Chelsea Market e High Line em Nova York

Finalizei meu dia de turista em Nova York conhecendo o Chelsea Market, um dos lugares mais interessantes para quem gosta de boa comida, comprar souvenirs, comer peixe-cru e se perder pelos caminhos de um edíficio com estilo bem excêntrico. Depois parti para uma caminhada pelos trilhos da High Line Park, um dos parques públicos mais descolados de Manhattan.

Pra fazer com que um dia renda em um grande destino turístico tal como Nova York, é preciso uma pitada de destreza associada a um prévio planejamento e muita, mas muita disposição mesmo! Acordei cedo para cruzar a ponte do Brooklyn em uma agradável caminhada. Logo depois decidi que partiria pro Brooklyn Bridge Park para reconhecer este fantástico ponto estratégico da Big Apple, de onde é possível ter uma vista panorâmica do lado leste de Lower Manhattan.

Depois ainda peguei o metrô para Midtown pois tinha um compromisso com o topo do Empire State Building, passeio rápido que não me tomou mais do que uma hora. Eu ainda tinha tempo de sobra antes de anoitecer e decidi realizar mais uma atividade turística antes de me entregar à busca de algumas lojas de roupas com preços impressionantes já após o anoitecer. Tudo que eu fiz durante esse dia será devidamente documentado por aqui, então aguardem nas próximas atualizações um post completo ensinando como fazer compras em lojas com preços irrisórios em Nova York, as thrift stores. Eram 3 da tarde quando cheguei no Chelsea para conhecer a High Line e o Mercado do Chelsea, um dos mais alternativos de Manhattan.

Chelsea Market em Nova York
Chelsea Market em Nova York

Este importante edifício ocupa duas quadras completas, conectadas entre a 9ª e a 11ª Avenidas e as ruas 15 e 16, com uma ponte conectando os blocos que passa sobre a 10ª Avenida. É simplesmente um daqueles clássicos lugares de Nova York que você não pode deixar de incluir em seu itinerário. Uma das primeiras empresas que se instauraram no Chelsea Market foi a fábrica National Biscuit Company, a produtora dos biscoitos Oreo. Esse foi o lugar em que pela primeira vez esse biscoito foi inventado e produzido, e atualmente podemos encontrá-lo em vários destinos do planeta.

Atualmente o bloco adicional da 10ª Avenida é composto basicamente por escritórios de empresas vinculadas à mídia e tecnologia, entre elas a Oxygen Network e EMI Music. Recentemente o Google se instaurou por aqui também ocupando 3 andares além de um outro exclusivo para o Youtube.

Ambiente interno e algumas lojas do Chelsea Market
Ambiente interno e algumas lojas do Chelsea Market

Espere encontrar algumas lojas de souvenirs diferenciados, outras lojas especializadas em vinhos, ou ainda para os sushi-lovers e amantes de peixe cru, há uma grandiosa loja com os pescados mais frescos da parte oeste da ilha de Manhattan. Eu encontrei vários lugares interessantes para fazer lanches diferentes e apenas parar para tomar um café enquanto o tempo passa vagarosamente em um dos mercados mais exclusivos de Manhattan.

Caminhei pelo resto da tarde de loja em loja no Mercado do Chelsea. Antes ainda do sol se pôr, saí em direção à primeira entrada nas costas do mercado em direção à High Line Park, um dos lugares mais agradáveis para fazer caminhadas em uma tarde de outono em Nova York.

Árvore florida na High Line de Nova York
Árvore florida na High Line de Nova York

Este é um parque suspenso construído da forma mais genial possível: sob os trilhos de uma antiga linha de trem. Cheio de lojinhas, áreas com árvores e plantas típicas do hemisfério norte, a High Line cobre 18 quadras, de seu extremo sul que inicia na rua 12 até seu término rua 30, uma pista gigantesca que praticamente obriga seus visitantes a percorrerem-na de ponta a ponta, definitivamente um pedaço revitalizado da cidade de Nova York.

Um parque suspenso, construído sob os trilhos de uma antiga linha de metrô
Um parque suspenso, construído sob os trilhos de uma antiga linha de metrô

Construir cada espaço do High Line, imaginando um parque público suspenso em uma antiga linha de trem foi um desafio bem interessante para os arquitetos responsáveis por essa empreitada. Eles utilizaram inteligentemente boa parte da vegetação que cresceu durante 25 anos no meio dos trilhos do trem, reconfigurando cada ambiente para paracer o mais amigável possível a seus visitantes, bem como buscando a integração máxima com o perfil desta metrópole mutante.

Visual incrível do High Line durante a primavera em Nova York
Visual incrível do High Line durante a primavera em Nova York

Como este parque público foi construído utilizando uma linha de trem suspensa, é comum caminhar ao longo dos trilhos observando muros grafitados e os detalhes de quem leva sua vida real por ali, tal como as decorações nas janelas dos edifícios residenciais, as áreas de lazer e convívio mútuo que acabaram sendo construídas para proporcionar aos moradores uma vista fantástica da High Line, entre outros vários detalhes que só quem opta por caminhar por ali consegue perceber.


Caminhando pelo High Line de NYC

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias