Mergulho (Scuba Dive) em Cozumel - México

Era impossível deixar a Ilha de Cozumel sem antes fazer um mergulho em seu oceano cálido e transparente. Deixei o scuba para meu penúltimo dia em Cozu e fiquei maravilhado com tamanha visibilidade.

Não poderia ter acertado melhor - dedicar mais dias para Cozumel foi a alternativa mais satisfatória para um viajante solitário que não queria saber de muito stress e correria. Queria explorar melhor o lugar, conhecer as praias, fazer mais mergulhos com snorkel e também estavam em meus planos dar uma volta completa nesta ilha em uma moto alugada. Eu nunca poderia deixar um lugar tão incrível como esse sem realizar ao menos os planos que havia feito antes mesmo de viajar!

Negociei com muitas empresas, busquei cotações, e parti para o México com uma combinação prévia com uma agência de Cozu. Acabou que meus planos mudaram e não consegui realizar o mergulho com essa agência que nos patrocinaria, mostraria todos os detalhes e faríamos alguns mergulhos a mais. O clima fechado também prejudicou um pouco, já que não poderíamos sair para mergulhar do outro lado da ilha, com sua face voltada para o mar aberto do Caribe. E quando já estava acreditando que iria a Cozumel e voltaria sem ao menos um mergulho com cilindro, eis que conheço o Roberto.

Esse dive-master aterrisou na minha vida na última hora! Quando eu já havia desistido de mergulhar com cilindro, eis que encontro com o barqueiro que me levou no passeio para snorkelling que fiz logo em minha chegada a Cozumel. Não acreditava que iria sair do lugar com maior visilidade que já havia mergulhado até então sem ficar ao menos a 10 metros para conferir como é a vida lá em baixo! Pois por mais que você seja experiente com o snorkel, você nunca conseguirá apreciar a fauna e flora marinha "in loco". Os cardumes mais bonitos, os corais mais incríveis sempre estão no fundo e minha apnéia nunca foi espetacular para encarar 10 metros sem um tubão de oxigênio amarrado a minhas costas.

O barqueiro disse que conhecia um instrutor de mergulho autônomo e disse que em Cozumel existem vários que podem fazer o mergulho no mesmo instante. E quando ele terminou de falar isso, eis que passa o Roberto do outro lado da rua, caminhando tranquilamente. Mais do que imediatamente me apresentou a ele e saímos para negociar. No primeiro dia ele me cobrou U$ 55.00 para fazer um mergulho de cerca de uma hora com apenas uma imersão. Achei um pouco caro e disse que iria pensar um pouco mais na possibilidade. Esse seria um grande erro.

O dive master e eu, prestes a mergulhar
O dive master (Roberto) e eu, prestes a mergulhar

Conheci o Roberto no meu segundo dia em Cozumel. Ou mergulharia naquele dia ou teria que deixar para uma outra oportunidade, e nessa história de pensar, desencontrei do Roberto e não consegui encontrá-lo mais. Como ainda faltava muita coisa para ver e fazer em Cozu, decidi cortar Tulum e Akumal do meu roteiro e investi um dia a mais nessa fantástica ilha. No outro dia encontrei o Roberto caminhando no centrinho de San Miguel e a sorte deu as caras novamente. Combinamos o mesmo esquema, só que dessa vez ele me deu um desconto de U$ 5.00 (que eu creio que seria referente à comissão do barqueiro). Estávamos combinados! Agora era alugar o equipamento e cair na água.

Ao combinar, falei para Roberto que gostaria de um lugar com a melhor visibilidade possível. Ele me afirmou que era paradisíaco, eu não acreditei e errei novamente. Ele me levou em um lugar muito perto do centro de Cozumel, em seu próprio veículo, logo depois de passarmos em uma agência que nos alugou os cilindros. A visão geral do lugarzinho que ele me levou é mais ou menos como as fotos a seguir...

Vista do lugar onde mergulhei em Cozumel
Vista do lugar onde mergulhei em Cozumel

Ele propôs que visitássemos um lugar tranquilo para ver como era a minha experiência. Caso fosse legal ele me levaria em um mergulho do outro lado da ilha. Eu teria apenas uma única chance de fazer o mergulho com cilindro, mesmo pois no dia seguinte eu voltaria para Cancun para em sequência voar aos Estados Unidos. Não tinha muitas alternativas e ele escolheu o que seria melhor para aquela oportunidade.

Cozumel é rodeada por dive-shops, dive-resorts e hotéis especialistas em atender mergulhadores. Eles são craques em atender turistas que querem chegar em Cozumel, largar suas bagagens no quarto e descer para fazer mergulhos. Eles tem toda a estrutura, equipamento e staff necessários para atender aos requisitos dos fanáticos (assim como eu) por esse esporte!

A facilidade é tremenda! Você parte do solo firme, a necessidade de barcos é totalmente dispensada. É claro que existem vários spots de mergulho em alto mar, que uma embarcação se faz necessária, mas boa parte sai das praias mesmo. Basta afundar e seguir adiante mergulhando já no fundo do oceando.

Berçários para reprodução de peixes e corais
Berçários para reprodução de peixes e corais

Como opções ele me disse que poderíamos conhecer os arredores do Money Bar, ou então iríamos ao Paradise Reef, todos muito próximos do centro. Escolhi o segundo e planejei fazer um snorkel independente no primeiro. Eu começava a escolher as melhores opções para o curto tempo que ainda me restava no México.

Ambos os lugares tem ótimas estruturas para receber os mergulhadores. Lockers, equipamentos para aluguel, instrutores, comida, bebida, sombra e água fresca. Eu só queria ir para o fundo, já me era o suficiente. Todo o mergulho foi muito tranquilo. Foram cerca de 1 hora e 15 minutos em baixo d'água. Nosso cilindros estavam lotados até a tampa e ele me avisou um pouco antes de submergirmos que tentaríamos ficar um pouco mais do que os tradicionais 50 minutos para aumentar as possibilidades de ver espécies de vida diferentes.


Os corais - verdadeiros condomínios da vida local

A riqueza de fauna é incrível e da flora me impressionou. Os corais são coloridíssimos, há vida abundante de cardumes de peixes em praticamente todos eles. A combinação de espécies de corais formavam belas estruturas que me lembravam condomínios residenciais! Exatamente isso! Se o oceano é o lar, então os corais estavam para os condomínios dos peixes que vivem por ali.

As fotos desta publicação foram realizadas com uma câmera a prova d'agua descartável, daquelas de R$ 30,00 vendidas em qualquer lojinha de souvenir a beira mar. A última aventura da minha antiga câmera Panasonic Lumix TS-2 (resistente até 10 metros de profundidade) foi no passeio realizado no primeiro dia. Foi traumático vê-la em seus últimos suspiros suas últimas fotos. Como não tive outra alternativa, a única forma que encontrei de conseguir compartilhar essa experiência aqui no Blog foi atravez desta solução.

Corais lindíssimos em Cozumel
Corais lindíssimos em Cozumel

As fotos não ficaram boas como as digitais, mas dá para se ter uma boa noção da visibilidade. Oceano com água quente! Com uma transparência que me lembrava muito das histórias que meus amigos mergulhadores que já conhecem o fundo do oceano em Fernando de Noronha. A falta de uma boa câmera, associada ao tempo corrido me fizeram optar por apenas um mergulho com cilindro. Ficou o desejo de ter uma combinação entre marine case e uma bela DSLR para conseguir registrar os momentos assim como ia descobrindo o fundo desse lugar.

Além de ver vários peixes, moréias e cardumes multicoloridos sensacionais, os destaques desse mergulho foram todos resguardados para o finalzinho. Logo depois dos 30 minutos submersos, conseguimos ver várias arraias pequenas como as da foto a seguir.

E achamos também várias arraias pequenas
E achamos também várias arraias pequenas

E para finalizar com chave de ouro, pouco antes de subirmos conseguimos apreciar a beleza de alguns cavalos marinhos.

Cavalo marinho em Cozumel
Cavalo marinho em Cozumel

Legal, não foi?! Pois bem, nos próximos posts sobre Cozumel, aguardem um pouco sobre a gastronomia mexicana, algumas dicas de restaurantes legais, muito mais sobre os mergulhos que eu realizei independentemente e as minhas dicas para quem quer dar uma volta nessa ilha sem sofrimento. Hasta luego muchachos!

 

Sobre o #ArribaTour

Esta foi uma excursão solitária realizada entre 23 de maio e 6 de junho do ano de 2012. Nesta oportunidade visitei as cidades mexicanas de Cancun, Playa del Carmen e Cozumel. Foram firmadas diversas parcerias entre este blog e algumas instituições do segmento hoteleiro do México. Experimentamos, com o objetivo de fazer as revisões dos seguintes hotéis: Quetzal Hostel e Hostal Chac Mool em Cancun, Hotel Lunata em Playa del Carmen e Mi Casa en Cozumel. Aos administradores dessas instituições, ficam nossos mais sinceros agradecimentos, por ter-nos recepcionado gentilmente sempre com o seu melhor! Todos os custos com diárias foram cortesia dos hotéis.

Após explorar o México por 7 dias, embarquei em um voo para os Estados Unidos (Fort Lauderdale), e desde esta cidade, em parceria com a Mobility - locadora de veículos, seguimos com nosso tour em uma incrível viagem de ida e volta até Kissimmee, cidade vizinha a Orlando. Aproveitamos nossa viagem a essa região dos Estados Unidos para conhecer o SeaWorld Parks, que também gentilmente ao conhecer nosso intinerários nos enviou os convites para seus parques sem custos adicinais de entrada.

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias