Entre leões e tubarões em Providência [parte 2]

Mergulhamos nas águas do mar caribenho de Old Providence durante 3 dias com Ignácio Cabezza, o irmão de Felipe Cabezza, que nos conduziu nas profundezas do oceano matando todo e qualquer peixe-leão que visse pela frente e alimentando os tubarões galha-preta.

Partímos no outro dia pela manhã para nossas últimas experiências nas águas cálidas e transparentes do Mar do Caribe que banha a ilhota de Providência, um território insular colombiano que efetivamente está localizado mais próximo da Nicarágua do que da Colômbia. Seria a última oportunidade de apreciar a estratégia dos Cabezza, tentando colocar o peixe-leão (Pterois volitans) definitivamente no cardápio dos tubarões galha-preta.

Último dia de mergulhos em Providência
Último dia de mergulhos em Providência

E lembro-me bem do nome destes dois sítios de mergulho: o primeiro tanque foi em Confusion e o segundo em Connolle e ficou marcado na minha memória justamente pois são realizados em lugares bem confusos. Começamos pulando na água e afundando rapidamente, o mergulho seria de uns 45 minutos como costume, mas com uma diferença no mínimo interessante, iríamos passar entre uns paredões submarinos que eram realmente gigantescos, demoramos alguns minutos para conseguir passar por eles e realmente foi uma experiência confusa, mas vamos direto ao assunto: SHARK FEEDING, ou em belo pt-br alimentando tubarões. Essa seria uma pratica segura!? Quais os riscos de pular na água com os Cabezza? Vamos aos fatos que aprendemos por lá.

Tubarões galha-preta atiçados esperando pela refeição
Tubarões galha-preta atiçados esperando pela refeição

Existem diversos órgãos não governamentais que defendem a idéia de exterminar com o peixe-leão nos lugares em que ele não é nativo, consequentemente não possuindo predadores naturais, porém a questão é como fazer isso. Muitos recriminam a prática dos Cabezza, acreditando que a forma mais sensata de exterminar com a população dos peixe-leão não deve ser matando-os e dando de comer aos tubarões - essa prática é condenada por diversos grupos, fóruns e até certo ponto discriminada também no meio acadêmico. Em um primeiro momento pois um peixe-leão fêmea é capaz de liberar mais de 2 milhões de ovos por ano, produzindo cerca de 25.000 ovos a cada 4 dias em seu ciclo de procriação. Já imaginaram quantos peixes os Cabezza teriam que matar? Quantos mergulhos seriam necessários para aniquilar a população crescente de forma descontrolada? E seriam os tubarões adeptos ao sabor do peixe-leão mesmo enquanto vivo?

Fato é que os tubarões amam os peixes mortos, o odor do peixe os seduz, eles acabam sendo uma excelente e gordurenta refeição para os galha-preta. Este é o tipo de peixe que vive apenas para comer e desovar, ele extermina com todos os tipos de peixes dos mais variados cardumes, colocando a população de várias espécies no caminho da extinção. Quem lê nossas matérias sobre mergulhos sabe o quanto tem sido difícil encontrar cardumes gigantescos (assim como os que encontramos facilmente em Noronha) em várias outras regiões do mundo.

Matando o peixe-leão e dando de comer para os tubarões
Matando o peixe-leão e dando de comer para os tubarões

E antes que desembarquem de vez aqui na costa brasileira, eu espero que o trabalho dos Cabezza continue sendo realizado a todo vapor. Já tem-se notícias de que em Arraial do Cabo foi avistado um peixe dessa espécie..., em Fernando de Noronha não há indícios ainda, porém é preciso haver um monitoramento constante e construido um plano de controle dessa espécie, caso consiga chegar definitivamente e se estabelecer no litoral do nosso país.

A galera do Felipe Diving Shop em Providência - Colômbia
A galera do Felipe Diving Shop em Providência - Colômbia

Essa matéria marca o fim dos relatos sobre os mergulhos que realizei em Providência com a equipe de Felipe Cabezza, que nessa ocasião estava comandada por seu irmão, Ignácio Cabezza, que é O CARA a ser procurado por quem está indo mergulhar e quer experimentar a adrenalina dos mares providencianos. Um grande abraço a essa galera toda :) e se você quer ler mais matérias sobre esse assunto não deixe de consultar os outros posts sobre os leões e tubarões de Old Providence.

Assista aos vídeos deste mergulho!


Garoupa gigante em Providencia


Tubarão comendo peixe-leão em Providência


Exterminando com a praga dos peixes-leão em Providence

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias