próximo a Salalah, no Omã

Ainda conhecemos outros o oásis de Ayn Razat, também pertinho de Salalah antes de pegar um ônibus noturno rumo à capital do Omã, a cidade de Mascate. Uma vez em Mascate, descemos no aeroporto mesmo e alugamos outro carro. Nosso destino?! A cidade de Sur, que localiza-se a cerca de 200 quilômetros da capital. No nosso caminho aproveitamos para conhecer um lugar muito interessante, uma piscina natural gigantesca chamada Bimmah Sinkhole..., putz que lugar iradissimo!

Sur, Bimmah Sinkhole, Wadi al Shab e Wadi Bani Khalid

Não ficamos mais do que um final de tarde no Sinkhole, desde que nosso objetivo era explorar os dois oásis mais famosos do Omã: Wadi al Shab e Wadi Bani Khalid. Quando você percebe que esses são lugares únicos no planeta, você passa a entender que de fato uma viagem ao Omã merece esse momento especial de exploração da natureza única e tão monumental nesta região.

O que fazer no Omã: visitar o Wadi al Shab
Wadi al Shab

Nós ainda conhecemos outros lugares, de fato alguns oásis que sequer aparecem em posts brasileiros, são lugares que a gente foi conhecendo meio que de sopetão, com a ajuda de nossa intuição viajante, fomos descobrindo pequenos vilarejos no meio desses Wadis, de fato onde a experiência começou a ficar monumental!

No caminho entre Muscat e Sur, logo depois do Bimmah Sinkhole, nós visitamos essa pequena cidadezinha chamada Tiwi. Subimos com o carro até onde foi possível e chegamos em um vilarejo muito humilde localizado no meio de um Wadi, uma verdadeira fenda no meio do deserto. Ali a gente contratou um menino por alguns riales e ele nos levou a cada piscina natural espetacular, no meio do nada, sem estrutura turística, intocado pelo mão esmagadora do turismo de massas!

Concluindo

o que fazer no Omã - Wadi Tiwi, no Omã
Foto no Wadi Tiwi, no Omã

Visitamos lugares que não estão no tradicional roteiro turístico de brasileiros viajando pro Oriente Médio. O povo só pensa em Dubai, Doha, Abu Dhabi, mas gente a verdadeira beleza dessa região do planeta está de fato, fora das grandes metrópoles!

Se você pensa em conhecer esse país e pretende entender um pouco sobre o que fazer no Omã, uma coisa é certa: foco nos oásis e você vai ter uma das viagens mais espetaculares de toda vida! Você já conhece esse país maravilhoso? Tem alguma dúvida? Complemente esta matéria deixando seu comentário na caixa que vem logo a seguir ;)

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias