Navegando pelas águas da Baía de Halong no Vietnã

Este foi um dos principais objetivos pelo qual decidi conhecer o Vietnã - depois de desembarcar em Hanói e ter um dia para adquirir as primeiras impressões, fiz uma roadtrip até essa região, considerada Patrimõnio Mundial da Humanidade pela Unesco. Confira como foi a minha visita, meu passeio de barco e o tour por uma das mais belas cavernas dessa região.

Desembarquei em Hanói e não tive muito tempo para agregar mais atividades às minhas primeiras impressões sobre o Vietnã e já cai logo na estrada rumo a um dos motivos pelos quais eu decidi conhecer esse país: conhecer e navegar pela impressionante Baia de Ha Long, um dos Patrimônios Mundiais da Humanidade decretado pela UNESCO e um dos motivos que mais atraem turistas de todo o planeta até a capital do Vietnã, portão de acesso para quem deseja conhecer e navegar nas águas dessa baía, comer umas ostras frescas e apreciar a paisagem.

Chegar até Ha Long Bay não é uma das façanhas mais fáceis de ser executada. São cerca de 170 kilômetros da capital em algumas rodovias bastante movimentadas partindo bem cedinho de Gia Lam em Honoi e chegando em Bai Chay, já no município de Ha Long. O problema é justamente o tempo que é gasto para fazer a roundtrip, que demora cerca de 4 a 5 horas em cada direção, com direito a uma parada para comer em um restaurante no meio do caminho. É bastante cansativo mas a paisagem é muito recompensadora, sem contar os fatos culturais e toda a história que está envolvida com esse destino vietnamita.

Navegando pela Baía Halong - extremo norte do Vietnã
Navegando pela Baía Ha Long - extremo norte do Vietnã

O custo da viagem gira em torno dos $120.000 Dong e existem várias atividades anexas que podem ser realizadas uma vez em Ha Long, uma delas, bastante popular é o passeio de caiaque, que pode ser realizado por uma ou duas pessoas e que vale bastante pelas paisagens que podem ser descobertas pelos viajantes. Infelizmente na oportunidade que tive de visitar essa região do Vietnã estava fazendo muito frio e o tempo estava fechado, então preferimos ficar apenas no passeio de barco e visitamos uma das cavernas mais populares dessas montanhas que brotam do fundo do oceano, arranhando os céus da Baía. Por estar localizada no extremo norte do país, nos dias de céu aberto é possível avistar o território chinês (!!!).

Outra experiência bastante interessante que pode ser realizada na Baía de Ha Long é simplesmente investir um tempo para degustar algumas das frutas típicas do país, ou se aventurar nos frutos do mar, que são extremamente econômicos. Aproveitei bons momentos para simplesmente apreciar a paisagem e sentir o vento frio batendo em meu rosto, respirar o ar puro da região e esquecer um pouco o caos da capital Hanoi.

Vendedores de frutas, peixes e mariscos; caiaques para alugar
Vendedores de frutas, peixes e mariscos; caiaques para alugar

É difícil encontrar viajantes que exploram a região de maneira independente. A melhor forma mesmo é pesquisar pelos pacotes turísticos oferecidos na capital e tentar encontrar a melhor solução de custo X benefício para as experiências que serão adquiridas. Para o meu caso a melhor solução foi realmente adquirir o pacote de um dia completo pois teria apenas 3 dias nessa região do Vietnã, seriam então dois dias completos em Hanoi e um dia investido na Baía de Halong. Foi muito cansativo e cheguei de volta ao hotel já tarde da noite.

Ao planejar uma viagem a HaLong Bay é importante ter em mente que os melhores meses são de março a junho, quando é possível pegar o tempo aberto, sol e temperatura agradável. De junho a setembro é baixa temporada, então pode ser fácil encontrar bons descontos para fazer os passeios (de barco ou caiaques), mas é bom ficar esperto pois esta também é a época de chuvas torrenciais. Outubro e novembro voltam a ser alta temporada e ainda é possível desfrutar desse destino com céu azul ensolarado. Já em dezembro começa a esfriar mas o tempo ainda está seco, e nos meses de fevereiro e março o clima fecha o céu fica cinza e frio se acentua um pouco mais, justamente na época do ano que consegui realizar essa viagem pro Sudeste Asiático.

beleza das montanhas que brotam do oceano
Pirado para a beleza das montanhas que brotam do oceano

Sem dúvidas o que mais atrai os visitantes é a possibilidade de navegar na baía e explorar algumas das cavernas que são abertas para visitação pública. Mesmo com um dos dedos do pé contundido, ainda fiz questão de caminhar pelas escadarias que levam até ao interior da Caverna Dong Thien Cung, e consegui apreciar a beleza natural de seu interior, fazendo incríveis registros fotográficos das estalactites iluminadas em tons de azul, laranja, vermelho e amarelo, o que fazia com que as fotos ficassem realmente bem impressionantes.

Caverna Dong Thien Cung
Caverna Dong Thien Cung

Em alguns momentos eu devo confessar que acreditei que a iluminação tirava a beleza natural do interior da caverna, mas por outro lado eu conseguia realmente me surpreender com a beleza que as luzes proporcionavam para os lugares mais interessantes no trajeto que realizei no interior da Dong Thien Cung Cave.

Uma das mais belas cavernas da Baía de Halong
Uma das mais belas cavernas da Baía de Ha Long

Outra recomendação bem importante para quem deseja planejar uma viagem até Halong Bay é justamente com relação ao período do ano escolhido - se você optar por visita-la na alta temporada então vai encontrar esse lugar completamente lotado por turistas vietnamitas. Acredite que essa Baía está para os vietnamitas assim como o Cristo Redentor no Rio de Janeiro está para os brasileiros - esta é a principal atração turística do país e se você não quer perder tempo ficando horas parado em filas para entrar nas cavernas e não curte muito fotografar lugares disputando espaço com o povão, então faça como eu e vá na baixa temporada (carnaval aqui no BR).

Iluminação da caverna proporciona imagens impressionantes
Iluminação da caverna proporciona imagens impressionantes

No fim das contas valerá bastante o investimento! Para os viajantes que possuem tempo disponível recomendo que façam esse passeio de modo independente: seja com um carro alugado, usando os mini-bus ou até de trem de carga (10 dólares one-way desde Hanói), o que importa mesmo é conhecer mais esse Patrimônio Mundial da Humanidade. E se você realmente possui tempo disponível então invista em um passeio de barco mais interessante: existem várias modalidades de tours que podem ser agilizados na própria Baía de HaLong, desde passeios de um dia (assim como o que realizei) até cruzeiros noturnos de luxo. Curtiu essa matéria? Na próxima sobre o Vietnã já fica o convite para conhecer um pouquinho melhor a caótica capital Hanói.

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias