As pirâmides do Egito e a Grande Esfinge

Visitei em março passado um dos sítios arqueológicos mais impressionantes disponíveis para que nossa geração possa contemplar com os próprios olhos: as Pirâmides do Egito, o complexo de pirâmides também conhecido por Necrópole de Gizé, localizado na Cidade do Cairo - Egito.

Ter a oportunidade inusitada de conhecer o Egito neste ano de 2014 foi uma das maiores surpresas e privilégios para meu currículo viajante. Desde criança eu sonhava em um dia poder confirmar se realmente aquela paisagem da gigantesca pirâmide de Quéops preenchendo o plano de fundo com a Esfinge em destaque eram reais. Sinceramente não acreditava que eu teria a oportunidade de contemplar e fotografar essa paisagem tão cedo em minha carreira viajante. Você começa a perceber que está conhecendo muitos lugares no mundo a partir do dia que de fato visita a Cidade do Cairo e parte para o encontro direto com as pirâmides.

Acontece que ao menos para mim, um mero brasileiro residente no estado de Goiás, conhecer as pirâmides do Egito parecia ser um sonho distante e complicado de ser realizado. Eu acreditava piamente que viveria mais alguns bons anos antes de poder realizar esse sonho, mas felizmente tenho sido um bom menino e o Papai do Céu fez eu perder um voo lá na Itália e acabei conseguindo ter a possibilidade de fazer o stop-over na Caotic Cairo.

A esfinge e as pirâmides do Egito
A esfinge e as pirâmides do Egito

Depois de caminhar pelas ruas que entremeiam o distrito de Gizé, praticamente dentro da grande Cidade do Cairo, passamos à fase de adentrar o sítio arqueológico e de fato ter o encontro tão esperado com a Esfinge. Acontece que no período que viajamos, o caos estava instaurado na estrutura política egípcia e o controle da visitação e exploração turística em geral estava sendo gerenciado pelo exército. O grande problema era justamente saber QUEM ERA O EXÉRCITO, e quem comandava a entrada e a gestão desse fantástico destino do Oriente Médio. Não haviam identificações, sequer um crachá identificava as pessoas que vendiam os tickets. Fumantes por todos os lados, alguns com armas em punho, outros se mostrando trajados tais como seguranças, de fato tudo era uma gigantesca confusão.

Enfim na porta de entrada encontramos um guichê que vendia os tickets de admissão. Era necessário estar atento a todo momento para não ser passado para trás. Acontece muito aquele esquema de indicação e comissionamento. É imprescindível estar de olho bem aberto na hora da compra e sempre fazer questão de ir comprar pessoalmente o ticket no guichê da entrada para não sofrer com a ação dos atravessadores. É muito fácil alguém chegar oferecendo uma entrada mais barata, um descontinho ao preço egípcio. Bastou fugir de qualquer assédio, comprando o ticket certo, no lugar certo, e finalmente estávamos dentro! Meus olhos não acreditaram muito quando avistei a Grande Esfinge, foi preciso tempo para me acostumar com a idéia de que era verdade: eu estava nas pirâmides.

Pirâmides de Giza - Cairo/Egito
Pirâmides de Gizé - Cairo/Egito

A Necrópole de Gizé é, sem sombra de dúvidas, o mais famoso sítio arqueológico do planeta. É neste lugar, uma gigantesca área desértica nos subúrbios da cidade do Cairo, em que estão localizados os complexos de pirâmides conhecidas por Grandes Pirâmides, juntamente com a Grande Esfinge. Para um viajante como o que vos escreve foi uma sensação inexplicável poder caminhar próximo à gigantesca Pirâmide de Quéops - além dessas construções imporem a recordação do Egito antigo, a verdadeira satisfação está em saber que meus olhos conseguiram contemplar a mais velha das Maravilhas do Mundo Antigo que ainda permanece disponível para que nossa geração possa contemplar.

Quéops, a maior das pirâmides
Quéops, a maior das pirâmides

Você conseguiu perceber o quão pequeninos são os carros e as pessoas próximas à base da gigantesca Quéops ilustrada na foto anterior?! Em momento algum da minha vida estive diante de uma construção com tamanho significado para o planeta. Sinceramente não é possível mensurar a grandiosidade dessas construções sem contemplá-las de perto, com os próprios olhos..., não há foto, vídeo ou sequer maquete alguma que se compare ao porte dessas pirâmides! A área que ocupam é imensa! É praticamente impossível escalar as pirâmides (mesmo com as leis relaxadas por aquelas bandas), porém eu fiz questão de dar uma gorjeta para alguns seguranças que me permitiram subir na base de uma das pirâmides para registrar as fotos da montagem a seguir, onde tento demonstrar o quão pequeno sou próximo às pedras que compõem a base da Pirâmide de Quéfren.

Pirâmide de Quéfren, no Complexo de Guizém no Egito
Pirâmide de Quéfren, no Complexo de Guizém no Egito

Nesta oportunidade em que visitamos as Pirâmides do Egito também acabamos dando sorte de visitar o interior de uma das pirâmides. A visitação estava limitada, porém como o país anda sofrendo com a falta de turistas estrangeiros, foi fácil conversar com um dos seguranças e adentrar o interior de uma das catacumbas. Deu um trabalhão para entrar, porém uma vez no interior fiquei fascinado com os hieroglífos nas paredes.

Interior de uma pirâmide no Egito
Interior de uma pirâmide no Egito

Depois disso continuamos a caminhada rumo ao ponto mais distante para conseguir registrar as pirâmides preenchendo o plano de fundo das fotos. No nosso caminho um novo vendedor colou no nosso grupo, estava com meus dois amigos de viagem e havíamos encontrado um casal carioca que acabou fazendo o resto do passeio com a gente. Esse novo vendedor era na realidade um guia turístico, acho que um dos melhores que já encontrei no meu caminho nessas viagens todas. Ele não pediu dinheiro em um primeiro momento, apenas disse que queria caminhar ao nosso lado e se no final a gente quisesse comprar um artesanato dele, que seriamos bem-vindos. O cara deu um show sobre o Egito. Falou da realidade do país, da dificuldade em conseguir emprego, da escassez turística, ele simplesmente abriu o jogo pra gente.

E já que ele se mostrou tão amigável, acabamos explorando-o ao máximo. Enquanto caminhávamos rumo ao ponto ideal pra fotografarmos todas as 6 pirâmides deste complexo juntas, fomos conversando e tirando todas as dúvidas. Aprendemos que nas próximidades do Cairo, que existem mais de 130 pirâmides antigas que foram redescobertas, e que boa parte delas atualmente já estão disponíveis para a visitação. Aqui, neste sítio, na Necrópole de Gizé, estão as 3 pequenas Pirâmides das Rainhas, a gigantesca Quéops, a menor e a mediana, Miquerinos e Quéfren respectivamente. Demoramos a chegar no ponto mais alto nas dunas do escaldante deserto de Gizé, mas enfim encontramos o lugar ideal para a foto tão aguardada (que inclusive é a capa desta matéria!)

As 6 pirâmides do Egito, e Quéops com a Grande Esfinge

Foi um passeio que nos tomou a parte da manhã toda e começou a adentrar na tarde. Já passavam das duas da tarde quando decidimos contratar um taxista para nos ajudar a ver um pouco mais do Egito antes de partírmos de volta ao aeroporto para voar rumo ao Zimbabwe. Bom, o que nos conseguimos ver, e como foi esse tour com o taxista é tema da nossa próxima matéria sobre as nossas aventuras na terra das pirâmides. Enquanto o post novo não vem ao ar, convido vocês a verem as fotos dessa matéria em uma maior resolução na galeria de imagens que vem logo a seguir, e a assistir os vídeos que fizemos no decorrer do nosso passeio nas pirâmides.

TV Boa Viagem direto das pirâmides do Egito


O guia turístico que nos acompanhou...


No interior de uma das pirâmides do Egito

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias