Ilha de Koh Samui, no sul da Tailândia

Desfrutei dos meus últimos dias do ano de 2011 rodando pelas ruas de uma das Ilhas do Sul da Tailândia, a Ilha de Koh Samui. Confira alguns dos detalhes mais interessantes das experiências obtidas neste exôtico destino e ambiente-se a nossas publicações com uma pitada de tempero tailandês que estão vindo por aí!

Koh Samui! Este foi o destino escolhido para base inicial do mochilão que realizei no começo do ano para o Sudeste da Ásia. Foi-nos fundamental escolher um lugar como base para começar a explorar a região, visto que viajei para a Tailândia no fim do ano de 2011 e cheguei nesta ilha na península tailandesa exatamente no dia 30 de dezembro de 2011. Como chegar nas ilhas do sul da Tailândia já é assunto que foi abordado aqui no blog, e de agora em diante aguardem posts transcendentais sobre esta Ilha, o que fazer nesta região e como rumar sem muita complicação para o lugar que foi meu próximo destino depois de Samui, as ilhas de Koh Phi Phi.

Nesta oportunidade não tive muitas alternativas a não ser desfrutar de dois dias antes da vira do ano, na noite do dia 31, reveillon este no qual estive perdido em algum canto espremido da Ilha de Koh Phangan, na full moon party, um evento que vamos abordar detalhadamente em publicações futuras.

Como havia ficado apenas por um dia completo em Bangkok, ainda não havia sido exposto à realidade cultural desta parte do planeta. Apenas em Samui tive tempo para contemplar a religião budista, apreciar alguns templos, visitar altares e é claro, fotografar de tudo um pouco para compartilhar com vocês aqui no blog.

Altar budista em Koh Samui
Altar budista em Koh Samui

As primeiras impressões sobre o continente asiático foram complementadas por esses quatro dias incríveis que pude explorar esta Ilha absorvendo cada vez mais detalhes da cultura budista e do meio de viver a vida deste lado do planeta.

Koh Samui é uma ilha de contrastes. Mega contrastes para ser bem fiél a tudo aquilo que vivenciei. Existem os mega resorts, a custos inácessiveis para a população local, exclusivamente desenhado para os turistas, que te fazem dormir com a vista para o mar e há ainda muita poluição e miséria no lado nada turístico da ilha (que fiz questão de visitar).

Resort pé na areia em Koh Samui
Resort pé na areia em Koh Samui

Um lugar com abundância de fauna e flora, mas já com sérias intervenções do ser humano em todo o bioma da região. As praias são lindas, algumas não próprias para o banho, mas a grande maioria delas tem areia branca e um mar multicolorido em tons de verde e azul. A visibilidade não é a melhor para os mergulhadores, mas vale a pena para quem busca um relax no meio do caminho entre Bangkok e Koh Phi Phi.

Mas sem sombra de dúvidas, o que mais me encantou nesses dias em Samui, foi a culinária thai. Os tailandeses estão muito bem servidos quando o assunto é comida. Como eu tenho prazer em conhecer o estilo de vida local, eu me aventurei em praticamente todos os mercados desta ilha, e fiquei muito entusiasmado com tudo o que vi.

Camarões gigantes
Camarões gigantes

Praticamente todos os mercados de Samui possuem riqueza de opções quando o assunto é comida que vem do mar. Não encontrei muito para os carnívoros, mas para quem ama carne branca, tal como peixe, mariscos e carne de frango, então vá para Samui sem medo! Você se fartará de tanta variedade a preços absurdamente acessíveis.

Alimentação baseada no pescado
Alimentação baseada no pescado

Praticamente em todo território tailandês você encontrará mercados com infinidades de comidas, frutas e temperos. As bizarrices que já ficaram rotuladas como um clichê da culinária tailandesa, a prática de comer insetos, não é tão disseminada nesta região do sul da Tailândia. Visitei diversas tendas, lojinhas de rua e até mesmo grandes mercados, e não encontrei com tanta facilidade as epeciárias que todos acabam comendo quando visitam a Tailândia. Isso é algo mais tradicional da região norte da Tailândia e do Camboja.

A TV. Boa Viagem esteve por lá também e registrou um pouco das nossas aventuras para garantir o almoço. Visitamos um mercado da Ilha de Koh Samui em busca de algo para cozinharmos nós mesmos. Encontramos camarões gigantescos e muita coisa interessante! Confiram no vídeo a seguir...


Passeando em um mercado da Ilha de Koh Samui

O resultado do vídeo acima vai vir em uma receita nas próximas publicações! Ficou uma delícia nosso banquete tailandês feito no albergue em que estávamos hospedados. E com direito a molho de peixe ("fish sauce") e tudo mais que tinhamos direito.

Temperos, Condimentos e especiarias tailandesas
Temperos, Condimentos e especiarias tailandesas

E muito além da gastronomia vai o território tailandês. Acredito ainda que existem centenas de outros lugares até mais exôticos e paradisíacos do que Samui, mas para a minha introdução ao continente asiático estava de ótimo tamanho. Consegui conhecer lugares fantásticos nesta Ilha, e nestes quatro dias fiz questão de dar pontos a mais para a mobilidade e alugamos motos para correr a ilha de ponta a ponta sem depender de transporte público. Não pensem que é uma ilha pequena. Para se ter idéia, uma volta em Samui em uma moto que vai até no máximo 80 km por hora chega a demorar por volta de 3 horas de viagem. Existem carros em toda a Ilha e uma rodovia que interliga os diversos vilarejos e cidades.

Diferente de suas irmãs menores (Koh Phangan e Koh Tao), Samui é gigantesca, pouco mais desenvolvida, tem aeroporto, muitos bancos, lojas, comércio ativo e vários atrativos para aqueles que desejam ir além do pé na areia. Um dos mais chamativos de toda esta ilha é a o Big Budha, uma escultura gigante que fica situada próxima ao aeroporto. Um belo passeio que renderá uma bela publicação no decorrer dos próximos dias aqui no blog.

Big Budha
Big Budha

Estas ilhas só tiveram sua exploração turística iniciada por volta de 1980 e até este ano sua população era composta basicamente por pescadores da China. Até então Samui não possuía sequer estradas e a construção do aeroporto foi fundamental para a expansão da exploração turística que ocorreu na década de 90 e início do século XXI.

A noite de Samui também é movimentadíssima! No centro comercial da Ilha existem centenas de bares, discotecas, pubs, restaurantes e lojinhas de souvenirs.

Movimento noturno da Ilha de Koh Samui
Movimento noturno da Ilha de Koh Samui

E a seguir, deixo aqui registrado um mapa da Ilha de Koh Samui, focado na parte de maior badalação e movimento deste destino. Caso esteja nos seus planos visitar Samui, então tenha em mente que os melhores lugares estão do outro lado da ilha, e a dica de ouro aqui é não depender de taxistas ou coletivos e ir adiante e locar a sua motoquinha também ;)

Mapa da badalação em Samui
Mapa da badalação em Samui

Outra dica fundamental para quem vai visitar Koh Samui - não deixar de conferir a galeria de fotos do blog boa viagem para esta ilha! Editamos as nossas melhores fotos para que vocês possam planejar bem seus dias e ter o máximo de aproveitamento de sua vaigem até a Tailândia.

Índice desta viagem

Em breve muito mais dicas sobre Samui. Por enquanto vocês podem ficar com o índice de publicações desta viagem!

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias