Mergulhando com os galha-preta em Providência [parte 2]

Meu segundo tanque no primeiro dia de mergulhos em Old Providence foi próximo à terceira maior barreira de recife de corais do planeta. Grande cardumes, corais coloridíssimos e uma visibilidade sensacional foram constantes em Manta City, tema do nosso post de hoje!

No post anterior relatei como foi o primeiro mergulho em Providência, em Piedra de La Tortuga. O barco nos resgatou e preparamos para seguir adiante, o próximo lugar a ser explorado seria Manta City. O que esperar de um sítio de mergulho batizado por Cidade das Mantas? Bom minha expectativa era ver ao menos uma raia e já estaria feliz. Deslizamos pelas ondas até chegarmos próximo da grande barreira de corais de Providência, a terceira maior do planeta. Com a nossa aproximação foi possível contemplar a cor do mar se transformando em um azul turquesa extremamente gritante, isso era sinal de uma visibilidade sensacional.

Segundo tanque do primeiro dia de mergulhos em Providência
Segundo tanque do primeiro dia de mergulhos em Providência

Um mergulho tranquilíssimo, cerca de 45 minutos submergidos a não mais do que 12 metros de profundidade e dessa vez conseguimos encontrar as belezas do caribe que estava louco para contemplar: corais coloridíssimos repletos de cardumes. Isso eu queria ver! Assim como havia visto em alguns dos mergulhos livres que realizei em Barbados.

Corais cheios de cardumes e uma visibilidade impressionante
Corais cheios de cardumes e uma visibilidade impressionante

E como pode ser isso? Dois mergulhos em lugares diferentes com condições totalmente contrárias. No anterior a presença constante dos tubarões galha preta e nesse outro lugar não encontramos nenhum sequer! Entretanto fui surpreendido pela beleza de algumas espécies que fazia tempo que estava querendo contemplar novamente. Confesso também que eu estava um tanto quanto preocupado com a quantidade de cardumes que eu havia encontrado nas águas de San Andrés e Providência. Eu esperava encontrar MUITO MAIS! Até mesmo pois são ilhas caribenhas incríveis, propagandeadas mundo a fora por seus mares em tons multiazulados de 7 cores, mas sinceramente até então eu estava buscando ser surpreendido por um sítio assim como El Pichí (Ignácio Cabeza) havia nos levado: mar cristal com formações de corais impressionantes repletas de cardumes, eu precisava ver essa combinação e consegui encontrar aqui em Manta City.

Atividade marítima intensa com presença de vários cardumes
Atividade marítima intensa com presença de vários cardumes

A minha preocupação está obviamente ligada à presença avassaladora do peixe-leão, essa que é uma espécie endêmica em águas caribenhas que se transformou na principal ameaça para os cardumes caribenhos. É interessante notar que nesses dois tanques não encontramos nenhum peixe-leão em nosso caminho, entretanto nos outros 4 tanques (2 dias consecutivos) essa afirmativa se transformou drasticamente. Bom, isso é assunto para as próximas matérias dessa série, então que tal focar nas anêmonas e em algumas espécies bem legais que eu encontrei nesse mar cristalino de Old Providence?!

Belas espécies encontradas em mergulho na Ilha de Providência
Belas espécies encontradas em mergulho na Ilha de Providência

Eu já estava felizão por ver tantos peixes em um oceano tão cristalino e rico em fauna/flora, e para minha surpresa ainda consegui encontrar uma bela raia em meu caminho, quando já quase estava pronto para voltar até a superfície :)

O revoar de uma arraia em Providência - Caribe Colombiano
O revoar de uma arraia em Providência - caribe colombiano

Segurei ainda por mais alguns minutos o meu retorno contemplando o revoar tranquilo da raia das fotos anteriores, foi realmente um belo presente para fechar os dois primeiros tanques. Ainda me virei com o resto de ar comprimido que havia no meu tanque e consegui tirar mais algumas belas fotos dos recifes de corais que mais me chamaram a atenção.

Cores vibrantes de corais providencianos e visibilidade perfeita
Cores vibrantes de corais providencianos e visibilidade perfeita

Depois desse tempo investido explorando os arredores da barreira de corais providenciana, voltamos até a embarcação com sorrisos escancarados, foi incrível mergulhar naquelas águas turquesas. Bom, no próximo dive então já sabem né: vamos deixar o relato do segundo dia de mergulhos, mais dois tanques e dessa vez com a interessante ação dos Cabeza tentando equilibrar o meio ambiente, criando um hábito bem interessante e propício para a natureza junto aos tubarão galha-preta. Não deixe de acompanhar ;)

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias