Ica e o oásis Huacachina

Ótima opção para aqueles que estão na região de Paracas, Ica é a cidade mãe do oásis das Américas o Huaccachina. Para aqueles que procuram diversão com o sandboard, surf de areia, este é o local exato para se visitar no Peru. Conheça o Huacachina em mais esta matéria exclusiva do Blog Boa Viagem.

Depois de deixar Arequipa em um ônibus noturno, viajei por cerca de 9 horas de ônibus rumo á cidade de Ica, para enfim conhecer minha última atração antes de Lima - o oásis Huaccachina.

A cidade de Ica em si funciona como ótima base para quem quer também conhecer as Ilhas Ballestras/Paracas, no meu caso, o tempo apertou e ficaram para trás, tanto as linhas de Nazca quanto Paracas. Eu já estava correndo contra o relógio. Cheguei em Ica já faltando apenas 3 dias para meu voo de volta ao Brasil. Resolvi retardar ao máximo o tempo, ficar um dia em Ica para conhecer o oásis e no outro dia pela manhã viajaria até Lima, para conhecer o parque das fontes mágicas e aproveitar para comprar os últimos regalos nos mercados de artesanato de Miraflores.

E quando cheguei em Huaccachina, o visual que me deparei foi o da foto a seguir..., literalmente um oásis, com dunas de areia desértica, um lago com água verde, muita vegetação e em uma vilinha pacata perto da frenética Ica.

As dunas de HaccaChina - Ica - Peru
As dunas de Hacca China - Ica - Peru

Huaccachina foi planejada para o descanso. Tranquila e pacata, a região deste oásis está a cerca de 10 kilômetros da praça de armas de Ica e conta com boas opções de hospedagem e também bons restaurantes. A estrutura das pousadas são praticamente iguais, a grande maioria tem piscinas e alugam suítes para os visitantes. Não encontrei hospedagens compartilhadas, entretanto o custo das pousadas é muito barato. Eu fiquei na Hospedaje Salvatierra, como sempre um tiro no escuro indicado pelo taxista que me recolheu na descida do ônibus, mas sabe que quando cheguei até lá, virado uma noite dentro de um ônibus, eu gostei e fiquei. Tinha uma boa piscina, muita área verde, um pessoal sossegado, mas na realidade os quartos eram horríveis. Como não precisava tanto assim do quarto, acabei ficando. O custo? 15 soles a diária.


Hospedaje Salvatierra, muito boa estrutura externa, não tão boa interna

Na realidade é uma pousada simples que mais parecia uma casa de família do que uma verdadeira solução para hospedagem. Mas enfim, eles já estavam ali desde 1935 e para um viajante que estava só era uma ótima opção de custo/benefício.

De cara todas as hospedagens vão lhe oferecer o único passeio da região. De bug, caminhonete ou jardineira, te levam por 40 soles para dar voltas sobre as dunas. Poxa, 40 soles pagava simplesmente 3 diárias, então de cara já observei que isso era algo pra gringo ver e não fiz o passeio. Outra opção é o sandboard, mas eu também não me aventurei a escorregar duna abaixo faltando apenas 3 dias para voltar ao Brasil.


Visual do lago do oásis Huacca China

O visual realmente é fantástico e atrai turistas de todas as nacionalidades em sua rota para Arequipa. Ica realmente é uma ótima parada estratégica para quem está fazendo um tour parecido com o que fiz. Saindo de Lima rumo a Arequipa, ou voltando para Lima desde Cusco é uma parada perfeita para um ou dois dias.

E torça para visitar Huaccachina em um dia que o sol esteja alto e o céu limpo e azul, as suas fotos ficarão incríveis. Huacachina peca sim em questão de estrutura. É preferível ir almoçar ou jantar em Ica do que pagar caro por um péssimo serviço neste vilarejo.


Orla do oásis de Huacca China

Este é o oásis que você vai encontrar nas costas da nota de 50 nuevo soles. Há aqueles que se aventuram a tomar um banho nas águas da lagoa, eu não recomendaria, vi muitos vestígios de lixo e poluição no local. Mas que esse é um belo lugar para se fotografar e fazer o surf de areia, disso você não precisa ter dúvidas. Este é também considerado o maior oasis do continente americano.


Poema em homenagem a Huacca China

Outro atrativo é passear nas calmas águas do lago de barquinho. Ao custo de 10 soles você poderá desfrutar de uma hora passeando no meio do lago. Atualmente, os proprietários de lojas e terrenos nesse setor próximo ao oásis têm instalado poços artesianos, a fim de alcançar os mananciais de águas subterrâneas. Isto teve como resultado uma drasticamente redução do nível da água no oásis. Para compensar esta perda de água e preservar o oásis esteticamente agradável visando os turistas, a cidade iniciou um processo artificial de bombeamento de água para Huaccachina.


Pedalinhos e o lago de Huacca China

Tranquilo e pacato, assim defino HuaccaChina. Um lugar para descansar e desfrutar das belezas naturais locais. Vale muito a pena para os amantes do sandboarding, pois as dunas são realmente gigantescas. Vale também para aqueles que procuram um ponto de acesso para as Paracas, vindo é claro da região de Arequipa. Projetada para o turista, a vilinha pode proporcionar bons momentos e boas caminhadas áqueles que passarem por aqui.


Passarela pública ao redor do lago de Huacca China

Se você pretende subir as dunas caminhando, faça-o próximo ao fim do dia, com o sol mais ameno, ou então logo pela manhã, pois apesar de parecer fácil, pode ser um ótimo exercício de resistência e condicionamento físico. Já visitou essa região? Esquecemos alguma coisa? Completa pra gente aí nos comentários vai!

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias