Projeto Hippocampus em Porto de Galinhas

Confiram como foi a visita a este projeto que visa o estudo da biologia, cultivo e preservação de cavalos-marinhos brasileiros atuando para a perpetuação das espécies que habitam o manguezal de Maracaípe.

Logo depois do nosso almoço de reconhecimento do Best Western Vivá Porto de Galinhas, partimos juntamente com a galera da Luck Receptivo para uma das atrações daquela tarde - o Projeto Hippocampus no município de Ipojuca. O ponto alto desta visita é ter a oportunidade de conhecer um pouco sobre as principais espécies de peixes e cavalos-marinhos que existem no litoral de Porto de Galinhas.

Ao adentrar as dependências do Projeto Hippocampus o visitante é convidado a mergulhar no mundo submarino através dos vários áquarios com água salgada nos quais as espécies podem ser contempladas - é cada cavalo-marinho lindão!!!, vai lendo...

Projeto Hippocampus em Porto de Galinhas - PE
Projeto Hippocampus em Porto de Galinhas - PE

Eu amo ver esses animais no fundo do oceano, livres para poder competir por seu espaço na cadeia alimentar, mas boa parte das espécies existentes no Hippocampus correm risco de desaparecerem das águas da região! A grande maioria dos cavalos-marinhos que nascem em cativeiro não conseguem se adaptar novamente ao meio natural em que vivem. Nessa região de Pernambuco existe o Pontal do Maracaípe, um lugar especial, verdadeiro berçário para os cavalos-marinhos que nadam até o mangue no encontro do Rio Maracaípe com o Oceano Atlântico, onde podem se reproduzir com segurança e consequentemente ter mais chances de evoluir posteriormente para a vida em alto mar.

E o que foi que eu vi de mais legal? Ahh foram muitos animais INCRÍVEIS - a começar por uma sequência dupla de moréias (uma verdadeira e outra falsa - também conhecida por Mututuca), também investi alguns minutos fotografando um Baiacú-Açu, alguns peixes-palhaço (ou nemos) e um peixe-gato.

Vários aquários com espécies típicas da região
Vários aquários com espécies típicas da região

Mas a estrela desse projeto é ele: o cavalo-marinho. Eles, a propósito, pois são vários, de diferentes cores e tamanhos, presentes na grande maioria dos aquários do Hippocampus!

Belo cavalo-marinho no projeto Hippocampus
Belo cavalo-marinho no projeto Hippocampus

A história dos cavalos-marinhos é cercada por romance, drama, dor e solidão. São alguns dos poucos seres vivos existentes no planeta que não traem seu parceiro sendo fiéis até o último dia de suas vidas. Quando o parceiro chega ao final da vida então o cavalo-marinho viúvo entra em estágio de profunda depressão, a ponto de vir a falecer também pela falta do companheiro.

Cavalos-Marinhos do Projeto Hippocampus em Porto de Galinhas
Cavalos-Marinhos do Projeto Hippocampus em Porto de Galinhas

Um dos grandes problemas da exploração turística na região dos manguezáis do Pontal de Maracaípe é justamente a forma na qual vários janguadeiros agiam em um passado não muito distante, sem nenhuma instrução prévia eles acabavam contribuindo para o crescente risco de queda da população de cavalos-marinhos, pois partiam para o mangue, mergulhavam com snorkel em busca de cavalos marinhos presos a pontas de galhos e capturavam as espécies em vidros para a apreciação dos turístas - essa prática ainda é executada até os dias atuais, mas só que hoje existe a instrução.

Uma característica fundamental para a vida do cavalo-marinho é sua capacidade de se camuflar em seu habitat natural para inibir a ação dos predadores. Quem mergulha com frequëncia e já viu esses animais livres na natureza já pode ter tido a oportunidade de observar a forma na qual eles se amarram com suas caudas nas raízes dos manguezais e ficam estáticos como se fizessem parte delas - a falta de instrução no passado fez com que vários desses animais fossem mutilados ao serem retirados do fundo das águas do mangue, por conta da sua cauda que quando presa não se solta com tanta facilidade - hoje graças ao Projeto Hippocampus a exploração turística da região acontece de forma consciente e existe a possibilidade da perpetuação das espécies que habitam os entornos do litoral de Porto de Galinhas.

A seguir vocës podem conferir algumas breves palavras de um dos colaboradores deste projeto, proferidas enquanto visitávamos os aquários do Hippocampus:

Serviço

Projeto Hippocampus
Horário de visitação: De terça-feira a domingo das 09:00 às 13:00 e 14:30 às 17:00
Entrada de terça-feira a domingo das 09:00 às 13:00 e 14:30 às 17:00
INGRESSO R$ 4,00 por pessoa;
INSENTOS: Crianças até 1,20 m, Adultos acima de 60 anos e Escolas píblicas (agendar)

Luiz Jr. Fernandes viajou para Porto de Galinhas - PE a convite da Associação dos Hotéis de Porto de Galinhas (AHPG), Secretarias de Turismo do Pernambuco e Ipojuca.

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias