Visitando Key West, o último dos keys da Flórida

Visitar um lugar tão fantástico como Key West é uma experiência impagável. Ter a oportunidade de percorrer os 250 km de pontes que ligam a cidade de Miami até o último dos Keys da Flórida é sensacional do começo ao fim. Faça agora mesmo um passeio desde Miami Beach até Key West lendo mais essa matéria aqui do Blog Boa Viagem

Meus planos nos EUA eram bem básicos para uma viagem de apenas uma semana. Queria conhecer a realidade das compras nos Estados Unidos, ter minhas primeiras impressões daquele país que atraiu já tantos imigrantes de tantos lugares diferentes do planeta e ir até ao marco de 90 milhas de Cuba, conhecendo o último dos Keys da Flórida, o famosíssimo Key West. Mas deve ter alguém lendo essa matéria nesse exato momento e se perguntando, mas que diabos seria um tal dum Key? Pois bem, eu explico rápidão antes de continuar com o meu relato sobre esse lugar incrível.

Um Key, ou ainda em espanhol Cayo, não é nada mais do que uma ilha, ou ilhota, que na grande maioria costuma ser separada do continente, mas no caso exclusivo de Key West, existe uma rodovia nos Estados Unidos chamada US1, que liga Miami aos Keys da Flórida. A distância que percorremos de Miami Beach até o centro de Key West foi de cerca de 250 kilômetros. Fiz esse passeio pagando U$ 50,00 para uma empresa de turismo que encontrei pelas ruas de Miami Beach. Esse custo cobria o guia e a ida e volta em um ônibus de turismo. Resolvi fazer esse passeio de ônibus justamente por não ter muito tempo nos Estados Unidos (apenas 7 dias) e optei por não perder muito tempo nessa ocasião visitando essa região e procurei buscar mais conhecimento pelas ruas de Miami (é claro que esse conhecimento será compartilhado aos poucos, só aqui no Blog Boa Viagem). Vale lembrar que além desse Key que visitei, existem outros lugares muito bons na região que merecem muito a sua atenção em caso de uma viagem com mais tempo, são eles: Key Largo, Islamorada, Fiesta Key, Long Key, Marathon e Big Pine Key.

Agora que você já sabe o que é o Key West, só pra registro por aqui, vou compartilhar uma screen do Google Maps da região do planeta na qual estamos falando, é simplesmente incrível pensar que os Estados Unidos resolveram construir uma ponte até Key West, incluíndo-a em seu território. Mas na realidade neim sempre foi assim. Essa região já foi e até hoje é muito conhecida pelo seu nome de independência, a República da Concha (Conch Republic), nome esse que não tem expressão política alguma, e é mais uma tramóia para arrebanhar alguns trocados dos turistas que compram um dos passaportes de souvenir que existem aos kilos na Ilha de Key West.

Mapa de Key West - Flórida Keys
Mapa de Key West - Flórida Keys

Agora que tudo está mais claro vai ser mais fácil explicar a intensidade do meu desejo de conhecer esse lugar. Não busque nada de especial em Key West! Na realidade o especial dessa viagem é relaxar e desfrutar da vista que enche os olhos do começo ao fim da viagem. Imagine viajar mais de 200km em rodovias construídas sob um oceano multicolorido em que de um lado você tem o Golfo do México e do outro o Oceano Atlântico Norte.


Rodovia US1 - Flórida - USA

A diversão nessa viagem inicia justamente no momento em que o ônibus vence as distâncias da metrópole de Miami e começa a viajar rumo aos Keys utilizando as pontes que interconectam as ilhas que compõem essa região. O vídeo abaixo consegue comprovar a beleza dessa região dos Estados Unidos. Recomendo muito que se você optar por fazer esse passeio, que alugue um carro em Miami e fique por ao menos dois dias em Key West para conhecer o melhor da noite da região. Oportunidades que partem da badalação até a tranquilidade não vão faltar para você em momento algum!


Vídeo que mostra como são as rodovias até Key West

Também existem os estradeiros que curtem a emoção do vento batendo no rosto e fazem o percurso em uma motona da Harley Davidson que pode ser alugada em Miami. E eu recomendo que faça essa viagem dessa forma, tomando o devido tempo para desfrutá-la da melhor maneira, justamente pois o bom seria ir parando em cada lugar interessante, conhecendo os detalhes da região e desfrutando ao máximo da oportunidade de estar em um lugar tão remoto.

Rodovia conectada por pontes construídas em pleno oceano
Rodovia conectada por pontes construídas em pleno oceano

E no vídeo a seguir você pode observar um outro momento da mesma viagem que me levava pelos Keys da Flórida até a região mais meridional da parte continental dos Estados Unidos, chegando aproximadamente a apenas 90 milhas de Cuba.


Chegando em Key West

E logo ao descer do ônibus, como sempre vários detalhes saltaram á minha atenção. Depois de conhecer a megalópole de Miami e a beleza de Miami Beach, visitar uma cidadezinha como Key West era considerável á cereja do bolo em uma viagem tão rápida quanto essa. Eu particularmente não gosto muito dos grandes centros, mas sou fascinado pela beleza dos lugares simples e totalmente turísticos como é esse lugar. Key West está para Miami assim como Jericoacoara está para Fortaleza. O lugar é fantástico e as novidades foram aparecendo conforme eu ia caminhando. De cara o jeitão do lugar me deixou apaixonado. Eu poderia viver facilmente por ali, apesar do calor insuportável que estava. Várias estátuas, construções e monumentos estão espalhados por toda a cidade e vale a pena ter o tempo para tirar boas fotos por ali.

Arte irônica e engraçada no meio de Key West
Arte irônica e engraçada no meio de Key West (que pode dar fotos mais engraçadas ainda...)

E como foi legal caminhar com calma pelas ruas desse lugar. A beleza das casas, da arquitetura antiga que lembra o século passado me lembravam a todo momento que não estava mesmo no Brasil. E como era interessante ver que lá as pessoas não utilizam tijolos como no Brasil para as construções (os cupins devem ser os piores inimigos deles...), e mais legal ainda foi ver o nacionalismo do 4 de julho escancarado nas fachadas das casas (sim, eu estava perto da independência dos EUA).

Detalhes das casas de Key West
Detalhes das casas de Key West

E sem muita pressa de descobrir tudo, fui conhecendo aos poucos a cidade de Key West, cada fachada me deixava impressionado com a beleza e simplicidade do lugar. Tão perto da correria de Miami, mas tão distante dessa loucura toda, Key West consegue agradar a qualquer um que passe por lá. E não só de praias vive o lugar. Existem vários museus, e o que eu recomendo é que você compre algo para beber, prepare sua câmera digital e caminhe sem muita pressa pela Truman Avenue analisando ao seu tempo cada uma das construções do lugar.

Construções fantásticas em Key West
Construções fantásticas em Key West

E uma das construções mais interessantes que vi por ali, que mais chamou a atenção e expressou a realidade do lugar foi ver o Instituto San Carlos, um pedacinho de Cuba dentro dos Estados Unidos, afinal, estávamos a cerca de 150 km de Havana, e ali é um lugar cheio de imigrantes, assim como Miami.

San Carlos é uma instituição com propósitos múltiplos, servindo a sociedade como um museum, biblioteca, galeria de arte, teatro e escola. É considerado como marco histórico da independência cubana.

Cuba presente em solo estado unidense
Cuba presente em solo estado unidense

E sem existe um outro lugar que você não deve deixar de conhecer é o Willie T's. Esse é um bar e restaurante localizado no coração de Key West que tem uma tradição típica que o faz ser famosíssimo nos Estados Unidos. Cada um dos visitantes assinam uma nota de dólar que é pregada como decoração das paredes do Willie T's. Falam muito bem da comida desse lugar, mas ele é famoso mesmo por ter o melhor Mojito da cidade.

Willie T's bar dos dólares em Key West
Willie T's - cada um assina e deixa um dólar

Seria interessante ajudar o dono do lugar a pintar as paredes, não? Fica até parecendo que a tradição de pregar as notas de dólar assinadas nas paredes é com o objetivo de garantir a aposentadoria dos donos do bar.

Dólares assinados na decoração do bar Willie T's
O bar é totalmente tomado por notas assinadas de 1 dólar

Doláres pelas paredes do Willie T's em Key West
Doláres pelas paredes do Willie T's em Key West

Key West é uma daquelas cidadezinhas turísticas que você poderia perder horas e horas só perambulando pelas ruas, apreciando os detalhes que você só coneseguirá encontrar por aqui. Um exemplo claro disso que estou dizendo está na foto a seguir! Em que lugar do mundo você conseguiria tirar foto com um monstro feito de esponjas do mar?

Monstro de esponjas em Key West
Monstro de esponjas em Key West

Ou ainda gostaria de encontrar um lugar com uma facilidade tão incrível para atrair motoqueiros estradeiros com suas Harley Davidson top de linha, com direito a pintura exclusiva com três dimensões na garupa?

Motos personalizadas em Key West
Motonas personalizadas por todos os lados!

Sei que você encontrará por aqui também algumas figuras interessantes para ilustrar suas fotos. A foto abaixo comprova que as primeiras impressões não são aquelas que você tem no primeiro dia da sua viagem. Muito pelo contrário, poderia viajar 30 dias pelo mesmo lugar e colher primeiras impressões até no momento da partida. As primeiras impressões são sempre as que ficam. E eu poderia até perguntar pra vocês se parece ou não que foi extraído de um filme bem americanizado hollywoodiano, a imagem de várias senhoras, totalmente lúcidas e falantes, com seus coques nos cabelos e seus carrinhos de compras a serem empurrados pelas ruas. Assim como a foto que tirei em Miami Beach da viatura do corpo de bombeiros, essa foto a seguir completa a imagem de figuras tipícas dos Estados Unidos. Você pode girar bem o mundo, mas tem certas coisas que só vai ver por lá.

Americanos nativos, detalhes dos Estados Unidos
E mais primeiras impressões - é como nos filmes ou não é?!

O mais legal é ver que você está no marco 0 da US-1, a famosa rodovia construída no meio do oceano, interligando as principais ilhas da região á rota turística dos Estados Unidos. Alguns chegam a considerá-la o fim do Arco-Iris. Mas espera aí! Eu não encontrei o pote de ouro!

Fim do Arco-Iris - e fim da rota US 1
Fim do Arco-Iris - e fim da rota US 1

Confesso que tem momentos na minha vida viajante que eu me sinto um belo dum turistão! Quando eu vi essa placa da foto a seguir, não pude conter meus instintos e mais do que imediatamente registrei-a para a posteridade. Aliás, não é todo dia que você consegue estar na milha zero da US1.

US 1 - Milha 0
US 1 - Milha 0

Detalhes e primeiras impressões á parte, vamos agora falar um pouco sobre algo que vocês devem estar esperando anciosos! As praias de Key West! Pois bem, visitei só uma praia e não achei muito legal. Prefiro mil vezes as praias de Miami Beach. A começar pelo custo da entrada. Sim! Exatamente o que você leu! Para adentrar no recinto da praia, tem que pagar. Não sei se isso acontece em todas as praias, mas nessa que fui, sim, tinha que pagar, tinha horário de entrada e saída e algumas facilidades para os turistas que visitam o local.

Preços das praias em Key West
Praia controlada - Hora de entrar e sair e taxas para adentrar

E por que eu não gostei da praia!? Com uma resposta curta e grossa - a praia é cheia de pedras! É quase impossível andar descalço nas proximidades do mar. A praia é linda, uma visão geral incrível, mas eu não gosto muito de praias com pedregulhos e é justamente por isso que prefiro as de Miami Beach.

Visão Geral de uma das praias de Key West - Flórida
Visão Geral de uma das praias de Key West - Flórida

Pra quem tem tempo e deseja apreciar a paisagem, a praia é realmente muito bonita. Eu creio que devam ter bem uma centena de praias no entorno dessa região, mas sinceramente não tive tempo suficiente para visitar outro lugar. Se você visitou Key West e conheceu uma praia melhor do que essa, não deixe de manifestar a sua opinião na caixa de comentários no fim da página, complementando essa matéria e orientando melhor as pessoas que buscam mais informações sobre esse lugar na internet. Infelizmente se fosse pela praia eu preferiria ter ficado em Miami Beach.

Praia linda em Key West, mas com muitas pedras
Praia linda em Key West, mas com muitas pedras

Mas o ponto alto mesmo da viagem ao último dos Keys da Flórida é o marco das 90 milhas para Cuba. Pra se ter uma idéia da badalação do lugar, é necessário pegar uma fila pra conseguir tirar uma fotos só de você e do marco. Praticamente todos os turístas que visitam essa região tem por obrigação voltar pra casa com uma foto nesse marco. Eu não fui diferente.

O vídeo a seguir mostra os momentos próximos da minha chegada ao Marco. Fiz questão de gravar os momentos antes da minha chegada ao lugar para ter uma noção da fila de gente que se aglomera debaixo de um sol escaldante única e exclusivamente com o intuito de tirar uma foto no que eles consideram ser a cereja do bolo de Key West.


Chegando no marco das 90 milhas para Cuba

Quer uma dica realmente boa sobre esse lugar? Então siga as indicações que vou fazer a seguir e volte aqui para relatar o sucesso da sua viagem!

  • Vai visitar Key West, então reserve ao menos dois dias para fazer o passeio, sendo que um deles você dormirá em um dos Keys
  • Visite o marco das 90 milhas para Cuba pela manhã, o mais cedo possível para evitar as filas.
  • Alugue um carro, moto ou veículo qualquer para desfrutar do máximo do potencial turístico que a região lhe reserva. Esse é o tipo do lugar que deve ser apreciado com tempo, sem pressa e muito menos sem planejamento. Planejar seu passeio pelos Keys antes de ir aos Estados Unidos é essêncial para evitar que você fique única e exclusivamente focado no principal interesse dos brasileiros em Miami - as compras!
  • Leve roupas leves, bastante protetor solar e hidrate-se bastante, o calor lá não dá mole!

90 milhas para Cuba
90 milhas para Cuba

E se você gostou de mais essa matéria do Blog Boa Viagem, então a nossa caixa de comentários logo a seguir deve ser a sua melhor companheira! Deixe aqui suas dúvidas e experiências de viagem nesse lugar, compartilhe das informações e ajude a fazer dessa uma das principais referências sobre Key West para a viajosfera brasileira!

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias