7 erros que cometi ao viajar sozinho e que você deve evitar

Nem sempre viajar sozinho é a melhor alternativa, contudo não é por falta de acompanhantes que vamos deixar de conhecer o planeta, concorda?!

Mais um dia que nasce e a vontade de viajar dentro da gente nunca diminui. Pelo contrário, só aumenta! Em certos casos aumenta tanto que acabamos comprando um ticket novo de avião sem muito tempo para convidar alguém ou planejar a viagem melhor com um grupo de amigos. E aí você vai viajar sozinho. Não tem outro jeito, né não? Afinal de contas não dá pra ficar adiando os nossos sonhos por conta única e exclusivamente da falta de amigos pra viajar conosco, o tempo urge e a sapucaí é gigante!

Já viajei "sozinho" inúmeras vezes, isso é claro se você considerar que estar sozinho, na realidade quer dizer que você está saindo da origem, visitando um novo destino e voltando pra origem, sem ninguém ter ido ou voltado com você, é óbvio que nunca se está sozinho em uma viagem, só se quiser realmente.

Do começo ao final do novo tour você estará em contato com novas pessoas, exposto à realidade de celebrar novas amizades, se estiver disposto poderá tecer vários relacionamentos com pessoas que até então jamais pensaria que poderia encontrar no mundo. Por outro lado poderá criar uma viagem mais introspectiva e se relacionar menos com outras pessoas, mesmo assim sempre terá alguém por perto...

Erros e acertos viajando sozinho

Quero hoje compartilhar contigo um pouco das minhas reflexões enquanto estive viajando sozinho, mais especificamente, gostaria de ressaltar algumas das desvantagens que encontrei enquanto viajava só, e como isso pode afetar o bom andamento de todo passeio.

São ações que reconheci hora ou outra que realizei da maneira incorreta por estar sozinho e que podem ser evitadas com simples atitudes, acredito que podemos melhorar bastante em alguns dos tópicos que relaciono a seguir. Confira quais foram os meus erros e como evitá-los ao optar por pegar a mala/mochila e sair por aí sozinho mundo afora.

7 - Viajar sem planejamento prévio

Viajando sozinho no México
Sozinho no México, não planejei para visitar os melhores lugares, porém tive sorte

Sem planejamento você está à mercê do que vier pela frente. Pode ser bom, pode ser ruim, de fato a sorte é ser sempre algo novo! Contudo, quando você tem um planejamento estruturado antes da viagem, quando você pesquisa os preços, estuda as atividades que deseja realizar, marca os pontos turísticos que deseja conhecer, estuda as formas de chegar até esses lugares da maneira mais econômica e objetiva possível, na verdade fazendo tudo isso estaremos sendo mais espertos ao reconhecer nossas metas, estruturá-las e por fim tentar ter condições de realizar tudo com total segurança e objetividade.

Quer um exemplo legal? Já cheguei em lugares onde não era possível encontrar um lugar bom pra se hospedar sem ter a reserva pré agendada. Outro exemplo? Já tive que tentar pegar carona pra conseguir chegar em aeroporto bem antes da hora, justamente por não ter estudado antes na internet que o custo dos táxis pro aeroporto eram altíssimos e simplesmente não tinha como chegar de outra forma (em Kona, no Hawaii, por ex...). Se você planeja, estuda e encontra relatos positivos daquilo que deseja realizar, basta "seguir o script" que o sucesso será uma consequência do bom planejamento.

6 - Não seguir um plano de ações nos destinos

Planejamento de viagem
Em playa del carmen, sem planejamento acabei em uma praia sozinho repleta de algas

De nada vai adiantar realizar o tópico anterior com sucesso sem seguir os planejamento prévio. Tem que estudar, fazer a lição de casa e depois executar na prática no destino em questão. Eu perco (ou invisto) vários dias antes de realizar uma viagem estudando o destino com as ferramentas que tenho à minha disposição na internet. Marco lugares onde quero visitar com a ajuda do Google Maps, visito virtualmente hotéis que desejo conhecer ou me hospedar, leio cardápios nos sites de restaurantes, uso diversas ferramentas da internet para ler relatos, comentários e testemunhos de pessoas reais sobre os lugares que quero conhecer.

Quando vou executar a viagem, fico muito satisfeito quando percebo que estou realizando meu planejamento de maneira intuitiva, por ter obtido o prévio conhecimento, domino o destino e viajo de maneira mais satisfatória. Boa parte dos erros que cometi quando viajei sozinho foram relacionados a não seguir meus planejamentos de viagem. Quase sempre acabo perdendo tempo ou fazendo coisas que não são relevantes para as memórias ao desviar meu foco dos planejamentos. Vale a pena tentar isso na sua próxima viagem.

5 - Confiar demais (ou de menos) em estranhos

Tecendo novas amizades ao redor do mundo
Tecendo novas amizades ao redor do mundo

Tá aí algo que é meio complicado. Eu já confiei em estranhos no meio de vilas africanas no cair da noite para me levarem a lugares que eu sequer sabia onde eram. E tudo deu super certo. Contudo já confiei em vendedores e fui enganado, acreditei em taxistas que fizeram o caminho mais longo com um sorriso camarada no rosto, me vi perdendo dinheiro em lugares onde pensava que nunca poderia perder, tem que ser esperto demais nesse quesito.

Com o advento da internet, ficou fácil conhecer novas pessoas através de redes sociais e sites de relacionamentos. Existem inúmeras formas para se relacionar com novas pessoas em uma viagem, você pode dormir na casa de uma família usando o AirBnb, é possível encontrar hospedagem grátis para dormir nos sofás do CouchSurfing, é possível conhecer pessoas do destino antes mesmo de estar pelos grupos do Facebook, e por aí vaí. Quem garante que todas as pessoas serão confiáveis?

É preciso ter uma dose extra de cuidado e planejamento avançado ao decidir se relacionar com novas pessoas ao redor do mundo, você pode encontrar um novo melhor amigo no destino a ser visitado, ou então pode acabar se hospedando na casa de alguém que vai tentar te roubar, ou prejudicar a sua viagem. Sabe como é, planejamento demais, nunca é de menos ;)

4 - Ter poucas alternativas financeiras

Viagem sozinho pelos Estados Unidos
Viagem sozinho pelos Estados Unidos

Já me vi em lugares remotos sem conseguir sacar dinheiro nas minhas contas bancárias, com os cartões bloqueados, sem ter como fazer transações financeiras por ter esquecido de liberar o cartão para uso no exterior. Já me vi sem dinheiro local, sem condições de trocar meu dinheiro pelo dinheiro local.

Uma vez um caixa eletrônico engoliu meu cartão e não devolveu. Já vi amigo meu viajar com um bolo de notas de reais sem conseguir trocar o real pela moeda local. Vi e experimentei de tudo com relação a finanças em viagens internacionais. Sério, já tive até cartão de crédito clonado. Esse é um dos pontos mais delicados em qualquer viagem, pois toca fundo no seu bolso e pode de fato bagunçar a sua vida.

Esse é um dos piores tópicos para quem viaja sozinho. Quando você tem um amigo, ou viaja com a pessoa que você ama, pode facilmente resolver esses problemas com a ajuda do seu companheiro(a) de viagem, entretanto quando você está sozinho e consegue se ver em uma situação que complica a sua parte financeira, bom, aí é preciso sentar, pensar por alguns momentos, tentar contato com o seu país, sua instituição bancária e até seus familiares.

3 - Síndrome da esquizofrenia

Viajando sozinho em Noronha
Sozinho vivendo coisas espetaculares em Noronha

Tá aí algo que eu me pego pensando direto! Será que eu posso ser um pouco esquizofrênico? Às vezes a imersão nos destinos é tão grandiosa quando viajamos sozinhos que podemos até acreditar que estamos sendo vítimas da esquizofrenia, desde que tecemos relacionamentos que só nós conhecemos, realizamos experiências que só nós mesmos vivenciamos, aprendemos o valor de cada atividade que na maioria das vezes ninguém da nossa família ou nossos amigos jamais teriam condições de realizar. Tem hora que me pego conversando sozinho em outras línguas, fico observando as pessoas ou as paisagens como se tivesse amigos invisíveis, converso comigo mesmo.

Tudo isso pode ser meio que coisa de doido né!? Mas é tipo uma síndrome que a gente vai desenvolvendo quando viajamos sozinhos frequentemente. A falta de uma pessoa ao seu lado para compartilhar suas experiências pode fazer com que a felicidade não seja plena, mesmo estando em lugares incrivelmente espetaculares.

2 - Pra quando me separar das bagagens

Mochilão sozinho no México
Mochilão sozinho no México

Outro grande problema que acontece comigo quando viajo só é esse receio de me separar das minhas bagagens. Já pensou em ir pro Rio de Janeiro, levar a sua bolsa com uma câmera pra praia. Chegar lá e largar a bolsa na areia e ir dar um mergulho no mar!? É possível que a bolsa "se perca" em fração de segundos, concorda? Outro problema é levar o seu notebook lotado de arquivos e informações importantes para a sua vida e deixá-lo em um quarto de hotel (ou de hostel, pior se for compartilhado com 20 camas...).

Sempre me pego meio com paranoias por conta dos lugares que visito e tenho que deixar meus objetos pessoas desacompanhados. A coisa fica bem pior quando penso no quesito financeiro. Já pensou em visitar Miami Beach, ficar hospedado em um hostel e ter que levar uns 3.000 dólares em espécie com você pra viagem? Onde raios você vai largar esse bolo de notas? Isso é sempre um grande problema pra quem viaja sozinho, tento sempre levar o mínimo de dinheiro possível (aí caio no problema do tópico número 4), ou então com cartões de crédito diferentes e vários tipos de moeda forte (euros, libras, dólares).

Acredito muito que a hospedagem é um agente divisor de águas na viagem. Se você se hospeda em um lugar confiável, vai poder largar toda sua bagagem acreditando na segurança do seu hotel, hostel, resort ou qualquer tipo de alternativa de hospedagem. Caso você não confia, vai ficar preocupado, vai sempre ficar pensando que pode acontecer algo com seus itens de valor e isso vai impactar negativamente na sua experiência. Opte por lugares que oferecem cofres eletrônicos, lockers, ou qualquer tipo de lugar onde você possa lacrar com seu próprio cadeado e vá curtir o destino desencanado ;)

1 - Não ter com quem compartilhar um final de dia lindo

Contemplando um pôr do sol solitário
Contemplando um pôr do sol solitário

Isso dói bastante, principalmente quando você tem alguém com quem gostaria de dividir os bons momentos da sua vida. Estar em um destino paradisíaco, no finalzinho de um dia repleto de atividades espetaculares, acaba batendo aquela solidão na hora de curtir o pôr do sol.

Tá certo que hoje a internet conecta as pessoas em extremos do planeta, mas nada melhor do que apertar forte a mão de alguém que você gosta ao ver o céu mudando de cores num pôr do sol, ou então brindando com seu melhor amigo(a). Eu acho que a pior parte de viajar sozinho é não poder compartilhar dos melhores momentos com quem você gosta de verdade.

Bônus (meu maior erro): não prestar a devida atenção aos menores detalhes da viagem


Fazendo amizades na Polinésia Francesa

Já percebeu que quando viajamos em grupo, ou com alguém que gostamos muito, quase sempre conseguimos obter outra visão do mesmo lugar? Um amigo pode te apontar para uma paisagem até então não percebida, ou um enquadramento de foto que pode ficar muito show. Você pode ser alertado da presença de um animal exótico pela namorada(o) ou pelo sua esposa(o) ou ainda pelos filhos! Viajando sozinho ficamos mais aéreos, podemos deixar "passar batido" vários detalhes que fariam a verdadeira diferença no final do passeio.

Concluindo, acredito que o importante é sempre estar em movimento. Se não der pra levar alguém junto, ao menos é bom ficar de olho nesses tópicos para fazer com que a viagem solitária seja realizada com exímia perfeição e eficácia, concorda? Tem alguma dica pra quem vai viajar sozinho? Seu comentário é sempre muito bem vindo!

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias