O governo norte-americano divulgou no último dia 03/01/2010 uma nova “Emergency Amendment” nº 1546-09-01D, sem data de expiração, na qual foram atualizadas as medidas de segurança que devem ser implementadas nos voos para os Estados Unidos.

De acordo com a versão final dessa norma, antes do ingresso dos passageiros na aeronave, a companhia aérea deve, segundo os critérios definidos pela TSA:

  • Inspecionar os passageiros – com o uso de bastões detectores de metais –, seus sapatos e pertences de mão no portão de embarque (abrangendo a maioria dos passageiros e constantemente);
  • Assegurar que substâncias líquidas ou em gel e tubos de aerosol sejam transportados de acordo com os limites vigentes.

Mantém a proibição de os passageiros serem informados a respeito da posição da aeronave sobre cidades norte-americanas enquanto o avião sobrevoar o espaço aéreo dos EUA e o procedimento já praticado em relação à permanência de todos nos respectivos assentos e sem qualquer objeto no colo quando a tripulação assim o determinar.

Estão isentos desta norma apenas chefes de Estado e de governo, embaixadores dos Estados Unidos, representantes permanentes das Nações Unidas, Organização dos Estados Americanos, bem como seus respectivos cônjuges e filhos.

Autor
Luiz Jr. Fernandes
Luiz Jr. Fernandes
Sou um analista de sistemas, fotógrafo, autor deste blog e viajante profissional. Já conheci mais de 70 países em todos os continentes do mundo. As minhas matérias são 100% exclusivas, inspiradas em experiências reais adquiridas nos destinos que visito. Obrigado por ler e acompanhar o meu trabalho.
Comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.