Fala gente! Tudo na paz com vocês?! Espero que sim! Hoje estou escrevendo para trazer informações interessantes sobre uma stopover em Dubai que realizei tempos atrás, quando fiz a minha viagem para as ilhas Maldivas.

Nesta oportunidade eu viajei com a Emirates do Brasil para o Irã na primeira perna da viagem, contudo tive um tempo livre em uma “layover” na cidade de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Eu poderia ter ficado no aeroporto mesmo, afinal de contas é um dos maiores do mundo.

Contudo meus amigos e eu tivemos a ideia de dar um pulinho para ver o maior prédio do mundo antes de embarcar para Teerã, nada mau né?!

Stopover em Dubai

Antes de mais nada a primeira pergunta a ser respondida deve ser a seguinte: stopover em Dubai precisa de visto?! Não, não precisamos, foi só passar na imigração e mostrar o passaporte brasileiro e o boarding pass para o próximo voo que aconteceria em algumas horas.

O oficial de imigração informou que o tempo era curto contudo era suficiente para ver o Burj Khalifa ou conhecer o Burj Al Arab, localizado em Sunset Beach.

E lá fomos nós, pedimos um Uber após a imigração…., opsss, mas antes um acontecimento inusitado que ocorreu logo no momento em que eu estava prestes a sair do aeroporto.

Ver o Burj Khalifa numa conexão em Dubai / stopover em Dubai
Ver o Burj Khalifa numa conexão em Dubai

Logo após receber o carimbo no passaporte nós passamos as bagagens em um scanner e detectaram um drone na minha mala. Na época que viajei as coisas não eram tão rígidas em alguns países com relação a drones e viagens, contudo ao entrar em Dubai e encontrar um drone na minha bagagem, os oficiais acabaram apreendendo o equipamento: drone é proibido em Dubai, a menos que você tenha uma licença especial que precisa ser obtida antes de chegar no país.

Drone em Dubai

Bom, aí lá se foram algumas horas da conexão só para fazer o protocolo. Ao apreender o drone eles informaram que eu poderia retirar o equipamento assim que voltasse ao aeroporto.

Eu preenchi uma documentação básica e o drone ficou retido. Sem nenhum problema adicional (como uma multa por exemplo), contudo fica aquele medinho né, de nunca mais ver o drone novamente, mas isso não aconteceu…

Uber em Dubai e visita ao Burj Khalifa

Depois da apreensão do drone eu desencanei e fui conhecer o pouco do que eu conseguiria com o tempo que tinha. Primeira parada fomos direto pro Burj Khalifa.

Durante a noite é meio diferente, desde que a escuridão é preenchida por esse prédio enorme todo iluminado, mas parece que não dá a mesma sensação de grandiosidade que seria durante o dia, mesmo assim é de ficar boquiaberto com a grandiosidade da edificação:

Burj Khalifa
Burj Khalifa

Para chegar até o Burj Khalifa não demorou muito tempo, acredito que foram uns 20 a 30 minutos desde o terminal em que desembarcamos. Ficamos por ali tirando algumas fotos e andando ao redor do prédio, não era possível subir até o topo durante aquela hora da madrugada, contudo só de ter a oportunidade de tirar umas fotos com o maior prédio do mundo já valeu a pena todo o perrengue com o drone.

Depois decidimos que ainda havia um tempinho hábil para conhecer uma das praias mais famosas de Dubai, a Sunset Beach. O objetivo não era ver a praia àquela hora da noite, contudo a ideia era ter a vista do hotel 7 estrelas Burj Al Arab. E issso foi possível:

Conexão em Dubai
Conexão em Dubai

Ficamos por ali durante mais alguns minutos, tiramos umas fotos, caminhamos brevemente na areia da praia e decidimos que era melhor voltar ao aeroporto para ter um tempo livre antes do voo em uma VIP lounge. Só que antes de mais nada, logo após o retorno ao Aeroporto Internacional de Dubai, eu tinha uma missão um pouco ainda desconhecida: resgatar o drone.

Fiquei pensando comigo mesmo, como é que eu vou fazer isso…, bom não teve tanto segredo, bastou perguntar as coisas que eu não entendia para as pessoas certas dentro do aeroporto. Fui orientado a visitar uma área que parecia uma espécie de depósito. A minha maior dúvida era a seguinte: como e onde estava o drone kkk, será que ia dar trabalho para resgatar?!

Foi super simples.

Cheguei nessa área do aeroporto, que estava abarrotada de caixas. Ali esperei por alguns minutos até chegar um profissional da área. Perguntei sobre o drone, que havia sido retido algumas horas atrás. Ele demorou alguns minutos para entender o que eu estava falando, assimilar e logo depois processar a informação. Não demorou muito e ele voltou com uma caixa nas mãos, era o drone heheh.

Me disse que se eu quisesse entrar em Dubai com um drone eu precisava ter uma permissão especial e me orientou que antes de entrar novamente em Dubai, que eu me informasse melhor sobre as regras do país (passou meio que um sabão em mim kkk). Eu agradeci, pedi desculpas, disse que não aconteceria novamente e dei um belo sorriso pro fiscal. Ele também agradeceu e fez um semblante amigável.

Com o drone em mãos novamente, eu segui meu caminho de volta para a sala de embarque, dessa vez mais feliz contudo com um sinal de alerta em meus planejamentos de viagem: antes de levar um drone é bom consultar as leis de cada país.

E você, já passou por algo assim antes!? Já fez uma stopover em Dubai e deu tudo certo?! Conte sua experiência nos comentários logo à seguir:

Autor
Luiz Jr. Fernandes
Luiz Jr. Fernandes
Sou um analista de sistemas, fotógrafo, autor deste blog e viajante profissional. Já conheci mais de 70 países em todos os continentes do mundo. As minhas matérias são 100% exclusivas, inspiradas em experiências reais adquiridas nos destinos que visito. Obrigado por ler e acompanhar o meu trabalho.
Comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *